Sabor internacional continua na Moto2 e 125cc

Sabor internacional continua na Moto2 e 125cc

Sabor internacional continua na Moto2 e 125cc

Sabor internacional continua na Moto2 e 125cc

O Campeonato do Mundo contará com a representação de várias nações nas duas categorias mais baixas em 2011…

O Campeonato do Mundo de MotoGP vai ser, de novo, uma verdadeira luta internacional em 2011, principalmente nas categorias de Moto2 e 125cc. O total de países representados nas duas classes quando a competição arrancar no Qatar é de 22.

Na Moto2, Espanha e Itália voltam a contar com forte representação, com a Suíça, Inglaterra e Alemanha a apresentarem três pilotos cada uma. Em 2011 a Turquia vai contar com um representante a tempo inteiro, Kenan Sofuoglu, enquanto a Colômbia terá os irmãos Yonny e Santiago Hernández. A Tailândia volta a acompanhar os progressos de Ratthapark Wilairot, a Venezuela terá Robertino Pietri e o Qatar apresenta o piloto Mashel Al Naimi pelo segundo ano no Campeonato do Mundo. Bélgica (Xavier Simeon), EUA (Kenny Noyes) e Austrália (Anthony West) também prestarão atenção acrescida à Moto2 nesta época.

A classe de 125cc também contará com várias nacionalidades representadas, com o estreante português Miguel Oliveira, o holandês Jasper Iwema, o talento Checo Jakub Kornfeil e o malaio Zulfahmi Khairuddin todos a fazerem parte da acção.

A Índia também contará com uma participação no Campeonato do Mundo deste ano. Além da estreia da Mahindra Racing como primeira formação indiana, Sarath Kumar será o primeiro piloto indiano a competir no Campeonato do Mundo de 125cc com a WTR-Ten10 Racing Team.

No total são 22 as nacionalidades representadas em ambas as classes em 2011, o 62º ano do Campeonato do Mundo.