Foi fulminante a performance de Steffi, neste ano

Steffi Laier é tetracampeã mundial de motocross

Foi fulminante a performance de Steffi, neste ano

Foi fulminante a performance de Steffi, neste ano

A piloto Steffi Laier conquistou mais um título no mundial neste domingo (7), na etapa final corrida em Lacapelle Marivale, no GP da França. Correndo na chuva, pista enlameada, mesmo  com o antebraço machucado, ela conseguiu largar na holeshot, algo como a pole-position, chegar em segundo nas duas corridas, aí ficando na pontuação final do GP. É nada menos que o quarto título mundial da alemã, trazendo também para a KTM o de marcas nesta temporada. A vitória nas duas corridas foi da italiana Chiara Fontanesi, da Yamaha, sua grande rival neste ano e agora vice-campeã mundial.  Atrás de Steffi cruzaram outras duas grandes adversárias, também da KTM, a britânica Natalie Kane e a alemã Larissa Papemnmeier, outros destaques da temporada.

Foi fulminante a performance de Steffi, neste ano. Em 13 corridas ela nunca foi menos que a segunda colocada.  Venceu  sete e ficou em segundo lugar seis vezes. Venceu, na pontuação de cada GP, cinco vezes e ficou em segundo lugar duas vezes. É a melhor piloto de motocross da atualidade. Tetracampeã.

Para a KTM esse é mais um de uma seqüência de triunfos nos mais importantes campeonatos de motos do mundo. Começou  em janeiro com a vitória da marca no Rally Dakar, a décima consecutiva.  Depois vieram as vitórias de Taddy Blazusiac no mundial de Enduro Indoor, no Extreme Enduro Ezberg recentemente no X-Games. A KTM também lidera neste momento os mundiais de motocross MX1 com o italiano Antonio Cairoli e na MX2 com o jovem piloto revelação Ken Roczen, da Alemanha, seguido do outro adolescente da equipe, o holandês Jeffrey Herlings. Também lidera o mundial de marcas nas duas categorias.

A esse domínio, que não é novidade nas corridas off-road, segue a investida da marca no asfalto, liderando o IDM, campeonato alemão de Superbikes, onde correm as mais poderosas motos do mundo, as mesmas que estão à venda nas concessionárias. Lidera com a KTM Superbike RC8-R, uma bicilíndrica, à frente das quatro cilindros das outras marcas.  Ready to Race, pronta para competir, como diz o slogan da marca, a KTM se prepara em meio aos títulos que vem alcançando nesta temporada para entrar na Moto3, a nova categoria FIM para motos monocilíncricas até 250 cilindradas, que subitiui a partir do ano que vem a 125 Especial de dois tempos. A KTM vai para o asfalto.

WMX – Classificação Final do Mundial Feminino de Motocross 
Pos Nr Piloto País Total
1 1 Laier, S. GER 307
2 8 Fontanesi, C. ITA 298
3 423 Papenmeier, L. GER 248
4 46 van der Wekken, B. NED 199
5 22 Pettersson, S. SWE 175
6 7 De Mol, M. NED 158
7 111 Borchers, Anne GER 158
8 19 Miller, Joanna POL 129
9 116 Nocera, F. ITA 124
10 118 Germond, V. SUI 115
 
  

WMX – Classificação Final do Mundial Feminino de Marcas

Pos Fabricante Total
1 KTM 307
2 Yamaha 298
3 Honda 199
4 Suzuki 185
5 TM 158
6 Kawasaki 91
7 Husqvarna 1