Rossi vence em casa a dilata vantagem para 75 pontos em Misano

Rossi vence em casa a dilata vantagem para 75 pontos em Misano

Rossi vence em casa a dilata vantagem para 75 pontos em Misano

Enquanto o rival Casey Stoner ficava de fora, Valentino Rossi aumentava a sequência de vitórias para quatro e a vantagem na frente do Campeonato para 75 pontos.

A vitória caseira e a desistência do rival Casey Stoner em Misano deixaram Valentino Rossi um passo mais perto da conquista do sexto Campeonato do Mundo de MotoGP, enquanto os seus fãs fizeram grande festa. O piloto da Fiat Yamaha vingou a desilusão de Misano de 2007 e juntou o traçado à sua já longa lista de pistas onde já obteve sucesso, restando-lhe agora, de entre as actuais pistas do Mundial, o circuito de Indianápolis – que se estreia este ano.

Rossi largou, pela terceira vez consecutiva, da segunda posição da grelha para o Grande Prémio Cinzano de São Marino e da Riviera de Rimini. Ele não teve como parar o rival Stoner de se colocar na frente no início da corrida, com o Campeão do Mundo a conseguir desde logo uma grande vantagem no final da primeira volta. Rossi começou a recuperar terreno pela sétima volta, mas os fãs acabaram por não assistir a uma luta directa entre os dois quando Stoner perdeu o controlo da sua Ducati Desmosedici GP8 e – tal como aconteceu em Brno há duas semanas – viu a sua prova terminar mais cedo.

A partir daí, Rossi completou a corrida sem grandes problemas, levando a sua Yamaha M1 até à meta de forma tranquila para garantir a 68ª vitória na categoria rainha, igualando assim o recorde da Lenda de MotoGP Giacomo Agostini. Quatro vitórias consecutivas, uma vantagem de 75 pontos na classificação e com apenas cinco corridas pela frente significa que -The Doctor- pode agora respirar com mais alguma tranquilidade depois do mais recente triunfo.

O companheiro de equipa Jorge Lorenzo fez o regresso ao pódio em Misano com o segundo posto, o seu primeiro pódio desde a visita a Le Mans, em Maio passado. O estreante de MotoGP não teve como apanhar o companheiro de equipa da Fiat Yamaha, mas mesmo assim terminou com confortável vantagem sobre o terceiro classificado Toni Elias.

O piloto do Alice Team, Elias, deu continuidade ao segundo posto de Brno com mais um pódio, a primeira vez que conseguiu dois pódios consecutivos na categoria rainha. Ele manteve atrás de si outro espanhol, Dani Pedrosa, da Repsol Honda, cujo companheiro de equipa Nicky Hayden optou por não correr devido à lesão no pé. Pedrosa reduziu a diferença para o segundo classificado Sonter, que é agora de apenas dois pontos.

Chris Vermeulen foi quinto, à frente de James Toseland, Loris Capirossi, Andrea Dovizioso, Marco Melandri e Colin Edwards.

O representante de São Marino no MotoGP, Alex de Angelis, durou apenas uma volta e a sua desilusão foi também partilhada por Randy de Puniet, da LCR Honda, que também caiu cedo.