sl65101_lp_040611

SUPERLIGA BRASIL DE MX – Pilotos da região e estrangeiros são destaques do primeiro dia em Chapecó

 Renato Paz, piloto da categoria 65cc na Superliga Brasil de Motocross

Renato Paz, piloto da categoria 65cc na Superliga Brasil de Motocross

Chapecó (SC) – Em meio ao forte frio que chegou neste final de semana (4 e 5) no sul brasileiro, a terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross teve início na cidade de Chapecó com destaque para pilotos da região e estrangeiros.

MX3/MX4
Na prova das categorias MX3 e MX4, Milton Becker “Chumbinho” e Davis Guimarães saíram de Santa Catarina com mais uma vitória e a liderança nas mãos. Chumbinho, que foi criado em Chapecó, venceu pela terceira vez consecutiva a competição e está cada vez mais perto do título da MX4. “Foi difícil. Larguei em último, pois o meu gate não caiu. Fiz uma prova de recuperação e consegui chegar em primeiro. Correr em Chapecó é sempre bom, morei aqui e tenho grandes amigos”, declara. Já Davis, não sofreu grandes ameaças durante a corrida. “Mantive uma boa distância para o segundo colocado. Contei com novos equipamentos para esta etapa, que me ajudaram bastante. Vou em busca do bi”, destaca.

65cc
A primeira prova do dia começou com grande expectativa por parte do público que compareceu ao Autódromo de Chapecó. Tudo porque Arthur Todeschini, o “Thui”, até então líder da competição, correria em casa. Porém, o gaúcho Enzo Lopes estragou a festa dos catarinenses, levou a prova e saiu com a liderança do campeonato. “Foi uma boa corrida. Consegui ultrapassar o Renato ainda na primeira volta. Depois soube controlar a minha posição e vencer a prova”, coloca Enzo Lopes.

MX Pró
No treino classificatório da principal categoria da Superliga Brasil de Motocross, o piloto da Costa Rica, Roberto Castro, cravou o melhor tempo (1:44.551) e terá a melhor posição no gate de largada nas baterias de domingo.

MX2
Confirmando o bom ritmo na competição, o inglês Adam Chatfield foi o mais rápido no treino livre e classificatório da MX2. Na segunda e terceira colocações ficaram respectivamente com Hector Assunção e Jean Ramos. “Espero fazer uma boa largada, que vai ajudar bastante. A pista está muito técnica e sair na frente vai ajudar muito a vencer. E este é meu objetivo”, destaca o confiante Adam Chatfield.

Júnior
Na categoria Júnior, o piloto da cidade catarinense de Mondaí, Gustavo Henn, foi o grande destaque. O jovem fez o melhor nos dois treinos da categoria, sendo o classificatório com o tempo de 1:57.563. “Eu melhorei bastante nestas últimas provas. É um momento muito especial correr em Chapecó. Todos os meus amigos estão aqui me vendo. Tenho que manter a cabeça no lugar para fazer uma boa corrida”, coloca.

A programação deste domingo (5) da Superliga Brasil de Motocross inclui uma bateria da Júnior e duas da MX Pró e da MX2. As provas serão transmitidas ao vivo pelo site SpeedTV . Além da internet, as corridas poderão ser acompanhadas através de iPhones e iPads e também pela página do SpeedTV no Facebook.

A Superliga Brasil de Motocross tem patrocínio da Honda, Mobil e Banco Itaú, co-patrocínio Pirelli e Consórcio Nacional Honda, e apoio da Prefeitura Municipal de Chapecó, Moto-clube Chapecó e rádio Atlântida FM.

Serviço:
Superliga Brasil de Motocross 2011 – 3ª etapa
Data: 4 e 5 de junho
Cidade: Chapecó (SC)
Local: Autódromo de Chapecó

Confira a programação: Domingo (5/6)

Warm-up
Júnior – 8h
MX2 – 8h20
MX Pró – 8h40

Provas
Júnior – 9h
Abertura oficial – 9h30
MX2 (1ª bateria) – 10h
MX Pró (1ª bateria) – 11h
MX2 (2ª bateria) – 12h10
MX Pró (2ª bateria) – 13h
Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners.
Clique aqui para acessar o tópico.