Salão Duas Rodas: cerimônia de abertura marcada por otimismo no crescimento do setor

Os discursos da abertura oficial do 10° SALÃO DE DUAS RODAS, realizada na noite de terça-feira, 06 de outubro, refletiram a confiança no crescimento do setor. A solenidade contou com a presença de vários representantes do governo federal, estadual e municipal, além de um seleto grupo de empresários, parceiros e convidados.

Em seu discurso, o presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Juan Pablo De Vera, reforçou o entusiasmo do setor em superar as adversidades oriundas da crise econômica de 2008/2009. “Este é um ano de consagração do setor, que foi capaz de contornar a dificuldade investindo no aprimoramento tecnológico da indústria e no lançamento constante de produtos e serviços”, declarou.

Da mesma interpretação compartilha o Presidente da ABRACICLO, Paulo Takeuchi, que ratificou que o setor protagoniza a recuperação esperada.

Presente à cerimônia, o secretário estadual dos Transportes do Rio de Janeiro, Julio Lopes, mostrou-se contente com o evento e salientou que o motivo da alegria não se resume às Olímpiadas de 2016, mas também em perceber que a indústria de duas rodas está comprometida com o conceito de sustentabilidade. “Notei vários lançamentos que tiveram a preocupação de não contribuir com a emissão de gases, como as bicicletas elétricas, por exemplo”.

A mesmo observação foi feita pelo representante do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Paulo Sérgio Coelho Bedran. “Grandes são os desafios industriais neste momento de inflexão, especialmente no que tange a formatação e aplicação de novas tecnologias e produtos, como, por exemplo, a utilização do etanol no segmento de duas rodas”.

A presidente da SUFRAMA (Superintendência da Zona Franca de Manaus), Flávia Skrobot Barbosa Grosso, afirmou que a magnitude da 10ª edição Salão Duas Rodas traduz a importância do setor para o País e, especialmente, para a Estado da Amazônia. “No Pólo Industrial de Manaus temos 20 fabricantes de produtos acabados e 53 produtores de peças e partes, que geram 30.000 empregos. A realidade da região foi transformada e para melhor. O faturamento do setor de duas rodas em 2008 chegou a US$ 7,6 bilhões, com produção de 2,3 milhões de motos”.

Flavia acrescentou que “quando se compra uma moto produzida no pólo contribui-se para a preservação da floresta, uma vez que o setor absorve a mão de obra que, sem a atividade, buscaria na floresta seu sustento”.

Em nome do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, que participa do Salão 2009 em uma parceria inédita, lembrou que para contribuir com o bem social é preciso “apenas endereçar a sua competência a serviço do País. E é exatamente isto o que a Reed Exhibition Alcantara Machado fez ao brindar-nos com este magnífico evento”.

O Salão Duas Rodas, realizado no Parque Anhembi, em São Paulo, abre para o público amanhã, dia 07, a partir das 14h00. O evento será encerrado no dia 12.