Falta somente colocar os adesivos e o Carro Garrafa estará pronto para a corrida maluca da Red Bull

Rinaldi apoia projeto selecionado para Red Bull Soapbox Race

Falta somente colocar os adesivos e o Carro Garrafa estará pronto para a corrida maluca da Red Bull

Falta somente colocar os adesivos e o Carro Garrafa estará pronto para a corrida maluca da Red Bull

Bento Gonçalves (RS) – Um grupo de amigos de Bento Gonçalves, cidade sede da Rinaldi, irá disputar a etapa brasileira do Red Bull Soapbox Race, a conhecida “corrida maluca” promovida pela marca de energéticos desde 2000. O Carro Garrafa, criado para homenagear a Capital Brasileira do Vinho, está entre os 50 selecionados que disputarão a curiosa modalidade de corrida no dia 23 de abril, véspera de Páscoa, em Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina.

O projeto é de autoria da equipe Os Engarrafados, formada pelos amigos Matheus Alberto Giordani, 20 anos, Adilson Fávero Lava, 36 anos, Osmar Arsego, 28 anos, Fabiano Fávero Lava, 31 anos, e Alexandre Bortolotto, 29 anos, e o protótipo está na fase final de acabamento. “Falta somente colocar os adesivos e o Carro Garrafa estará pronto”, comenta Matheus Alberto Giordani.

A Rinaldi decidiu apoiar o projeto do grupo de amigos e forneceu os pneus e as câmeras de ar utilizados no Carro Garrafa. “A Rinaldi, por incentivar esportes sobre duas rodas, procurou incrementar sua participação em eventos. Por sorte e competência, temos um representante de nossa cidade entre os melhores projetos da região Sul, o qual levará para a Red Bull Soapbox Race um pouco de nossa cultura”, afirma Sérgio De Paris, gerente comercial da Rinaldi.

O Carro Garrafa tem 4 metros de comprimento por 1,5 metro de largura e já recebeu R$ 1,2 mil de investimentos, de acordo com os integrantes da equipe Os Engarrafados. Em seu interior há espaço para duas pessoas: o piloto Matheus Alberto Giordani e o copiloto Osmar Arsego. Na parte externa do protótipo estarão outros dois integrantes da equipe, que serão responsáveis por dar o impulso inicial ao protótipo e pela animação do público.

“Os critérios de avaliação da corrida levam em consideração três itens: a originalidade do projeto, o tempo de descida da ladeira e a animação da torcida”, explica Giordani. “Foi uma grande festa quando saiu o resultado e soubemos que estávamos classificados entre cerca de 1 mil candidatos. Agora, queremos fazer bonito também na corrida, em Balneário Camboriú”, sugere o piloto.

“Estar ao lado de grandes incentivadores do esporte engrandece nosso trabalho e nos faz buscar energias para interagir ainda mais. Sabemos que o segmento esportivo traz resultados e movimenta uma legião de pessoas apaixonadas por aventura”, completa De Paris.

– Assessoria Rinaldi