Versatilidade é o maior apelo das trail médias

Segmento trail: XRE 300 2018 traz só novos grafismos

O segmento das trail médias (XRE 300, XTZ 250 e Lander), equipadas com motores entre 250 e 300 cm³, segue sendo muito atraente aos consumidores. Preços mais acessíveis que as motos maiores (entre 500 e 660 cm³) e grande versatilidade de uso são bons apelos para compra. Porém, os fabricantes seguem com modelos iguais há muito tempo e ano após ano apresentam apenas novos grafismos e quase nada de grandes aperfeiçoamentos técnicos ou reais mudanças.xre-300_cores

Com preços que variam em torno dos R$16.000,00, essas motos são o degrau natural para quem quer sair das pequenas (trail ou street urbanas) com motores até 160 cm³ e em função desse enorme universo de motociclistas, o segmento acima tem grande potencial para se desenvolver. Hoje são três modelos disponíveis – Honda XRE 300, Yamaha XTZ 250 Ténéré e Yamaha Lander – com a expectativa da chegada da nova BMW G 310 GS, apresentada no Salão Duas Rodas e que está prometida somente para o meio do ano que vem.

Para confirmar isso, a Honda acaba de apresentar a XRE 300 para 2018 e mais uma vez traz apenas novas combinações de cores, além da versão Adventure, que passa a ter o ABS de série. O modelo 2018 chegará nas lojas em janeiro e mantém os grafismos e sinaliza com a garantia de três anos sem limite de quilometragem, além de óleo grátis em sete revisões.

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

Honda XRE 300 2018

XRE 300 lidera segmento

A moto da Honda lidera o segmento das trail médias (250 a 300 cm³) e oferece desempenho e praticidade tanto para os deslocamentos urbanos quanto para passeios em pequenas trilhas, com ou sem garupa. Seu motor oferece boas respostas em todos os regimes de rotação e uso, mas não é lá muito econômico. Nossos últimos testes com a moto confirmaram médias em torno de 24 km/l, mas essa média pode melhorar, dependendo da “mão” do piloto.

O motor é um monocilíndrico DOHC (Double Overhead Camshaft) de 291,6 cm³, 4 tempos, com injeção eletrônica PGM-Fi (Programmed Fuel Injection), arrefecido a ar e tecnologia FlexOne, que permite a utilização de gasolina ou etanol como combustível. A potência é de 25,4 cv a 7.500 rpm com torque de 2,76 kgf.m a 6.000 rpm (gasolina), e 25,6 cv a 7.500 rpm com torque de 2,8 kgf.m a 6.000 rpm, quando abastecida com etanol.

Versatilidade é o maior apelo das trail médias

Versatilidade é o maior apelo das trail médias

Por conciliar características das motocicletas street e off-road,  a Honda opta por colocar na moto pneus do tipo “biscoito”, o que aumenta o arrasto e causa mais ruído na rodagem, principalmente na estrada. Mas a moto segue sendo muito equilibrada e versátil, sempre com resistência e disposição para encarar os mais diversos desafios em qualquer situação de trânsito ou fora dele. O chassi e tubular do tipo berço semiduplo e as suspensões destacam-se na moto, com ótimas respostas na pilotagem. Na frente há garfo telescópio com 245 mm de curso e na traseira a suspensão é do tipo Pro-link monoamortecida com curso de 225 mm.

  • XRE 300 STD – Preto e verde perolizado, com PPS (Preço Público Sugerido): R$16.650,00 
  • XRE 300 ABS: Branco rally, cinza metálico e verde perolizado, com PPS de R$ 17.990,00

separador_xre300



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.