Suzane Carvalho na 1ª etapa do Superbike Series Brasil 2014

Suzane Carvalho estreia na Copa CBR 500R

A estreia da piloto Suzane Carvalho na motovelocidade se deu como ela previra: terminou 1ª etapa da Copa Honda CBR 500R do SuperBike Series Brasil, sem nenhum imprevisto, na 23ª colocação, após largar em 21° entre os 25 pilotos da categoria.

Suzane Carvalho na 1ª etapa do Superbike Series Brasil 2014

Suzane Carvalho na 1ª etapa do Superbike Series Brasil 2014

“Estou muito muito feliz mesmo!  Deu tudo certo.  A categoria é excelente, a moto, super fácil de guiar, o clima entre os pilotos da categoria super bom.  Sem dúvida foi a melhor coisa que eu poderia ter feito para mim.  A vida tem que ser vivida; ter motivação e satisfação é tudo. Todo o resto melhora.  Eu estava sentindo falta de maiores emoções.  Estava com saudades desse clima de competição, da luz vermelha na hora da largada e até do Parque Fechado.  Como é bom chegar no Parque Fechado!”

Hoje (domingo, 13) no SuperBike Series Brasil largaram 234 pilotos divididos em 7 categorias, que vão desde a Honda Júnior Cup, com adolescente entre 10 e 16 anos, até pilotos experientes, com mais de 30 anos na Motovelocidade. Suzane é uma das 5 mulheres que estão no SuperBike Series.  As outras são Sabrina Paiuta, Giovana Erbolato, Maria Fernanda e Samara Andrade.

Suzane Carvalho

Suzane Carvalho

“Foi uma excelente opção estrear mesmo sem estar preparada, pois agora que vou preparar a moto e treinar, já passou a ansiedade da estreia.  Ainda tive sorte porque a equipe que eu havia acordado furou e acabei caindo em uma das melhores e mais experientes, a RF Racing, que foi a campeã do último campeonato de 500 cc da Honda que teve, em 2002.  Meu companheiroede equipe, Ademilson Peixer é super experiente e fez a pole nesta etapa. Tenho muito o que aprender com ele”.

A segunda, de 8 etapas do campeonato da SuperBike Series Brasil será no dia 04 de maio, em Interlagos, São Paulo.

Sobre a Copa Honda CBR 500R – A Copa Honda CBR 500R, novidade na temporada, chama a atenção dos pilotos pelo baixo custo e potência do equipamento. A categoria substitui as Copas CB 300R e CBR 600F, realizadas até o ano passado. Além do preço acessível, a classe monomarca da Honda possui preparação limitada (motosstock).