Foto: divulgação

Taubaté será beneficiada pelo projeto AGIR da Niterói Rally Team

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Durante a Copa Brasil Off-Road, Ricardo Barra e Ronald Leis doarão mudas de ipê amarelo a duas ONG’s de Taubaté: a Vale Verde – Associação de Defesa do Meio Ambiente e a FUNDEVAP – Fundação Ecológica Vale do Paraíba

04 de setembro 2009 – A visão da Niterói Rally Team ultrapassou as barreiras da competição, e no âmbito do rali, Ricardo Barra e Ronald Leis aproveitam os eventos que participam para realizar Ações Geradoras de Iniciativas Responsáveis, e lançou há pouco mais de 15 dias o projeto AGIR.

A intenção é promover a neutralização do carbono lançado no ar pelo veículo da equipe durante as provas, e para isso, serão doadas mudas de árvores para reflorestar áreas urbanas ou rurais das cidades que sediarem os ralis que a dupla disputar.

Neste final de semana, o time segue para a cidade de Taubaté, onde acontecerá a primeira edição da Copa Brasil Off-Road. Entre os dias 5 e 7 de setembro, competidores de todos os cantos do País decidirão o título nacional de rali de regularidade.

Aproveitando a ocasião, a Niterói Rally Team fechou parceria com as ONG’s locais Vale Verde – Associação de Defesa do Meio Ambiente e FUNDEVAP – Fundação Ecológica Vale do Paraíba, para realizar mais um plantio e colaborar com a preservação do meio ambiente. Serão doadas 15 mudas de ipê amarelo para cada instituição. “É importante somarmos mais parceiros em prol do meio ambiente. Este plantio será feito de acordo com as normas regulamentadoras 058/07 da Secretaria do Meio Ambiente. A Vale Verde acompanhará o desenvolvimento dessas árvores e, durante 24 meses, fará relatórios fotográficos de seis em seis meses. Este material estará disponível em nosso site www.valeverde.org.br” explicou a coordenadora da entidade Sueleidy Prado. As mudas serão semeadas no sítio Maria Beatriz, localizado na Estrada Amacio Mazzaro, de propriedade de Alexandre Teixeira Lima.

De grande importância também será essa doação à FUNDEVAP-Fundação Ecológica Vale do Paraíba, que está reabrindo o seu viveiro no km 131/133 da Rodovia Presidente Dutra (fundos com a empresa Pilkignton). “Estamos como nosso estoque baixo e esta soma é importante neste momento de reinício de atividades”, declarou o representante da ONG, Agenor Noronha.

Conciliado as ações ambientais, Barra e Leis perceberam que é possível também executar uma tarefa de cunho social. As mudas doadas pelo AGIR são produzidas pelo Sementinha, projeto social de responsabilidade da Associação Rural de Duque de Caxias – ARDUC -, que cultiva mudas de árvores nativas e frutíferas presentes na Mata Atlântica. As mudas são produzidas por 12 crianças carentes das escolas públicas do distrito de Xerém, RJ, que participam do trabalho, e tem a oportunidade de adquirir conhecimento de práticas agrícolas e uma consciência ecológica que pretende melhorar a qualidade de vida dos moradores da região.

“Quando criamos o projeto AGIR, assumimos o compromisso em conciliar a prática esportiva com a melhoria das condições de vida no Planeta através de ações socioambientais, pois queremos despertar nas pessoas a adoção de iniciativas compromissadas com as futuras gerações. Estamos muito satisfeitos com os resultados colhidos até aqui, e certamente, com o apoio dos nossos parceiros, conseguiremos atingir os nossos objetivos”, encerrou Barra.