Foto: Norton Mazera, piloto da casa, foi o mais rápido na 600cc

Sarin Carlesso larga na pole em Brasília

Foto: Norton Mazera, piloto da casa, foi o mais rápido na 600cc

Foto: Norton Mazera, piloto da casa, foi o mais rápido na 600cc

Nesse sábado, os motores roncaram ainda mais forte em Brasília. Os treinos classificatórios para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade foram marcados pelas disputas intensas em todas as categorias. A briga pelo lugar mais alto do pódio será emocionante nas provas de amanhã.

Na categoria principal, a Superbike, um domínio completo da equipe Suzuki. A classificação foi realizada em duas sessões e o gaúcho Sarin Carlesso larga na posição de honra do grid. O paulista Bruno Corano ficou com a segunda colocação e, completando a trinca, Ricardo Simohara larga em terceiro. José Luiz de Camargo Jr, o Cachorrão, fecha a primeira fila, em quarto.

Na 125cc, os gaúchos largarão lado a lado. Rafael Portaluppi confirmou o favoritismo e conquistou a segunda pole position do ano e Fabiano da Rosa Vaz larga ao seu lado em segundo. Rangel Pinto, piloto da casa e que faz a sua primeira prova oficial, conseguiu uma belíssima terceira colocação. O jovem Patrick Matos, também de Brasília, foi o quarto.

A primeira categoria a entrar na pista foi a 250cc. O mais rápido do dia foi o piloto paulista Danilo Lewis da Silva, seguido por Marciano Santin e pelo brasiliense Luiz Paulo Correa. Nas categorias 600 Sport (para motos carburadas) e 600 Sporti (para motos com injeção eletrônica) a pole ficou com Norton Masera, piloto da casa.

O atual campeão das 600cc William Pontes, o Pamonha, larga em segundo com uma moto sem injeção eletrônica. A terceira colocação ficou com o gaúcho Maico Teixeira. Amanhã as provas têm previsão de inicio às 10h50 da manhã. Durante o briefing com os pilotos, a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) decidiu que as provas da Superbike, Superbike Light e Superstock serão em conjunto.

Aferição – Após os treinos classificatórios, todas as motos passaram pelo dinamômetro, aparelho que mede a potência e o torque dos motores. No domingo as cinco primeiras serão avaliadas ao final da corrida. Esse tipo de inspeção foi uma das novidades apresentadas pela CBM para o Brasileiro de Motovelocidade 2009 e, a exemplo da etapa em Jacarepaguá, despertou grande curiosidade no Autódromo de Brasília.

Para a segunda etapa, os diretores técnicos tinham dúvidas sobre a precisão do equipamento em diferentes faixas de altitude. “Como a primeira etapa foi realizada no nível do mar, acreditávamos que quando viéssemos para Brasília teríamos uma diferença grande na medição, mas, com os testes, observamos que essa diferença é praticamente zero”, destacou Carlos Senise, presidente da Comissão de Motovelocidade.

Com a utilização do dinamômetro, a precisão aumentou e com os limites de potência e torque, os pilotos podem modificar algumas peças, o que antes não era permitido. “Antes tínhamos a necessidade de abrir o motor e isso atrasava bastante a inspeção. Agora o resultado sai mais rápido e é mais preciso”, afirmou Gison Romani, diretor técnico da CBM.

Web ao vivo – A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade terá transmissão ao vivo neste domingo. Através da rede mundial de computadores, os internautas podem acompanhar em tempo real o áudio e imagens da etapa através do site da CBM e da FMDF.

Para o público, o preço das arquibancadas é de R$20 a inteira e de R$10 a meia-entrada. O acesso pelo Elevado 1 será aberto ao público pelo preço de R$5 para motocicletas e de R$10 para carros, mais o ingresso dos ocupantes. A expectativa de público ultrapassa a casa das 30mil pessoas. Através de parcerias com a imprensa local e com a rede municipal de escolas, mais de 50mil ingressos foram distribuídos em toda a cidade.

A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem o apoio de Pirelli, Servitec e Silmar. Realização: Federação de Motociclismo do Distrito Federal. Supervisão: CBM.

Treinos classificatórios 2ª etapa Campeonato Brasileiro de Motovelocidade Somatória de tempos

Superbike
1 Sarin Carlesso (62) (SUZUKI/SANTANDER) – 2:04.047
2 Bruno Corano (34) (SUZUKI/SANTANDER) – 2:04.350
3 Ricado Simohara (37) (MAXIMA/SUZUKI/SIMOHARA MOTORSPORT/RICAELI) – 2:04.833
4 José Luiz de Camargo Jr. “Cachorrão” (51) (TEAM J CACHORRÃO) – 2:05.271
5 Luiz Carlos Cerciari (44) (CERCIARI RACING SCHOOL/SUNDOWN) – 2:05.416

600 Sport e 600 Sporti
1 Norton Mazera (14) (FAMILIA MASERA) – 2:13.717 (Sporti)
2 William Pontes, “Pamonha” (1) (CORSINI RACING) – 2:13.946(Sport)
3 Maico Teixeira (36) (AUTOLUB ATACADISTA) – 2:14.166 (Sporti)
4 Mauro Thomassini (50) (MOTOM) – 2:14.931 (Sport)
5 Carlos Cruz (98) (MOTONIL MOTORS/PDV LUBRIF/XERETA VITAL/RICAELI) – 2:15.347 – (Sporti)

250cc
1 Danilo Lewis da Silva (17) (CORNETA/ALEMÃO PNEUS/THREE HEADS) – 2:30.346
2 Marciano Santin (4) – 2:31.670
3 Luiz Paulo Correa (177) (AT&AT/MUSEU/YELOW PEPPERS/DUBLECAR) – 2:32.031
4 Murilo Ribeiro (42) (PROTECTOR/V-21/MOTORCYCLES/SME/UNIFEB) – 2:32.103
5 José Ferreira Júnior (404) (CALIFORNIA MOTOPEÇAS) – 2:32.377

125cc
1 Rafael Portaluppi (49) (TRANSPORTES PORTALUPPI) – 2:52.781
2 Fabiano da Rosa Vaz (9) (ERON EXPRESS/BANNYPEL) – 2:53.685
3 Rangel Pinto (88) (ND) – 2:54.000
4 Patrick Matos (12)(CERCIARI/SUNDOWN/DUBLÊ CAR/PODIUM MOTOS/CMS) – 2:55.405
5 Marcelo Gomes (66) (CATARINA MOTOSPORT) – 3:06.031