SBKSeries_Destaque_16_12

SuperBike Séries Brasil: Diego Faustino é o campeão 2012

Sobrou emoção na corrida que fechou a temporada 2012 do SuperBike Séries, neste domingo (16), no Autódromo de Interlagos. Diego Faustino (#68), da BMW Team Brasil, foi o vencedor, fechando em alto estilo o fim de semana chuvoso, no qual o piloto dominou todas as sessões de treinos.

Diego Faustino, campeão da categoria SuperBike do SuperBike Séries Brasil 2012

Diego Faustino, campeão da categoria SuperBike do SuperBike Séries Brasil 2012

Faustino, que precisava apenas de um quarto lugar para ser campeão. Foi superado por Alecsandre de Grandi, o Doca (#90), da Team Grandi Bardahl, e Danilo Lewis (#17), da Procomps, na largada. Quatro voltas depois ele já tinha retomado a ponta e sua corrida ficou mais tranquila quando Lewis caiu na sexta passagem. Daí para frente, ele liderou sem problemas.

Maico Teixeira (#36) e José Luiz Cachorrão (#51), da Equipe Honda Mobil, travaram uma bela disputa pela segunda colocação desde a oitava volta, Maico chegou a abrir vantagem, mas na volta final Cachorrão levou a melhor e cruzou a linha de chegada na segunda colocação. Diego Pretel (#88), da Motonil, que havia sofrido queda no warm-up, pela manhã, conseguiu recuperar a moto e festejou o quarto lugar no pódio e Ricardo Pelosini (#19), da Wynn’s Racing, fechou o grupo dos cinco primeiros.

Pódio da SuperBike Pró Amador

Pódio da SuperBike Pró Amador

Dos demais pilotos que brigavam pelo título, Danilo Andric (#64), da equipe Limited MotorSports, terminou na sétima colocação, Wesley Gutierrez (#47), da Equipe Alemão Pneus, ficou em nono e Bruno Corano (#34), da ELF Monster Energy Kawasaki SB Team, acabou em 23º por causa do pneu dianteiro que furou. Alecsandre de Grandi, o Doca (#90), da Team Grandi Bardahl, abandonou na sétima volta por problemas na moto.

SuperBike Pró Amador
Alexandre Sahyoun (#22), da Boi Racing, foi o primeiro colocado entre os pilotos da SuperBike Pró Amador, Luiz Fittipaldi (#95), da Motonil, foi o segundo colocado, faturando o título da temporada e Davi Costa(#112), da Spiga Racing, ficou em terceiro. O pódio foi completado por André Furlan (#62), da JC Racing Team, e Willians Sales (#138), da Misano Racing.

SuperBike Pró Estreante

Wesley Gutierrez , história de superação na categoria SuperBike Pró Estreante

Wesley Gutierrez , história de superação na categoria SuperBike Pró Estreante

Entre os pilotos da SuperBike Pró Estreante, o destaque foi a superação. Wesley Gutierrez (#47), da Equipe Alemão Pneus, acidentou-se no último treino de sábado que foi realizado com pista molhada, e sua participação na corrida tornou-se dúvida. Entretanto, seus mecânicos conseguiram recuperar a moto e Gutierrez foi para a pista. Mauricio Paludete (#80), da Racing Gornati, comemorou o segundo lugar e, fechando o pódio, veio Massao Nishimoto (#41), da equipe Motonil, que cruzou a linha de chegada em terceiro lugar.

SuperBike Pró Máster

Ricardo Gornati, campeão da SuperBike Pro Master

Ricardo Gornati, campeão da SuperBike Pró Master

Os pilotos da categoria SuperBike Pró Máster, Luiz Cerciari (#191), da Cerciari Racing School, e Ricardo Gornati (#99), da RacinGornati, participaram do warm-up, mas não disputaram a prova que encerrou a temporada 2012 da SuperBike Series Brasil. A categoria já estava definida, com Gornati campeão.

 

600cc SuperSport Pró
Ives Moraes (#23), da Motom, foi o mais rápido na disputa da categoria SuperSport Pró. Ele concorreu com Fernando Ferraz (#11), da Motonil, que já tinha o título da temporada assegurado. Ferraz, que já tinha confirmado o título, terminou a prova na segunda colocação.

Pódio da 600cc SuperSport Pró

Pódio da 600cc SuperSport Pró

600cc SuperSport Pró Am

600cc SuperSport Pró Amador

600cc SuperSport Pró Amador

O título na categoria SuperSport Pró AM foi conquistado por Aloisyo Coutinho (#71), da JC Racing Team. O piloto comemorou o título na competição, o qual disputava por apenas um ponto. Em segundo lugar ficou Walter Pimentel (#77), da Pimentel Racing. O piloto já detinha o título do SuperBike Series Brasil e leva também o vice-campeonato do ELF SuperBike. A surpresa da prova ficou por conta de Matheus Oliveira (#82), da equipe Motom, que durante o warm-up teve problemas no motor da moto e não sabia se conseguiria alinhar para a corrida. O piloto tinha poucas esperanças, mas a solidariedade falou mais alto; Walther Pimentel emprestou um propulsor ao companheiro e ele pôde correr. Marcus Trotta (#66), da equipe Motom, fechou o pódio da categoria.