Inazuma 250, a "Baby King" da Suzuki: preço competitivo, mas só em abril

Suzuki Inazuma só chegará em abril de 2014

Toledo: atenção aos concessionários e aos clientes

Toledo: atenção aos concessionários e aos clientes

A Suzuki decidiu antecipar para a Imprensa suas novidades para o Salão Duas Rodas e confirmou o que já se sabia. A grande novidade da marca será a Inazuma 250. Mas a moto só chegará no segundo trimestre de 2014 e o preço ainda não está definido.

Além da Inazuma, a Suzuki confirmou a chegada da Boulevard M1800R também apenas em abril de 2014. Já a Hayabusa ABS e a GSX-R 1000, duas superesportivas da Suzuki, estarão disponíveis nas 200 concessionárias da marca em novembro de 2013. Os preços para estas duas motos já estão definidos: R$59.900,00 para a Hayabusa e R$58.900,00 para a GSX-R 1000.

O diretor da Suzuki Motos do Brasil, João Augusto de Toledo, enfatizou na conversa com os jornalistas sua preocupação com o atendimento aos concessionários e, por consequência, aos clientes. “Vivemos um novo momento e estamos aprimorando também as áreas de atendimento, pois sabemos que só produtos bons não resolvem”, falou.

Toledo disse também que a empresa conta com maior proximidade com a matriz da Suzuki no Japão e isso refletirá na agilidade dos lançamentos e na adequação dos produtos ao mercado brasileiro. Indagado sobre a Burgman 200 recém lançada para a Europa, Toledo explicou que este scooter ainda não está adequado ao mercado brasileiro. “Não se trata apenas do produto, mas de sua adequação às regras de emissão de poluentes, aos processos de produção que precisamos cumprir em Manaus e se podemos ser competitivos com este produto também”, disse Toledo referindo-se ao PROMOT4, às regras do PPB (Processo Produtivo Básico) que vigora para a indústria instalada em Manaus (AM) e à preocupação da empresa em colocar os produtos no patamar correto de preço para o mercado brasileiro.

Inazuma 250, a "Baby King" da Suzuki: preço competitivo, mas só em abril

Inazuma 250, a "Baby King" da Suzuki: preço competitivo, mas só em abril

Sobre a estrela principal da festa da Suzuki neste Salão Duas Rodas, o diretor explicou que a empresa finaliza alguns processos de produção e que o início será marcado pela moderação. “Queremos inicialmente vender 500 unidades da Inazuma, mas sabemos que ela tem potencial para mais do que isso pelas suas características dentro da categoria de 250 e pelo preço que eu posso garantir que será competitivo”, falou João Augusto de Toledo, diretor da Suzuki Motos do Brasil. A Inazuma será apresentada para o público em três versões de cores: azul e branca, vermelha e preta.

Boulevard M1800R: complementar para a linha que já tem a 800 e a 1500

Boulevard M1800R: complementar para a linha que já tem a 800 e a 1500

Um cálculo rápido mostra que com essa produção inicial e se a moto tiver “preço competitivo”, como frisou Toledo, poderá faltar motos para atender o mercado. “A Inazuma é um projeto novo, com design agressivo e que remete à irmã maior B-King e o porte até lembra uma moto maior que 250″, destacou Toledo. Por estas razões e ainda pelas 200 concessionárias que a Suzuki conta hoje, essa equação resulta em pouco mais de 2,5 motos/mês por loja. Pergunte ao concessionário aí de sua cidade o que ele acha disso.

Hayabusa: agora só com ABS e ao preço de R$59.900,00

Hayabusa: agora só com ABS e ao preço de R$59.900,00