Foto: Valentino Rossi, 2009 MotoGP World Champion

Rossi conquista título com pódio e Stoner vence na Malásia

Foto: Valentino Rossi, 2009 MotoGP World Champion

Foto: Valentino Rossi, 2009 MotoGP World Champion

Valentino Rossi terminou em terceiro, atrás de Casey Stoner e de Dani Pedrosa na molhada corrida de Sepang para garantir o título de Campeão do Mundo de MotoGP de 2009.
Valentino Rossi, 2009 MotoGP World Champion

Casey Stoner foi o vencedor do Shell Advance Grande Prémio da Malásia, mas foi Valentino Rossi que, com o terceiro lugar, fez a história do fim-de-semana.

A segunda vitória consecutiva de Stoner foi impressionante, com o australiano a terminar com uma margem de 14,666s sobre os demais rivais, mas o resultado do italiano garantiu-lhe a conquista do nono ceptro mundial – o sétimo na categoria rainha – defendendo a coroa de 2008, com Dani Pedrosa a terminar em segundo naquele que foi o 78º pódio da carreira em todas as categorias.

A corrida começou com a pista molhada ao cabo de 35 minutos de atraso devido à chuva e houve drama desde os primeiros momentos. Um problema na volta de reconhecimento com a moto de Jorge Lorenzo fez com que não se pudesse juntar à grelha de partida a tempo, o que levou a que fosse relegado para a última posição depois de se ter qualificado em segundo.

Contudo, tal representou pouca diferença para o espanhol quando passou por Rossi, que caiu para décimo após má partida desde a pole. Lorenzo acabou por concluir em quarto.

Randy de Puniet sofreu feia queda ainda nos momentos iniciais da corrida, mas felizmente não se lesionou. Enquanto isso, Stoner contava já com uma margem de quatro segundos sobre Pedrosa ao cabo de apenas duas voltas.

Nicky Hayden ainda se defendeu dos intentos de Lorenzo na corrida pelo quinto posto, mas o piloto da Fiat Yamaha conseguiu levar a melhor sobre o piloto da Ducati Marlboro antes de Rossi passar os dois para saltar para quarto ao cabo de oito voltas.

Pouco depois, a vantagem de Stoner na frente era já de uns impressionantes 15 segundos, mas a situação era bastante diferente entre Pedrosa e o terceiro classificado, o companheiro de equipa na Repsol Honda Andrea Dovizioso, que lutava pelo intermédio do pódio. Mas o italiano foi tocado pelo azar ao cair à 14ª volta, o que permitiu a Rossi ascender a terceiro e passar a ter Pedrosa como alvo.

Mas o catalão conseguiu manter-se longe de Rossi durante o resto da prova. No entanto, o terceiro posto era mais que suficiente para Rossi garantir o título (caso Lorenzo ganhasse a corrida) e após a corrida tiveram lugar as já tradicionais celebrações do italiano, desta feita envolvendo uma galinha vestida com o azul italiano e o amarelo de Rossi.

Quem também impressionou foi Aleix Espargaró, que terminou em 11º naquela que foi a sua terceira corrida de MotoGP com a Pramac, isto enquanto a dupla da Monster Yamaha Tech 3, Colin Edwards e James Toseland, lutou para terminar em 13º e 15º, respectivamente.

Após Lorenzo terminar em quarto deu os parabéns a Rossi, com Hayden a igualar o seu segundo melhor resultado da época com o quinto posto. Chris Vermeulen (Rizla Suzuki), Toni Elías (San Carlo Honda Gresini), Marco Melandri (Hayate Racing), Loris Capirossi (Rizla Suzuki) e Mika Kallio (Pramac Racing) completaram a lista dos dez primeiros.