São Paulo a São João Del Rei - 1125km

São Paulo a São João Del Rei – 1125km

Após subir a Serra que Chora, na divisa entre São Paulo e Minas, existe um mirante que valem belíssimas fotos.

Passando a divisa, você estará na Rod. dos Bandeirantes (MG-058). No princípio você sentirá saudades das estradas de São Paulo. Muito remendo no asfalto e um pedacinho crítico entre os Kms 12 e 14, mas depois melhora.

Mantenha o ritmo lento! A MG-058 possui curvas fechadas que devem ser feitas em velocidade baixa. Na média você chegará em Caxambú rodando a 70km/h no máximo, mas lhe garanto, vale a pena pois, o visual é para ser apreciado, e mesmo andando devagar as curvas são emocionantes. Ponto de encontro na Rodovia Airton Senna

A Serra que chora

Igreja de São Francisco, São João Del Rei

Altar da Igreja de São Francisco, São João Del Rei

Túmulo de Tancredo Neves

Solar dos Neves

Museu do Trem, em São João Del Rei

Tiradentes: Capela de São Francisco

Fernão Dias: volta a São Paulo

Depois de rodar uns 43km, você pegará a BR 354 e ficará nela por mais 20km.

No trevo antes de Caxambú, siga as placas que indicam Beapendi, coisa de 2km depois deste trevo. Convém abastecer neste ponto. Mais adiante você entrará a esquerda pegando a BR 267 com destino á Cruzilia. A estrada até que é boa para uma vicinal Mineira, mas tenha cuidado nas curvas, pois faltam placas e você só saberá se ela é aberta ou fechada quando estiver dentro dela. Existem alguns buracos que não quebram rodas, mas podem causar desequilíbrio além de castigar sua garupa. Você passará por Cruzília em sentido a Minduri que dará cerca de 40km de estrada. Agora você estará rodando pela BR 383. Nessa altura, foque seu destino para São Vicente de Minas que dará uns 100km de Caxambú. Chegando em São Vicente de Minas, abasteça e peça informação como pegar a estrada para São João del Rei, isso por que a sinalização é ruim e você estará dentro da cidade. Abastecido e na rota novamente, você estará de volta á BR 383 sentido SJDR, agora você faltará cerca de 60km do destino final.

Passando por Madre de Deus de Minas, saia da BR 383 e pegue a BR 265, logo você verá as placas para São João Del Rei. Pegue a primeira saída para SJDR, rode uns 4km que você estará no Centro Histórico.

Agora é só colocar o tênis, carregar as baterias da máquina e curtir o magnífico acervo cultural bem diante dos seus olhos.

São João Del Rei possui inúmeros atrativos culturais. Reservamos dois dias para passeios e ainda faltaram lugares a serem visitados, então relacionamos alguns lugares que você não pode deixar de ir:

– Igreja de São Francisco de Assis / Tumulo de Tancredo Neves

– Igreja Nossa Senhora do Carmo

– Catedral Basílica de N. S. do Pilar

– Memorial Tancredo Neves

– Centro de Preservação Ferroviária

– Passeio de Maria Fumaça para Tiradentes Pegando a Maria Fumaça com destino a Tiradentes (compre passagens de ida e volta), você terá o prazer de visitar vários pontos interessantes desta cidade.

Logo na estação existem charretes que cobram R$50 o passeio de uma hora pelos principais pontos turísticos, o problema que você não pode se demorar muito em cada ponto. Convém mais andar a pé. Os pontos turísticos são muito próximos um dos outros e a distância da Estação de Trem até o primeiro deles não chega a 1km.

Tiradentes não é como S. João Del Rei em número de atrações, mas dentre os existentes vale a pena visitar:

– Casa da Câmara e Cadeia

– Museu do Padre Toledo

– Igreja Matriz de Santo Antônio

– Capela de S. F. de Paula

– Museu de Arte Sacra

Chegando ás 1h30 de trem, é possível visitar esses pontos e voltar no trem das 15hs rumo á São João Del rei.

Voltando para São Paulo

Como tudo que é bom acaba logo, para voltar para São Paulo você pegará a BR 265 e voltará por ela, mas agora, seguirá reto em direção a Lavras. Nesta estrada tenha muito cuidado principalmente nos trechos entre Itutinga e Lavras, cerca de 20km, muito remendo na pista e sinalização.

É preciso prudência e muita atenção. Quando você encontrar um trecho de asfalto bom, não se empolgue, pois isso logo passa. Convêm andar devagar, cerca de 60 a 70km/h, sempre de olho na pista e nos caminhões que no sentido contrário vem costurando a pista para fugir dos buracos.

Quando você estiver na Fernão Dias será só alegria, embora existam alguns solavancos na pista. Quando avistar São Paulo do alto da serra, com certeza estará de alma lavada, pronto para começar tudo novamente.

A parte de abastecimento é bem tranqüila, fizemos paradas na média de 90km rodados, isso por que nossa Shadow 600 faz 25km/lt. É melhor prevenir do que remediar. Nas estradas mineiras não existem telefones de socorro nem postos de auxílio ao usuário, então se acabar a gasolina, você terá que empurrar mesmo. Apesar dos pesares, que não são muitos, vale muito a pena pegar estas rotas em direção a São João Del Rei e Tiradentes. Os lugares para se visitar se multiplicam.

Esquema ida :

Rod. Airton Senna / Carvalho Pinto Rod. Presidente Dutra Rod. Dr. Avelino Jr. Rod. dos Bandeirantes (MG-058) BR 354 Rod. Vital Brasil (BR 267) Rod. Antonio Magalhães Jr. (MG-383) BR 383 BR 265.

Esquema volta :

BR 265 Rod. Fernão Dias (BR 381) Rod. Presidente Dutra (BR 116).

Esta rota foi feita no feriado do dia do Trabalho em 01 de maio de 2008 Volta em 04/05/08 – 1125km percorridos pelo casal Gustavo Diassantos e Elda Diassantos Maiores detalhes e informações em www.diariodemotocicleta.com.br

Contato – (11) 7643-5284 ou (11) 3782-3371 após ás 18h