slhondajean_lp_05061133-32

SUPERLIGA BRASIL DE MX – Jean Ramos vence etapa de Chapecó na MX2

Jean Ramos, piloto da Equipe Honda Mobil da categoria MX2 na Superliga Brasil de Motocross

Jean Ramos, piloto da Equipe Honda Mobil da categoria MX2 na Superliga Brasil de Motocross

Chapecó (SC) – O piloto oficial da Equipe Honda Mobil, Jean Ramos, venceu na categoria MX2 a terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross, finalizada neste domingo (5), em Chapecó, em Santa Catarina. Na MX Pró, o satélite Roberto Castro (Dunas Team) conquistou pela primeira vez uma bateria da competição e segue na briga pelo título. Já o também satélite Thiago Formehl (Ipiranga Honda IMS), mesmo com a vice-colocação na Júnior, manteve a liderança do campeonato.

1ª BATERIA DA MX PRÓ – João Paulino “Marronzinho”, piloto oficial da Equipe Honda Mobil, começou muito bem a bateria e se manteve na segunda colocação. Porém,  Roberto Castro (Dunas Team) pressionou Marronzinho e ganhou a posição. Algumas voltas depois, ao cometer um erro, Castro foi ultrapassado por Marronzinho. “Apesar da boa largada, na metade da primeira volta, na tentativa de ultrapassagem bati a perna e machuquei o joelho. Mesmo assim, fiz uma boa prova com esse segundo lugar”, afirma Marronzinho.

2ª BATERIA MX PRÓ – Na largada, Roberto Castro pulou para a primeira colocação e não saiu mais do posto. O costa-riquenho imprimiu um forte ritmo, deixou para traz os concorrentes e venceu pela primeira vez em 2011. Marronzinho ficou com a terceira colocação. “Eu me senti bem confortável na pista, durante a segunda bateria. Larguei bem e soube administrar a vantagem”, destaca Castro.

1ª BATERIA MX2 – O venezuelano Humberto Martin (LS Racing) começou com tudo e alcançou a primeira colocação nas primeiras voltas. No entanto, o líder do campeonato, Adam Chatfield (Ipiranga Honda IMS), ultrapassou o rival pouco antes da metade da prova, segurou a posição e venceu. Acompanhando Chatfield durante a bateria, Jean Ramos terminou na segunda colocação.

2ª BATERIA MX2 – Jean Ramos fez o holeshot, abriu uma boa diferença – que chegou a 12s – para os demais colocados e ganhou sem dificuldades. Com isso, o piloto oficial da Equipe Honda Mobil garantiu no somatório a vitória na terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross. Completando o pódio 100% Honda, na classificação geral em Chapecó, ficaram os satélites Adam Chatfield (Ipiranga Honda IMS), Rafael Faria (Dunas Team), Hector Assunção (Itamaracá Fox) e Humberto Martin (LS Racing). “A primeira bateria foi bastante puxada e a disputa com o Adam exigiu muito. Já na segunda corrida, me concentrei na largada e saí na frente. Aí foi só abrir vantagem e manter o ritmo. Agora é pensar nas próximas etapas para recuperar os pontos e brigar pelo campeonato”, declara Jean.

PROVA JÚNIOR – O satélite Thiago Formehl (Ipiranga Honda IMS) não fez uma boa largada e precisou realizar uma corrida de superação. O competidor acelerou firme e conseguiu a segunda colocação ao final da prova, mantendo-se líder no campeonato. Outro satélite Honda, Gustavo Pessoa (Itamaracá Fox), teve bom desempenho e terminou a prova em terceiro. “Mesmo machucado devido a queda do treino classificatório consegui garantir o segundo lugar. Ainda estou na frente da categoria e vou treinar bastante para manter a liderança do campeonato”, completa Formehl.

“A cada etapa, a Equipe Honda trabalha para evoluir o acompanhamento dos pilotos. O objetivo é desenvolver motocicletas, seja no motor, na ciclística ou na suspensão para alcançar os resultados mais rápidos. E isso ficou claro na prova de Chapecó tanto com o desempenho do Jean quanto com o Marronzinho”, destaca José Luiz Terwak, gerente de pilotagem da Moto Honda.

Os pilotos da Superliga Brasil de Motocross volta à pista nos dias 25 e 26 de junho, na cidade de Penha (SC), na competição que será realizada no Parque Beto Carrero World.

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners.
Clique aqui para acessar o tópico.