Foto: Biz

Técnicas: Biz manca, rotação, baterias, catalisador etc

Foto: Biz

Foto: Biz

Tenho uma biz 2002 e ela nao passa de 60 km/h quero saber o q posso fazer pra ela andar um pouco a mais., ja vi dizer diversos comentarios tipo, trocar pinhao e coroa, colocar caburador de cg,ou mandar abrir o motor pra 125. nao sei quias op‡oes devo escolher? sera que realmentes essas receitas funcionam? qual seria a melhor pra minha biz .
rafael – osasco sp
Leve sua motocicleta para uma oficina qualificada e verifique a compressÆo do motor, o valor obtido dever  ser 1,324 + ou – 196 kPa. Inspecione os gicleurs, principal #92 , marcha-lenta # 40, abertura inicial do parafuso de mistura 1-3/4 voltas, n¡vel da b¢ia 10,7 mm, verifique o filtro de ar e mantenha todo o sistema el‚trico original. Mantenha a transmissÆo secund ria original e os pneus calibrados.

Rota‡Æo
Primeiramente muito obrigado por uma resposta tÆo rica. Como sempre uma resposta de tanta informa‡Æo tende a gerar novas perguntas, pois bem: eu poso ter mal entendido a ultima parte mas deu a entender que 9.000rpm j  ‚ uma rota‡Æo muito alta, e perigosa para quem visa a boa conserva‡Æo mas nÆo dispensa a esportividade. EntÆo a pergunta ‚ eu poso usar a moto em qualquer rota‡Æo desde que nÆo chegue no vermelho? Corro o risco de atingir a v lvula com o pistÆo mesmo sem entrar no vermelho (tipo aos 9000rpm)? Tem como saber (sentir) se est  ocorrendo a flutua‡Æo das v lvulas? Se o “marketing” diz que a potˆncia m xima ‚ aos 7.500 giros entÆo ‚ correto supor que al‚m disso as v lvulas terÆo dificuldade de abrir e fechar? Ahh, vocˆ acertou em cheio sobre a 6a marcha
Chistopher – Rio de Janeiro – RJ
1) Sim vocˆ pode usar desde que nÆo ultrapasse o vermelho 2) Teoricamente nÆo, na pr tica sim. Ocorrer  um atropelamento de v lvulas caso as molas respons veis pelo retorno das v lvulas estejam ineficiente ou a sede de v lvulas esteja carbonizadas. 3) O m¢dulo de inje‡Æo (ECU) ‚ o respons vel por impedir que o motor atinja uma alta rota‡Æo al‚m do previsto, mas respondendo sua pergunta, no geral ‚ not vel uma perda de potˆncia. Outro fen“meno que tamb‚m ocorre ‚ o cruzamento de v lvulas, este tem por objetivo manter a v lvula de admissÆo por mais tempo aberto para que a mistura que est  sendo admitida seja sugada pela o v cuo gerado pelo sistema de escape, aumentando assim a eficiˆncia da mistura. 4) Entenda que quanto maior a rota‡Æo, menos tempo a v lvula ter  para retornar. O sistema de abertura de v lvula ‚ controlado j  o retorno depende das molas que sofrem fadiga com sua utiliza‡Æo. O sistema de acionamento das v lvulas foi aprimorado pelo comando desmodr“mico, utilizado nas Ducati.

Baterias
Vejo as pessoas adaptando baterias seladas de sistemas de alarme nas suas motos em substitui‡Æo das baterias originais devido ao alto custo das mesmas. Quem faz essas adapta‡äes respeita a tensÆo e a amperagem, dentro do poss¡vel. O que vocˆ acha disso? Vale a pena?.
Carlos – Banabui£, Ce
Todas as especifica‡äes t‚cnicas devem ser RIGOROSAMENTE respeitadas bem como o dimensional da bateria. Uma quantidade de carga menor ou maior que o especificado pode danificar permanentemente as pe‡a do sistema el‚trico.

Catalisador
acabei de ler a mat‚ria sobre catalisadores, e gostaria de tornar a minha moto menos poluente instalando um nela (uma Intruder 125cc/07). ‚ poss¡vel instal -lo? isto provocar  alguma mudan‡a no consumo?
Lucas – rio de janeiro, rj
Lucas, sua motocicleta j  possui um sistema semelhante que trabalha em conjunto com o sistema de emissÆo de ar fresco na sa¡da da v lvula de escape, na Suzuki este sistema ‚ conhecido como PAIR.

CDI
Tenho uma Tornado j  preparada p trilha, so que p velocross a boa ta meio Pangar‚.Troquei o cdi p competi‡Æo mas n adiantou nada, ainda corta na alta.Gostaria de receber alguma orienta‡Æo, que fa‡a com que a “pretona” fique mais nervosa, o que trocar, quanto custa e o que fazer, sem precisar trocar camisa e pistÆo.
Atualmente existe um CDI para a Tornado que nÆo corta em altas rota‡äes .
Clayton – PinhÆo Pr

Embreagem
Sobre o e-mail que te enviei no dia 20 reclamando do acelerador duro da minha Fazer, vc me respondeu: “Existe uma ferramenta especial para lubrificar cabos de comando. Vocˆ aplica o ¢leo na extremidade superior do cabo”. Eu sei que nÆo ‚ s¢ olhando a extremidade superior do cabo, o mecƒnico da Yamaha tamb‚m sabe. N¢s lubrificamos o cabo at‚ o ¢leo escorrer na outra extremidade. O que eu quis te explicar ‚ que NÇO se trata de CABO e nem de MANOPLA lubrificados. O buraco ‚ mais embaixo, o acelerador est  duro por alguma coisa al‚m dos motivos ¢bvios de lubrifica‡Æo de cabos.  nisso que eu queria que vocˆ me ajudasse, me dizendo o que pode ser al‚m de lubrifica‡Æo dos cabos e manopla porque isso eu j  constatei que est  realmente lubrificado.
Adriano – SÆo Paulo – SP
Alguns lubrificantes funcionam como solvente, ou seja, retira a lubrifica‡Æo original e resseca as cordoalhas de a‡o. Tente lubrificar o cabo com ¢leo do motor, ‚ mais trabalhoso, por‚m a lubrifica‡Æo ‚ mais eficiente. Lembre-se que sÆo dois cabos. Para confirmar se o problema esta na lubrifica‡Æo do cabo, retire-o da sua extremidade do corpo do acelerador e acione a manopla, ela deve ter um acionamento suave. Deve existir de 1 a 3 mm livre entre a manopla e sua ponta. A folga na manopla dever  ser de 3 a 5 mm.

Pneu
Esta ‚ pro “Max” Biagio: parab‚ns por fazer parte do time Motonline! O Tite ‚ meio ranzinza mas ‚ boa gente, s¢ mantˆ-lo alimentado. Seguinte, estou pensando em comprar uma TDM 225 para usar na cidade, ida e volta do trabalho e andei em algumas destas de amigos e parentes e achei a moto boa, salvo a frente dela, que achei muito pesada para manobras em baixa velocidade. Usar os pneus da Fazer com aros de aluminio ‚ poss¡vel? ajudaria a tornar a moto mais leve? teria algum preju¡zo? melhoraria a aderencia no asfalto, visto que eu s¢ a utilizaria neste piso? existe algum cuidado especial para a compra deste modelo (tambem da XT225) usado(s)? Muito obrigado, paz e prosperidade!
Patric – Sao Paulo – SP
J  que vocˆ acertou a grafia do meu nome vou te dar um bom conselho. Desista desta moto. 1) A maioria dos mecƒnicos detesta fazer manuten‡Æo nela devido …s dificuldades de acesso 2) Depois que a Yamaha introduziu o sistema de indu‡Æo de ar neste modelo ‚ dif¡cil regular o carburador 3) Motor deveria ter um radiador, duvido que exista um cilindro que nÆo esteja ovalizado 4) Tem uma vantagem! Ela possui lƒmpadas de 55W/60W e nÆo tem aquele selim de pedra da XTZ!