Foto: Leandro Silva - piloto patrocinado pela ASW na categoria SX1 do Supercross

Swian Zanoni corre para manter a liderança no Supercross

Foto: Leandro Silva - piloto patrocinado pela ASW na categoria SX1 do Supercross

Foto: Leandro Silva - piloto patrocinado pela ASW na categoria SX1 do Supercross

Piloto mineiro segue firme para continuar à frente da categoria SX2. Na SX1, liderada por Leandro Silva, a disputa também promete ser acirrada

Este final de semana será decisivo para Swian Zanoni. O mineiro que vive no Estado do Rio de Janeiro vai fazer de tudo para manter a liderança da categoria SX2, na terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Supercross, marcada para este sábado (1º), em Joinville (SC). Na categoria SX1, a briga promete ser grande. Leandro Silva e Antônio Jorge Balbi Júnior ocupam a primeira e a segunda colocações, respectivamente. As provas serão realizadas a partir das 20h, no Centro Comercial Expoville.

Swian Zanoni conta com uma boa vantagem sobre o segundo colocado Jean Ramos. No total, o mineiro soma 52 pontos contra 40 do adversário. Mesmo assim, o paranaense sempre chega perto em todas as corridas e promete dar trabalho ao líder, que se dedicou aos treinamentos para manter a ponta. “Fiq uei no Rio treinando neste período entre uma etapa e outra. Espero fazer um bom trabalho. A vitória é importante nesta fase da competição. Quero aproveitar a oportunidade já que está dando tudo certo para faturar o campeonato que este ano está bem legal”, destacou o piloto. Ele utiliza durante as provas camisa Flexair e calça FOX 360º.

Ainda na disputa da SX2, Thales Vilardi, Dudu Lima e Hector Assunção prometem acelerar forte. Os três, que entram na pista com o conjunto ASW Podium, assim como Jean Ramos, pretendem conquistar pontos importantes para subir ainda mais na classificação.

Na categoria SX1, Leandro Silva e Antônio Jorge Balbi Júnior prometem apimentar ainda mais a disputa. Leandro conquistou a ponta na última etapa, em Curitiba, em uma prova debaixo de chuva. Balbi, que iniciou o campeonato na liderança, está apenas três pontos atrá s – 46 contra 43.

Balbi exalta o equilíbrio da competição e destaca que o público é quem mais tem a ganhar com a qualidade dos pilotos. “Na última etapa cometi alguns erros, que acabaram prejudicando o resultado. Terminei a prova em terceiro, mas o balanço final foi positivo. Deu para salvar a segunda colocação do campeonato. Em Joinville vou para cima, tentar fazer uma prova bem inteligente e sem erros”, afirmou o mineiro, que acaba de retornar da temporada norte-americana de supercross e de motocross. Durante as provas do Brasileiro de Supercross, Balbi utiliza o conjunto FOX Latinese.

Outro forte competidor que entra na briga pela SX1 é o goiano Wellington Garcia. Quase 100% recuperado da fratura que sofreu no pé esquerdo há quatro meses, ele afirma que vai dar o melhor de si para subir na classificação. Hoje, o piloto ocupa a sétima posiç ão. “Meu pé já está bem melhor. Porém, ainda estou com alguns movimentos limitados. Se vai dar para brigar pelo primeiro lugar, ainda não sei, mas vou tentar fazer o máximo.”