Foto: Basta andar... O piloto ‚ o Andrey Henrique

Técnicas: Procedimento, descompressor, escape, aro menor e manutenção

Foto: Basta andar... O piloto ‚ o Andrey Henrique

Foto: Basta andar... O piloto ‚ o Andrey Henrique

Biaggio, j  que nÆo se deve deixar a moto (carburada) ligada em marcha lenta por 1 minuto para esquentar o ¢leo ao ligar pela manhÆ e depois sair com ela, qual entÆo o procedimento que devo fazer pela manhÆ?
Luiz Paulo Pessurno do Amaral Junior – Rio de Janeiro
Atualmente nÆo h  necessidade de esperar o motor esquentar, basta ligar a motocicleta e andar. Caso seja necess rio acionar o afogador, este pode permanecer acionado nos primeiros quil“metros e nÆo mais, pois a mistura rica ‚ prejudicial ao motor al‚m de causar perca de rendimento. Este processo ‚ exatamente o que o sistema de inje‡Æo faz eletronicamente, por‚m vocˆ estar  fazendo manualmente. Antigamente, devido a qualidade do ¢leo lubrificante e regulagens do carburador, nÆo era aconselh vel sair ap¢s a partida.

Descompressor
Prezados Biaggio e Tite. Gostaria de saber o exato funcionamento do descompressor unidirecional do motor RFVC, atrav‚s do manual de servi‡o da Falcon descobri onde ele fica, montagem, etc. Por‚m nÆo entendi sua real fun‡Æo, e se ‚ normal o barulho provindo dele na primeira partida do dia com o motor em baixa rota‡Æo, +/-1200RPM.
Ciro J. Camargo – Iper¢ – SP
O motor da nx 350 e nx 400 sÆo equipados com retrodescompressor e descompressor, o retrodescompressor abre a valvula de escape direita imediatamente se motor virar no sentido oposto da rota‡Æo evitando assim retrocesso da partida. J  o descompressor ‚ um dispositivo que tamb‚m abre a v lvula de escape direita quando o motor apresenta uma rota‡Æo abaixo de 700 rpm apos essa rota‡Æo o sistema para de funcionar devido o efeito centrifugo que age sob o came descompressor que esta instalado no comando de v lvulas. Portanto o ru¡do ‚ anormal caracterizando um defeito do sistema do descompressor autom tico.

Escape
Ol , gostaria de saber se ‚ vi vel colocar duas sa¡das de escape na minha Sahara, pois tenho a id‚ia de fazer.Que achas?
Gleyton Marcos Ferraz Mendes – Macei¢/Al
Toda modifica‡Æo no escape pode ocasionar danos ao motor e perca de rendimento.

Aro
Parab‚ns acompanho o material do site e a cada mat‚ria vcs se superam! Tenho uma pergunta a vcs. Se adaptar em minha CB450 rodas com aro menor, como por exemplo as rodas da CBR450 traria algum problema para a moto? Pergunto pois se torna muito mais f cil comprar pneu para as medidas 17″ e 18″ al‚m de est‚ticamente ficar muito bonito.
Fl vio – SÆo Bernardo do Campo – S.P.
A cicl¡stica da motocicleta ir  mudar, a explica‡Æo desta mudan‡a de comportamento esta no estudo do efeito girosc¢pio. Na pr tica, em uma motocicleta o efeito girosc¢pio se resume a um movimento no guidÆo no sentido oposto ao da curva que se vai iniciar, ‚ isto mesmo, observe que a uma determinada velocidade (acima de 40 km/h ou mais) ao virar o guidÆo para um lado a motocicleta se inclinar  para o outro. O efeito girosc¢pio depende de trˆs fatores: tipo de roda; uma roda mais pesada ou com diƒmetro maior ou com mais peso concentrado no aro sofrer  um efeito girosc¢pio maior do que uma com as caracter¡sticas opostas a esta, o segundo fator ‚ o regime de rota‡Æo do corpo em movimento; o efeito girosc¢pio gerado ‚ diretamente proporcional … rota‡Æo, e o terceiro fator ‚ a for‡a aplicada; quanto maior ela for, maior ser  a for‡a de rea‡Æo. Para finalizar, lembre-se que a engrenagem do veloc¡metro – localizada no cubo da roda – dever  ser alterada tamb‚m, caso contr rio, sua leitura no painel de instrumentos nÆo ser  verdadeira.

Manuten‡Æo
Gostaria de relatar que tenho uma honda titan 125 ks 2002 com 83,000km, e sem mexer em nada no motor s¢ regulei v lvula 2 vezes e o carburador foi limpo 2 vezes, hoje tenho alguns problemas de freio e alinhamento de rodas de resto ainda tenho duvidas de quando este motor vai parar.por gentileza me respondo se isso ‚ muito para este tipo de motor.Grato
Leandro Alexandre de Freitas – Mogi das cruzes – SP
No geral, a vida £til do motor depende das manuten‡äes peri¢dicas, da utiliza‡Æo de combust¡vel e lubrificantes de qualidade e da maneira em que a motocicleta ‚ conduzida. Se respeitadas todas as condi‡äes previstas no manual do propriet rio sua motocicleta poder  durar ainda mais sem ter que abrir o motor.

VOCÒ SABIA…
1) SÆo produzidos dois tipos de  lcool para serem utilizados como combust¡veis nos ve¡culos, sendo: µlcool Et¡lico Anidro Combust¡vel (AEAC) e µlcool Et¡lico Hidratado Combust¡vel (AEHC). O  lcool anidro nÆo pode ser usado diretamente como combust¡vel nos ve¡culos, sendo produzido para ser adicionado a gasolina tipo A para dar origem … gasolina tipo C. J  o  lcool hidratado ‚ o utilizado diretamente nos ve¡culos movidos a  lcool ou bicombust¡veis.

2) Motocicletas equipadas com sistema de inje‡Æo eletr“nica sÆo mais vulner veis a instala‡Æo de alarmes, isto porque nÆo deve funcionar com pouca carga na bateria. O consumo excessivo de energia el‚trica por um meio nÆo previsto no circuito faz com que o bico injetor atue mais devagar, de igual maneira este fen“meno ‚ observado pela falta de carga pela bateria, ocasionando um rendimento ruim … motocicleta.

3) NÆo devemos aterrar m quinas de solda em nenhuma parte da motocicleta, pois este procedimento danifica os rolamentos ocasionando corrosÆo el‚trica. CorrosÆo el‚trica ‚ a passagem de corrente el‚trica pelo rolamento.

4) Motocicletas sÆo ve¡culos que, estacionada, nÆo podem ficar com seu motor em funcionamento. A falta de ventila‡Æo causa super aquecimento ao motor al‚m de modificar a colora‡Æo do escapamento.

Observa‡Æo: 1) GASOLINA AUTOMOTIVA TIPO A:  a gasolina produzida pelas refinarias de petr¢leo e entregue diretamente …s companhias distribuidoras. GASOLINA AUTOMOTIVA TIPO C:  a gasolina comum que se encontra dispon¡vel no mercado sendo comercializada nos postos revendedores.
2) No geral, o ideal ‚ evitar permanecer mais do que um minuto com a motocicleta parada. Em sem foros de longa dura‡Æo desligue o motor.