Vários parque de São Paulo estão interligados pela Ciclovia Rio Pinheiros

São Paulo ganha mais 4,8 km de ciclovia

Vários parque de São Paulo estão interligados pela Ciclovia Rio Pinheiros

Vários parque de São Paulo estão interligados pela Ciclovia Rio Pinheiros

Às vésperas de completar dois anos, a ciclovia Rio Pinheiros ganha mais 4,8 quilômetros de extensão. O governador Geraldo Alckmin entregou hoje (10/2) para operação o novo trecho entre as estações Vila Olímpia e Cidade Universitária, totalizando 18,8 quilômetros de via paralela à Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú), da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que também é responsável pela obra.

“Vamos começar mais dois quilômetros para chegar até o Parque Villa-Lobos. Então serão 21 quilômetros de ciclovia na marginal do Pinheiros, integrada às estações de trem, toda estação de trem com o bicicletário, integrando os nossos parques”, afirmou o governador.

A ciclovia que já era considerada a maior pista urbana fora de parques, torna-se também o principal eixo cicloviário da cidade ao facilitar o acesso à região da Cidade Universitária, entre outros pontos. As obras de ampliação contemplaram pavimentação, sinalizações horizontal e vertical da pista e a implantação de dois novos acessos: um pela estação Santo Amaro, liberado aos ciclistas desde o final de dezembro, e outro pela ponte da Cidade Universitária. Assim, a ciclovia passa a dispor de cinco acessos: os dois novos mais os três existentes (av. Miguel Yunes, estações Vila Olímpia e Jurubatuba).

Além disso, os ciclistas também terão à disposição mais três pontos de apoio com banheiro, bebedouro e atendimento em Santo Amaro, Cidade Jardim e Cidade Universitária. Somando-os aos dois existentes (da Av. Miguel Yunes e da Vila Olímpia), serão cinco pontos de apoio ao longo do percurso.

Inserida no cenário urbano como alternativa segura de lazer e deslocamento para os moradores da capital, a Ciclovia Rio Pinheiros possibilita a integração com a natureza e estimula o uso da bicicleta como meio de transporte não poluente e saudável. Desde sua inauguração, em 27 de fevereiro de 2010, a via já recebeu cerca de 500 mil ciclistas. A média é de dois mil aos domingos, mil aos sábados e cerca de 300 por dia útil. A Ciclovia funciona diariamente das 6h às 18h15. Durante o horário de verão, das 5h30 às 19h15.

Para o segundo semestre, estão previstos mais dois quilômetros de via, chegando até a estação Jaguaré/Villa-Lobos, além de três novos acessos: um na estação Morumbi, por meio de rampa, e outros dois por meio de passarelas de uso exclusivo para ciclistas (um ligará a ciclovia ao Parque Villa-Lobos e o outro ao Parque do Povo, próximo à ponte Cidade Jardim).

Vale lembrar que a Linha 9-Esmeralda conta com oito bicicletários que, juntos, dispõem de mais de 1.450 vagas, distribuídas entre as estações Cidade Universitária, Jaguaré/Villa-Lobos, Ceasa, Vila Olímpia, Jurubatuba, Autódromo, Primavera-Interlagos e Grajaú. A estação Pinheiros (Linha 4-Amarela) também oferece esse serviço.