SBikeSeries_destaque_11_07

SuperBike Series Brasil: agito em Interlagos começa nesta sexta

A quinta etapa do SuperBike Series Brasil acontece a partir desta sexta-feira (12) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. A cada etapa, a disputa da principal categoria da competição fica cada vez mais acirrada e, por isso, Maico Teixeira e José Luiz Cachorrão precisam defender ainda mais a liderança da Equipe Honda Mobil de Velocidade.

José Luiz Teixeira, Cachorrão, piloto da Equipe Honda Mobil de Motovelocidade na categoria SuperBike Pro no SuperBike Series Brasil 2013

José Luiz Teixeira, Cachorrão, piloto da Equipe Honda Mobil de Motovelocidade na categoria SuperBike Pro no SuperBike Series Brasil 2013

Líder da categoria com 73 pontos já contando o descarte, Maico Teixeira espera repetir suas duas primeiras provas do ano e voltar ao lugar mais alto do pódio. “O objetivo inicial é ir bem e manter a liderança. Mas também estou com muita vontade de ganhar, já passei as duas últimas provas sem vitória, agora quero vencer, seja com ou sem chuva”, explica o gaúcho.

Maico Teixeira, piloto da Equipe Honda Mobil de Motovelocidade na categoria SuperBike Pro no SuperBike Series Brasil 2013

Maico Teixeira, piloto da Equipe Honda Mobil de Motovelocidade na categoria SuperBike Pro no SuperBike Series Brasil 2013

Quem também está focado para subir no lugar mais alto do pódio é José Luiz “Cachorrão”, atual vice-líder do campeonato com 65 pontos. “Eu venci na terceira etapa e quero voltar a sentir esse gostinho. Quero ganhar de novo e subir na classificação, mas o importante é a vitória ficar com a Honda, seja comigo ou com o Maico”, comenta o piloto de Indaiatuba, interior de São Paulo.

Na sexta (12), Maico e Cachorrão esquentam os motores da Honda CBR 1000RR Fireblade nas sessões de treinos livres. No sábado (13), os pilotos tentarão atingir o menor tempo nos classificatórios para garantir uma boa posição na largada. A corrida será realizada no domingo (14), no Autódromo de Interlagos.

Copa Honda CBR 600F, Copa Honda CB 300R e Honda Junior Cup

A Honda também possui três categorias monomarcas no SuperBike Series Brasil 2013. Na Copa Honda CB 300R, subcategoria Pro, Maurício Venhoven Martins é o primeiro colocado com 95 pontos. Murillo Latorre lidera a Light com 86 pontos. Na Copa Honda CBR 600F, destaque para Giovandro Tonini, primeiro colocado da subcategoria Pro com 50 pontos. Já na Light, Lucas Teodoro e Beto Van Cleef estão empatados com 71 pontos cada. Já a Honda Junior Cup, categoria destinada para crianças e adolescentes de 10 a 16 anos, vai para mais uma etapa. Depois da primeira experiência da garotada com a CG 150 Titan, os jovens pilotos voltam à Interlagos para mais uma etapa de aulas teóricas e práticas na pista.

Fonte: VipComm – fotos de Marcello Zambrana

VEM AÍ A 5ª ETAPA DA COPA NINJA
Disputa entre pilotos da Ninja 250R e Ninja 300, divididos em 4 subcategorias, acontece neste final de semana no autódromo de Interlagos

Em busca de repetir os resultados da última etapa, voltam à pista para mais um fim de semana de adrenalina e emoção sobre duas rodas os pilotos Diego Querzoli, vencedor pela categoria Ninja 300 Light, Sabrina Paiuta, que conquistou a vitória na reta de chegada, com uma ultrapassagem surpreendente sobre André Gama, atual líder do campeonato pela categoria Ninja 300. Juntam-se ao páreo, Carlos “pássaro” Rocha, primeiro colocado da Ninja 250R e Cristiano Aires, vencedor pela categoria Ninja 250R Light.

Copa Ninja

Copa Ninja

Como a grande maioria dos brasileiros, o paulista Fernando Rocha Villalon gosta do esporte a motor desde criança. Tem em seu “currículo”, a participação em diversos Track Days de carro no autódromo de Jacarepaguá, recentemente demolido, e também o de Volta Redonda. Ainda como estudante de medicina, tentou se manter afastado das duas rodas devido ao contato com acidentados no trabalho, até que, ao completar 30 anos, se deixou experimentar e deu uma volta na Ninja 250R. Receoso, Fernando conta que colocava os pés no chão o tempo todo, mas bastou perder o medo e deixar de lado as lembranças hospitalares para se apaixonar pela moto e pelo motociclismo. Em 2011, comprou sua primeira moto, logo depois de tirar a habilitação para poder conduzi-la e, antes mesmo de sua Ninja 250R completar os 2 mil km, inscreveu-se para um track day. Fã de boas disputas na pista, de pilotos arrojados e abusados, considera a aposentadoria de Casey Stoner uma perda para o esporte. Indo contra a maré dos amigos apaixonados por carros, soube da existência da Copa Ninja antes mesmo de comprar a moto e já sonhava em participar da competição. Proprietário de uma Ninja 250R, que utiliza normalmente nas ruas, Fernando já pilotou motos de cilindradas maiores dentro e fora das pistas, mas considera a Ninja de entrada a melhor escolha para iniciantes, seja no esporte ou no dia a dia.

Sem muitas esperanças para o debute no famoso autódromo paulista, o piloto de 32 anos tentaria, em sua estreia, fazer tempo próximo dos 2m20s. Apesar do conturbado final de semana, alternando entre chuva e sol, o que dificulta muito a pilotagem e o acerto das motocicletas, Fernando superou suas expectativas e marcou 2m15s900 durante os treinos classificatórios para a 4ª etapa da competição. Porém, apesar de conquistar ótima posição de largada, abandonou a prova após as primeiras voltas, mas mesmo assim, voltou para casa feliz e realizado. O estreante considera o circuito de Interlagos incrível, com curvas técnicas e um relevo desafiador, mesclando velocidades altas e frenagens muito fortes, uma verdadeira provação que depende do entrosamento homem x máquina, da confiança e segurança que ele sente ao pilotar a “Ninjinha”.

VGCom Comunicação – foto de ARDonini