Ben Spies, da Yamaha Factory Racing, arrebatou a primeira vitória na classe de MotoGP, com as Repsol Honda de Casey Stoner e Andrea Dovizioso nas segunda e terceira posições, respectivamente, no Iveco TT Assen.

Spies assina primeira vitória de MotoGP

Ben Spies, da Yamaha Factory Racing, arrebatou a primeira vitória na classe de MotoGP, com as Repsol Honda de Casey Stoner e Andrea Dovizioso nas segunda e terceira posições, respectivamente, no Iveco TT Assen.

Ben Spies, da Yamaha Factory Racing, arrebatou a primeira vitória na classe de MotoGP, com as Repsol Honda de Casey Stoner e Andrea Dovizioso nas segunda e terceira posições, respectivamente, no Iveco TT Assen.

O americano Ben Spies, que foi batido à partida pelo homem da pole Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini Team), fez uma corrida perfeita para cruzar a linha de meta com 7,697s de margem sobre Casey Stoner, segundo classificado. O texano fez boa partida, o que lhe permitiu evitar o drama da primeira volta, quando Simoncelli foi ao chão na terceira curva levando consigo Jorge Lorenzo. Simoncelli esperava chegar finalmente ao pódio na corrida desta sábado, mas o italiano voltou a não ter sorte.

Stoner terminou à frente do companheiro de equipa Andrea Dovizioso, que reclamou o terceiro pódio da época de 2011. Stoner conta agora com mais 28 pontos que Lorenzo no Campeonato, enquanto Dovizioso continua em terceiro, mas agora apenas a nove pontos do espanhol.

Valentino Rossi liderou a dupla Ducati Team na linha de meta, com o quarto posto, mesmo à frente de Nicky Hayden. Lorenzo conseguiu regressar à corrida e recuperar o terreno perdido com prestação formidável após o incidente com Simoncelli para para terminar em sexto lugar.

Colin Edwards, da Monster Yamaha Tech 3 Team, terminou em sétimo, à frente do substituto de Dani Pedrosa, Hiroshi Aoyama. Os dois forem seguidos por Simoncelli, que regressou à corrida depois de voltar a ligar a sua montada após a saída de pista na primeira volta. Toni Elías, da LCR Honda, completou a lista dos dez primeiros.

Cal Crutchlow teve problemas com o pneu frontal e teve de ir às boxes, mas voltou depois à pista para somar dois pontos com o 14º lugar.

Karel Abraham terminou o que estava a ser um bom fim-de-semana para Cardion AB Motoracing com queda ainda na primeira metade da corrida. Pouco depois dele foi a vez de Randy de Puniet (Pramac Racing), que assim somou a quarta desistência da época do gaulês. Ambos os pilotos saíram ilesos das quedas.

Loris Capirossi (Pramac Racing) não participou na corrida devido às lesões contraídas em queda durante a qualificação.