Pepê Bueno busca primeiros pontos na categoria Júnior

Superliga Brasil de Motocross chega a terceira etapa

 A Superliga Brasil de Motocross ultrapassa a barreira da metade do campeonato no próximo fim de semana, dias 4 e 5 de junho. Em Chapecó (SC), acontece a terceira das cinco etapas da competição em 2011, e a briga promete esquentar nesta reta final.

Roberto Castro, com 84 pontos (apenas 8 a menos que os líderes), quer entrar de vez na briga pela taça após figurar duas vezes em terceiro lugar nas duas primeiras etapas, em Poços de Caldas (MG) e Paulínia (SP). “Agora chegamos no momento decisivo. Esta será uma corrida muito importante, depois teremos só mais duas etapas”, lembra o piloto Brasil Racing, que compete na principal categoria da competição, a MXPró. “Apenas gostaria que todos estivessem na pista. É uma pena que o Leandro não poderá competir”, diz, referindo-se a Leandro Silva, que lidera a competição ao lado de Antonio Jorge Balbi Junior, mas não poderá correr porque lesionou a mão durante o GP Brasil de Motocross, realizado em Indaiatuba (SP) há cerca de duas semanas.

Colega de equipe do costarriquenho, Rafael Faria quer retomar a dianteira da MX2. O paranaense saiu vencedor da primeira bateria do campeonato, quando mostrou pilotagem segura e consistente. Mas na etapa seguinte teve dificuldades para encontrar seu ritmo e acabou perdendo contato com os ponteiros. “Retomei o foco e agora estou pronto para mais esta etapa. Fiz o acerto da moto para altitude de Chapecó (cerca de 600 metros acima do nível do mar) e o preparo físico e psicológico estão muito bem”, comenta ele que é o sétimo colocado na classificação geral. “Quero voltar a estar entre os três. Estou trabalhando pra isso. Vamos ver se atingimos o objetivo”, planeja.

Já Endrews Armstrong, também na MX2, tem boas lembranças da pista de Chapecó. Ano passado foi ele quem venceu a categoria Júnior na pista localizada dentro do autódromo da cidade. “Realmente fiz uma boa prova lá ano passado. Espero poder repetir neste fim de semana”, comenta o integrante da equipe Brasil Racing.

Djalminha continua fora. Pepê Bueno busca os primeiros pontos

Ainda se recuperando da lesão no joelho sofrida durante na abertura da Superliga, Djalminha Britto, que corre na 65cc, está fora da etapa de Chapecó. Seu pai explica que é muito cedo para voltar a competir, uma vez que a imobilização do joelho do atleta foi retirada apenas esta semana. “Seria muito arriscado, não tem porque submeter o Djalminha a este risco. Voltamos no Brasileiro, em Canelinha (dia 12 de junho)”, explica.

Pepê Bueno busca primeiros pontos na categoria Júnior

Pepê Bueno busca primeiros pontos na categoria Júnior

Já Pepê Bueno, na categoria Júnior, busca seus primeiros pontos depois de duas etapas “azaradas” no início da competição. Em Poços de Caldas, Pepê ainda estava recuperando-se da lesão no ombro, e em Paulínia enfrentou problemas mecânicos na moto. Agora, embalado por uma sequência de bons treinos e resultados satisfatórios no Troféu Honda 150cc e no Paranaense de MX, ele espera voltar ao pódio da Superliga.

Kaphê quer consistência na MX4
O representante da Brasil Racing na MX4, Ricardo Kaphê Sebbe, vai à Chapecó em busca de consistência. Ainda recuperando-se de uma lesão nas costelas, sofrida por causa de uma queda durante a última etapa realizada da Copa São Paulo de MX, o atleta de 43 anos espera manter o bom desempenho na Superliga. Kaphê é o vice-líder da competição, e sabe que deixar de participar de uma etapa comprometeria seu desempenho final. “O campeonato é muito curto, não dá pra perder nenhuma etapa. Ainda sinto dores nas costelas, apesar de não ter sofrido nenhuma fratura. Vou fazer um esforço pra ir”, comenta.

Em busca de ritmo, Douglas Parise faz participação especial

Competindo regularmente no Brasileiro de Motocross, o gaúcho Douglas Parise fará uma participação especial neste fim de semana na Superliga Brasil de MX. Duda correrá na categoria MXPró, e quer aproveitar a prova para ganhar ritmo de corrida e chegar ainda mais forte na próxima etapa do Brasileiro, dia 12 de junho, em Canelinha (SC).

Programação
Serão dois dias de competição em Chapecó, envolvendo as categorias MX Pró, MX2, MX3, MX4, Júnior e 65cc. A programação prevê provas da MX3, MX4 e 65cc na tarde de sábado. E domingo rola uma bateria da Júnior, mais duas da MXPró e duas da MX2, a partir das 9h.

Próximas etapas da Superliga MX
25/6 – Quarta etapa – Penha (SC)
9/7 – Quinta etapa – Indaiatuba (SP)

Classificação
MXPró
1) Leandro Silva – 92 pontos
2) Jorge Balbi Júnior – 92 pontos
3) Roberto Castro (piloto Brasil Racing) – 84 pontos
4) João Marronzinho – 70 pontos
5) Gabriel Gentil – 58 pontos

MX2
1) Adam Chatfield – 89 pontos
2) Hector Assunção – 87 pontos
3) Humberto Martin – 72 pontos
4) Jean Ramos – 64 pontos
5) Marcelo Lima – 63 pontos

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.