Aos 17 anos, Pedro Nougalli é um dos destaques do FMX

Revelações do esporte brasileiro despontam no Jump Festival

Ao ver o que eles conseguem fazer com seus skates, bikes e motos, fica difícil acreditar na idade de alguns atletas que competem no Jump Festival.

Aos 17 anos, Pedro Nougalli é um dos destaques do FMX

Aos 17 anos, Pedro Nougalli é um dos destaques do FMX

Os participantes do maior evento de esportes radicais do Brasil têm em média 19 anos, mas alguns deles, mesmo mais novos, conseguem se destacar nas disputas. Na sexta edição do campeonato, que começou nesta quinta (31/03) e vai até o próximo domingo (03/04), na Arena montada na Avenida Getúlio Dorneles Vargas, em frente ao 41º Batalhão da Polícia Militar, em Jacareí (SP), três destes destaques estão confirmados.

Ele não tem idade legal para dirigir, mas, desde muito novo está em cima da motocicleta. Pedro Nougalli tem 17 anos, há dois migrou do MotoCross para o Freestyle, e tem feito bonito nas competições. A evolução de “Pedrinho” é notável. Já em sua primeira participação no Jump Festival, em março de 2010, em Jacareí, ele terminou em sexto. Na última edição, em outubro passado, em São Bernardo do Campo (SP), ele já conseguiu o quarto lugar. “Desde o MotoCross, sempre gostei mais dos saltos. Depois que conheci a galera do Freestyle, decidi focar na modalidade. A expectativa para Jacareí é boa, quero fazer uma volta legal e me divertir”, comentou Pedrinho.

A cara de menino não engana. Vitor Tilharque tem 17 anos, mas postura de gente grande a bordo de sua bicicleta. Ele compete tanto no vertical, como no street park e, nessa modalidade, tem como melhor resultado no Jump Festival um terceiro lugar na quinta edição do evento, em São Bernardo. “Comecei no street e é onde eu me sinto mais à vontade, mas também gosto muito de andar no half pipe. Estou ansioso para competir em Jacareí, e trazer o título da etapa para São Paulo”, falou Borrachinha, como é mais conhecido.

O bicampeão do skate vertical é Raul Roger, de apenas 15 anos. Franzino e rápido, Raulzinho surpreende pela altura de seus aéreos e manobras radicais. “Ando de skate desde os sete anos porque meu pai e os amigos deles andavam, e eu já ia para as pistas desde pequeno. Até cheguei a competir no street, mas sempre gostei mais do half pipe. Acho que o mais importante para que eu conseguisse bons resultados é estar concentrado, e ter técnica e constância na linha, variando bastante as manobras. E, para isso, é preciso treinar muito”, disse o atleta, que venceu as edições Jacareí e São Caetano, em 2010.

Serviço:
Sexta edição do Jump Festival
Data: De 31 de março a 3 de abril
Local: Avenida Getúlio Dorneles Vargas, em frente ao 41º Batalhão da Polícia Militar – Jacareí (SP)
Inscrições: No próprio local. Gratuitas e limitadas.
Credenciamento de imprensa: No próprio local. Indispensável apresentação de identificação profissional.