Swian Zanoni, piloto da Equipe Honda Mobil no Mundial de MX

Swian Zanoni mostra evolução na segunda etapa do Mundial de Motocross

Swian Zanoni, piloto da Equipe Honda Mobil no Mundial de MX

Swian Zanoni, piloto da Equipe Honda Mobil no Mundial de MX

O desempenho de Swian, que ao longo dos treinamentos na pista arenosa holandesa foi evoluindo, na corrida não foi diferente. Na primeira bateria o piloto oficial da Equipe Honda Mobil ganhou quatro posições e terminou em 27º lugar.

Já na segunda e última bateria o brasileiro foi mais agressivo e conseguiu finalizar sua primeira apresentação na 21ª colocação, faltando apenas uma posição para realizar seu primeiro ponto no campeonato. Desde a largada até a sexta volta Swian Zanoni conquistou oito posições e pulou para 23º. Na metade da bateria o competidor brasileiro se manteve na colocação e ainda deu uma arrancada nas voltas finais, ultrapassando mais dois adversários e chegando em 21º. Na classificação geral mineiro terminou em 26º.

Após as duas baterias, Swian Zanoni aprovou seu desempenho no Mundial, principalmente em uma pista tão complicada, considerada pelos pilotos uma das mais difíceis do circuito. ‘’Foi uma vitória. No Brasil não temos uma pista arenosa deste jeito e isso dificultou para mim. Passei a maioria dos dias aqui na Europa fazendo os acertos dos equipamentos novos. Em razão disso, creio que fui bem’’, coloca.

Em sua primeira etapa na competição mais importante da modalidade, o mineiro conseguiu imprimir um bom ritmo na segunda bateria. ‘’Aos poucos fui me soltando e consegui imprimir um ritmo não muito veloz, mas bastante consistente. Estou feliz com o resultado’’, finaliza.

Agora, Swian Zanoni volta a Padova, na Itália, sede da Equipe Martin Racing, onde treina para a terceira etapa do Mundial de Motocross. A próxima prova acontece entre os dias 14 e 15 de maio, em Glen Helen, nos EUA.,