Cinthia Dynamite, que é ilustradora, designer e faz grafite

SuperVia(RJ) incentiva o uso da bicicleta com concurso cultural

Com o objetivo de incentivar a integração entre trem e bicicleta, a SuperVia promove, entre ontem (30/05) e sexta-feira (01/06), o concurso cultural “Trem + Bicicleta”. Para participar, o passageiro, maior de 14 anos, deve preencher a ficha de inscrição disponível na estação Central do Brasil e nas estações do trecho entre Ricardo Albuquerque e Paracambi e responder a pergunta “Por que integrar trem+bicicleta?”. Os autores das 450 respostas mais criativas receberão como prêmio uma bicicleta e kit completo para participar do “1º Passeio Ciclístico SuperVia”, que será realizado no domingo (17/06), no município de Paracambi. Os depoimentos serão avaliados por uma comissão julgadora nomeada pela SuperVia e os vencedores poderão retirar o kit na estação de inscrição nos dia 14 e 15/06. O regulamento do Concurso Cultural está disponível em www.supervia.com.br e junto às urnas de participação.

Cinthia Dynamite, que é ilustradora, designer e faz grafite

Cinthia Dynamite, que é ilustradora, designer e faz grafite

O projeto do passeio ciclístico é parte do programa “O Trem Passa na Sua Porta”, que tem por objetivo incentivar o uso da bicicleta não só como integração ao trem, mas também como opção de lazer e alternativa de transporte limpo.

A SuperVia acredita na importância de incentivar o uso da bicicleta e, desde 1º de abril, sempre aos domingos, disponibiliza vagões para passageiros embarcarem com bicicletas. Mais de 800 bicicletas já foram embarcadas nos trens da SuperVia. Além do embarque aos domingos, está em andamento um projeto para a construção de bicicletários ao longo do sistema atendido pela concessionária. Na primeira fase, serão construídos bicicletários nas estações Engenheiro Pedreira e Queimados, com 800 vagas cada. A previsão é que os espaços comecem a ser entregues a partir de julho de 2012. Outra novidade é a distribuição de duas mil bicicletas para os passageiros da SuperVia. A distribuição das bicicletas e a construção do bicicletário de Queimados serão feitos através de um financiamento com o Banco Mundial.