Sensacional, esta palavra define o Troféu Brasil de Motocross Master e a 2ª etapa do 1º Praia Grande Open de Motocross!

Sensacional, esta palavra define o Troféu Brasil de Motocross Master e a 2ª etapa do 1º Praia Grande Open de Motocross!

Sensacional, esta palavra define o Troféu Brasil de Motocross Master e a 2ª etapa do 1º Praia Grande Open de Motocross!

O Troféu Brasil de Motocross Master que ocorreu em conjunto com o Praia Grande Open de Motocross (2ª etapa), foi um evento “Sensacional”, palavra de diversos pilotos e do público que se empolgaram com as disputas em Praia Grande, litoral de São Paulo, a cidade vem se tornando um verdadeiro pólo do Motocross no estado, prova disto foi a maior largada do ano na categoria Importada Open, com 38 pilotos alinhados no gate, foi muito bom ver uma prova deste nível em uma categoria regional, sendo que este número de pilotos, só se vê em algumas baterias do Campeonato Brasileiro de Motocross.

O evento começou no sábado com a categoria Nacional Open válida pelo 1º Praia Grande Open de MX, vitória para Nivaldo Viana, segundo para Warrison Costa e terceiro para Willian de Oliveira, na seqüência largada para a Importada Open com o numero record de 38 pilotos (que comentamos acima), Vitória para Chiquinho Velasco, segundo para Eduardo Tanimoto o “Canguru” e terceiro para Vagner Lopes o “Vaca”, a prova foi espetacular, pois o grande número de pilotos tornou a disputa muito difícil e cheia de emoções, o público realmente vibrou muito.

No domingo, com uma chuva logo pela manhã, fez com que a organização trabalha-se muito e adia-se o começo dos treinos, mas os pilotos tiveram uma grande surpresa ao chegar pela manhã, achando que iriam encontrar uma pista toda encharcada, viram o grande apoio que a cidade de Praia Grande oferece ao motocross, a pista estava com 70% de seu traçado coberta com plásticos pretos, que foram colocados no sábado ao entardecer, já que a previsão do tempo não era tão boa para o domingo, detalhe este tipo de cuidado com a pista só é visto em provas internacionais do Supercross, após esta garoa na manhã de domingo o tempo começou a abrir e a pista com um pouco mais de umidade, só fez com que a emoção aumenta-se e torna-se o evento em um espetáculo, que a muito não se via no motocross.

As categorias MX 40 e MX 45 largaram juntas formando um gate com 23 pilotos, com muita experiência para acelerar, na categoria MX 40 após a soma de pontos das duas baterias, o piloto Wagner Lopes, de Santos(SP), foi o grande campeão, em segundo ficou Ranulfo Barriga e terceiro Oscar Herbert. Na MX 45, o campeonato ficou com o curitibano Antonio Berrocal o “Lincoln”, o segundo lugar com Mascos Esdras e terceiro para Roque Colman, Roque que é uma verdadeira lenda do MX, o piloto completou 62 anos de idade e acelera muito forte ainda.

A Junção de categorias também ocorreu na MX 25, 30 e 35, formando um bom gate e ótimas disputas, na MX 25 o campeão foi Fernando Pereira, na MX 30, Chiquinho Velasco e na MX 35, José Gazetta Neto.

O domingo ainda teve as baterias importada e nacional regional, do 1º Praia Grande Open de MX (2ª etapa), com vitória de Warrison Costa o “Fião” piloto de Santos na Nacional e Anderson Melo piloto da casa (Praia Grande), vencendo a categoria para motos importadas.

O Troféu Brasil de Motocross Master e a 2ª etapa do 1º Praia Grande Open de Motocross, tiveram o patrocínio de Posto Intermares, Academia Estação Saúde, Ford Costa Sul, Yamaha Prayama e Litoral Plaza Shopping, a realização da Praia Grande “A nossa praia”, a organização da Extreme Racing Competições e a Supervisão da LIVRE BRASIL.