Sensação de tato passa a ser transmitida por computador

Pesquisadores americanos criam uma t‚cnica pela qual ‚ poss¡vel captar via internet, o que uma pessoa sente quando toca um objeto.

Thenkurussi Kesavadas, diretor do Laborat¢rio da Realidade Virtual da UB, Universidade de Bufallo nos Estados Unidos, acaba de anunciar a cria‡Æo de uma tecnologia que permite a transmissÆo do tato por computadores conectados … internet.

A novidade foi batizada de sympathetic haptics, ou seja, “a capacidade de sentir o que outra pessoa sente”. Apesar de ainda estar longe de comunicar sensa‡äes complexas como a de uma tacada perfeita de golfe, o sistema, segundo Kesavadas, consegue captar e transmitir o que algu‚m sente quando toca em objetos macios ou  speros.

Para que isso aconte‡a, tanto o transmissor quanto o recepetor usam luvas equipadas com sensores que captam as sensa‡äes de suavidade ou aspereza de qualquer objeto e carrega-as para um computador central que as difunde em forma de realidade virtual a PCs, via internet. Para interpretar os dados recebidos, os receptores tˆm apenas de acompanhar os movimentos de um ponto que surge na tela de seus monitores.

Na opiniÆo dos pesquisadores da UB, a sympathetic haptics poder  desencadear o desenvolvimento de uma nova s‚rie de tecnologias que utilizarÆo a internet para o ensino de habilidades especiais, principamente no campo da medicina e das artes pl sticas.

“At‚ entÆo, vocˆ podia ensinar alguma coisa a algu‚m for‡ando seus movimentos, como, por exemplo, escrever. Agora, com nossa tecnologia, uma pessoa pode sentir e fazer exatamento o que um profissional experiente faz e sente. Esta ‚ uma diferen‡a crucial”, orgulha-se Kesavadas.