Santa Cruz do Sul recebe a 5ª etapa do SuperBike Brasil 2015 - divulgação

SuperBike Series: corridas eletrizantes em Goiânia

Com presença maciça de público e disputas acirradas nas oito categorias, o SuperBike Series Brasil teve as corridas da 5ª etapa no último domingo (17), no reformado Autódromo de Goiânia. Na SuperBike Pro, a principal do evento, os fãs assistiram a uma prova com diversos ingredientes, como erros, troca de liderança, ultrapassagens e quedas, que terminou com a vitória de Maico Teixeira (#36), da Equipe Honda Mobil.

O recém-reformado Autódromo de Goiânia recebeu a 5ª etapa do SuperBike Series Brasil 2014

O recém-reformado Autódromo de Goiânia recebeu a 5ª etapa do SuperBike Series Brasil 2014

O gaúcho travou um duelo com Sebastiano Zerbo (#81), da Squadra Ducati Ribeirão. Ele ultrapassou o concorrente após o siciliano ter problemas mecânicos, abandonando a corrida na 13ª volta. Antes disso, na sexta volta, Maico também havia errado e perdido a primeira posição. A segunda posição ficou o companheiro de equipe José Luiz Cachorrão (#51), que celebrou o resultado da dupla e agradeceu a presença da torcida. “A dobradinha Honda foi muito importante para pontuação no campeonato. Além disso, foi uma emoção tremenda ter a casa cheia”, afirma Cachorrão. O terceiro colocado foi Massao Nishimoto (#41), da Dynel’s Racing Team, o único entre os primeiros a não cometer erros durante a corrida.

Confira os resultados das demais categorias:

SuperBike Pro Amador: Destaque para Ricardo Negretto (#38), da Sapienza Racing Team. Marcelo Skaf (#177), da Motoschool Racing Team, finalizou em segundo, e Adriano Carioca (#10), da Bikers Racing Team/CITRON, em terceiro. Os pilotos da Misano Racing Team, Gian Pablo de Filipis (#11) e Daniel Toloni (#3), terminaram em quarto e quinto lugares, respectivamente.

SuperBike Pro Estreante: O goiano Vinicius Maia (#299), da Gtyn Racing Team, saiu vitorioso. André Paiato (#444), da Paiato Racing, concluiu na segunda posição. Joãozinho Sobreira (#113), da Mobil Ituran Racing, finalizou em terceiro e Sabrina Paiuta (#8), da Mobil Ituran Racing Team, em quarto.

SuperBike Pro Master: João Ricardo Reis (#414), da Gyn Race Team, foi o primeiro, seguido por Mauro Beni (#44), da Solo Moto, e Elson Tenebra (#2), da RotaK/Econs/Vaz.

Yamaha R1 GP1000: A vitória na estreia da categoria monomarca Yamaha ficou com Guga Folheto (#28), da DMT Racing/ Shark Sliders. Ricardo Fox (#69) cruzou a linha de chegada em segundo, seguido do experiente Adilson Cajuru (#3), da Volcan. Rodrigo Punhagui (#48) finalizou em quarto e Heferson Ferraz (#63), em quinto.

SuperBike Light: Fernando Guerra (#913), da equipe No Limit, conquistou o lugar mais alto do pódio na categoria. Após realizar ultrapassagens, Luciano Pokémon (#77), da Pokémon Pneus, alcançou a segunda posição. Ele foi seguido por Marcelo Skaf (#177), da MotoSchool Racing Team, e Ricardo Levy (#50), da Squadra Ducati Ribeirão. Sergio Pereira (#833), da Biker’s Racing Team, concluiu em quinto.

SuperBike Light Master: Alexandre Marzola (#00), da Redred Racing, levou a primeira posição. Ricardo Seyji (#36), da Bordsak, terminou em segundo, seguido pelo companheiro de equipe Luis Paulo Oshiro (#83). O quarto e o quinto colocados foram, respectivamente, Levy Lopes (#56), da Simohara Motorcycles, e Nelson ‘Mágico’ (#145), da equipe Os Impossíveis/Simohara.

600cc SuperSport Pro: Alex Schultz (#22), da Dynel’s Racing Team, foi o vencedor da corrida, seguido de Matheus de Oliveira (#70). O experiente Luiz Cerciari (#3), da Cerciari Racing Team, ficou com a terceira colocação e Raoni Farfan (#100), da Target Racing, com a quarta colocação. Daniel Silingardi (#98), da Serra Racing, completou o top 5.

600cc SuperSport Pro Amador: Douglas Pecoraro (#19) cruzou a linha de chegada em primeiro. Christian Cerciari (#83), da Cerciari Racing School, foi o segundo, seguido por Fabrício de Castro (#75), da BR Racing, e Cayto Trivelato (#6), da SR Corse. Julio Fortunato (#65) acabou em quinto.

Suzane Carvalho vence na Copa Honda CBR 500R Master

Suzane Carvalho vence na Copa Honda CBR 500R Master

Copa Honda CBR 500R: Leonardo Tamburro (#53), da Solo Moto, cruzou a linha de chegada em primeiro, seguido de Ademilson Peixer (#43), RF Racing. Igor Calura (#25), da Mototech, chegou na terceira posição e Osvaldo Jorge Filho, o Duende (#55), da Duende Racing, em quarto. Lucas Dezeró (#7), da Alemão Pneus, acabou em quinto, completando o pódio.

Copa Honda CBR 500R Light: Vitória de Alef Barbosa (#33), da Tomate Racing, seguido de Daniel Paschoalini (#90), da Alemão Pneus, e André Filho (#4), da MotoSchool Racing. A quarta colocação ficou com Helder Franklin (#88) e a quinta, com Rodrigo Jantonio (#99), da Serv Moto Racing.

Copa Honda CBR 500R Teen: Daniel Paschoalini (#90) na Teen, concluiu em primeiro na categoria. Willian Ribeiro (#15), da WR, fechou em segundo e Wesley Ribeiro (#45), em terceiro.

Copa Honda CBR 500R Master: Destaque para vitória de Suzane Carvalho (#11), da CTPSC.

Copa Kawasaki Ninja 300: Em uma disputa de tirar o fôlego, Bruno César (#151) ficou com a vitória. Gustavo Gil (#01), da Procomps Racing Team, completou em segundo, seguido de André Gama (#46), da Tecfil Racing Team. A quarta posição ficou com Gustavo Aldegheri (#18), da MB Racing, seguido de Marco Antonio Reis (#3), da Conexão Competições.

Copa Kawasaki Ninja 300 Light: Abimael Silva (#78) foi o responsável por chegar na frente e vencer na capital de Goiás. Norton Tadeu (#75) ficou com a segunda colocação, seguido de André Galvão (#52) e Ernani Lourenço (#02). Juliano Tosso (#14) terminou em quinto.

Copa Kawasaki Ninja 250 Light: Brian David (#35), da Procomps Racing Team, saiu vitorioso. Pedro Henrique Feliciano (#25), da Podium Racing Team, finalizou em segundo, seguido por Leozinho Muniz (#47), da Tecfil Racing Team, e Fernando Santos (#234), da Bats Racing Team. Já Waner Carvalho (#888), da equipe No Limit, foi o quinto colocado.

Honda Junior Cup: O público goiano teve a oportunidade de acompanhar o futuro da motovelocidade brasileira. Na categoria-escola, o jovem Kaywan Alves (#36) recebeu a bandeira quadriculada em primeiro. Ele foi acompanhado de perto por Renzo Ferreira (#13), em segundo, e Guilherme Brito (#199), em terceiro. Rafael Antonio Fernandes (#50) e Maria Fernanda (#22) terminaram em quarto e quinto, respectivamente.