Setor em crescimento ganha 2ª edição do Salão de Motocicleta

A indústria de motos vive um de seus melhores momentos no Brasil. A previsão é que a produção de motocicletas ultrapasse a marca de 1,5 milhão de unidades em 2010. Segundo dados da Abraciclo, hoje a frota nacional é composta de 20% de motocicletas, o que representa mais de 15 milhões de unidades no mercado. É neste cenário favorável que o País ganha a 2ª edição do Salão da Motocicleta, evento que reunirá as principais novidades do setor. A feira reforçará a presença do Brasil no mercado mundial de motos, que conquista um número cada vez maior de aficionados e alavanca negócios em todas as áreas do segmento.

“No mundo inteiro cresce na economia, de maneira expressiva, a participação do segmento de motos. No Brasil, essa tendência é igualmente clara. Este mercado está bastante aquecido, ampliando as oportunidades de trabalho e, conseqüentemente, contribuindo para o crescimento do País. O Salão da Motocicleta é uma demonstração da maturidade e vitalidade do setor”, explica Alberto Pellegrini, diretor da Megacycle, uma das organizadoras do evento.

O 2º Salão da Motocicleta (www.salaodamotocicleta.com.br) é organizado pelo bicampeão da F1, Emerson Fittipaldi, em parceria com a Megacycle, empresa que há 15 anos realiza eventos em diversas áreas, e a Anfamoto (Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças). Neste ano, a feira se realiza no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, e trará as principais novidades do mercado de motocicletas, peças e acessórios.

Entre os expositores da 2ª edição do Salão da Motocicleta estão a Kasinski, Tork, e BR Motorsport, além de outras líderes do mercado. A expectativa dos organizadores é de receber um público de aproximadamente 150 mil pessoas, sendo 30 mil visitantes de negócios. “Nosso objetivo é tornar o Salão uma vitrine de negócios para todos os segmentos do setor, atraindo jovens e adultos, lojistas, distribuidores e fabricantes de todo o País”, finaliza Pellegrini.