Foto: Comunidade Orkut HUMANIZEMOS A VIALAGOS

Resposta da CCR sobre acidente na ViaLagos (RJ)

Foto: Comunidade Orkut HUMANIZEMOS A VIALAGOS

Foto: Comunidade Orkut HUMANIZEMOS A VIALAGOS

Em 24/11/2009 foi publicado texto com o título “Grave Acidente na CCR ViaLagos”, cujo link está ao final.

A CCR, por sua assessoria de imprensa, acaba de nos responder: “André, Boa tarde! Tudo bem?

Como você disse que o canal para resposta ainda estava aberto.

A qualidade dos serviços de manutenção e operações realizados pela concessionária transformou a RJ-124 ViaLagos em uma das melhores rodovias do Rio de Janeiro e o melhor caminho para a Região dos Lagos, conforme atestam as pesquisas rodoviárias anuais da CNT, a Confederação Nacional do Transporte.

Os serviços prestados pela concessionária revertem efetivamente em conforto e, principalmente, na segurança dos usuários. Desde o início da concessão, o índice de acidentes na ViaLagos caiu 70%, o que resultou também na queda significativa do número de vítimas do trânsito na rodovia. Comparando-se os índices atuais com os anteriores à concessão, a conclusão é de que pelo menos 55 vidas foram poupadas na rodovia nesse período.

Com relação à construção de uma mureta central ao longo da rodovia, a Concessionária ressalta que cumpre rigorosamente suas obrigações contratuais e essa obra é prevista somente para quando a rodovia atingir o fluxo médio de 20 mil veículos / dia, enquanto hoje são cerca de 12.500 veículos / dia. É importante esclarecer, porém, que a presença da mureta não irá coibir a principal causa de acidentes na rodovia, que é o excesso de velocidade. Para tanto, esta concessionária mantém um programa permanente de comunicação e conscientização dos motoristas, sinalização muito eficaz e apoio constante à Polícia Militar Rodoviária em seu trabalho de fiscalização.

Sobre o acidente mencionado, cabem alguns esclarecimentos.

O Boletim de Ocorrência lavrado no local pelos policiais militares rodoviários, em momento algum menciona qualquer irregularidade sobre o pavimento ou em suas adjacências, assim como na sinalização horizontal e vertical, tais como: óleo na pista, buracos, ondulações, obras, falta de sinalização, etc., que pudesse ter contribuído direta ou indiretamente no resultado do acidente. Trata-se de uma pista de rolamento dotada de quatro faixas de trânsito, sendo duas no sentido norte e duas no sentido sul, separadas por faixa dupla contínua aposta sobre o eixo da rodovia e por tachões refletivos intercalados em todo segmento.

O relatório do perito aponta que a vítima se deslocava em altíssima velocidade, em função de evidências relevantes, tais como: a moto Honda, modelo CBR 1000, superesportiva de alto desempenho; a moto ficou totalmente destruída com o choque num veículo Honda Civic; o estrago causado no veículo Honda Civic. Além disso, a impressionante e inusitada característica do choque também indica que o motociclista estaria em alta velocidade, uma vez que ele tentou fazer uma curva de grande raio para a direita, mas foi colher quase toda a lateral direita do Honda Civic, que trafegava na faixa da direita da pista contrária.

Abs e bom fim de semana,
Rafaela Prieto”