Robôs astronautas

Robôs astronautas

Robôs astronautas

Os primeiros robôs projetados para trabalharem como astronautas foram feitos no Johnson Space Center e pela Darpa, 10 anos atrás.

Agora, a NASA em colaboração com a GM apresentam seu R2, robô astronauta de segunda geração, criado pelas indústrias aeroespacial e automotiva: ele é ambidestro (usa as duas mãos com a mesma facilidade e exatidão), capaz de usar ferramentas e interfaces em atividades extra-veiculares, e 5 vezes mais rápido do que os robôs anteriores. Seus dedos e seu pescoço são extensíveis, sua câmera é de alta resolução, suas células de carga miniaturizadas trabalham em 6 eixos e suas juntas elásticas têm tecnologia de uso seriado e controladores de ultra-alta velocidade. Não -cansa- em ações repetitivas simples, nem em tarefas ou locais especialmente perigosos, como os da estação espacial internacional, ISS – e não exigirá mudança alguma em seu desenho.

O R2 será o primeiro robô humanóide a ir ao espaço este mês, quando se unirá à tripulação humana. Será testado no importante ambiente normal/espacial intermediário do ISS, quando gerará dados a respeito do trabalho de um robô lado a lado a seres humanos em condições de microgravidade, radiação, interferências eletromagnéticas etc. O R2 ainda é um protótipo e como tal ainda não está protegido contra as temperaturas extremas do espaço. Ele enviará mensagens de volta à Terra em 140 palavras, no endereço @astrobonaut.


José Luiz Vieira, Diretor, engenheiro automotivo e jornalista. Foi editor do caderno de veículos do jornal O Estado de S. Paulo; dirigiu durante oito anos a revista Motor3, atuou como consultor de empresas como a Translor e Scania. É editor do site: www.techtalk.com.br e www.classiccars.com.br; diretor de redação da revista Carga & Transporte.