Resposta da Seguradora Líder DPVAT

Em relação às dúvidas do leitor Paulo Victor, de São Paulo, publicada na seção Carta dos Leitores, do dia 29/09/10, a Seguradora Líder DPVAT esclarece como são contabilizadas as estatísticas do Seguro DPVAT, que normalmente diferem de outros órgãos que também possui dados relativos a acidentes de trânsito.

Os números da Seguradora Líder DPVAT se referem apenas à pagamento de indenizações de morte, invalidez permanente e de reembolso de despesas com assistência médica suplementar- DAMS – (gastos com remédios, próteses e fisioterapia etc) para motoristas, passageiros e pedestres, portanto não se referem à quantidade de acidentes ocorridos no país. É importante observar que a vítima tem o prazo de até três anos da data do acidente para solicitar o Seguro DPVAT.

De janeiro a agosto de 2010, foram pagas 33.245 indenizações de morte (R$ 519.611.718,09); 97.644 indenizações de invalidez (R$ 753.420.325,77) e 34.141 reembolsos de despesas médicas e hospitalares (R$ 48.632.637,32), totalizando 165.030 indenizações (R$ 1.321.664.681,18 bilhão). Infelizmente, a quantidade de acidentes de trânsito, no Brasil, é ainda bem grande, mesmo com as campanhas educativas, uso de equipamentos de segurança e entrada em vigor da Lei Seca. Nos caso dos motociclistas, o risco é ainda maior, uma queda pode representar um sério dano físico. Nesses primeiros oito meses do ano, foram pagas 66.432 indenizações de invalidez permanente para a categoria duas rodas (motociclistas) . Mais que o dobro do número de pagamento de indenizações de invalidez na categoria carro de passeio: 24.887.

Todo o trabalho desenvolvido pela Seguradora Líder DPVAT tem a fiscalização contínua da Superintendência de Seguros Privados (Susep). As estatísticas do seguro estão disponíveis no site www.seguradoralider.com.br e, semestralmente, também são publicadas nos jornais de grande circulação do país. Outras informações podem ser obtidas pelo site www.dpvatseguro.com.br e pelo 0800 022 12 04.”