Ricardo Kaphê Sebbe, piloto Brasil Racing da categoria MX4

Terceira etapa agita briga pelo título da Superliga Brasil de Motocross

A terceira etapa da Superliga Brasil de Motocross, realizada em Chapecó (SC) neste fim de semana – dias 4 e 5 de junho – esquentou a briga pelo título da principal categoria da competição, a MXPró. O costarriquenho Roberto Castro, piloto da Brasil Racing, e o mineiro Antonio Jorge Balbi Junior venceram cada uma das baterias do domingo e agora estão separados por apenas 10 pontos na classificação geral.

Restam duas etapas – ou quatro baterias – para o fim do campeonato, e Castro acredita que o piloto que menos errar, sairá campeão da disputa. “São mais 100 pontos em jogo (somando todas as baterias que faltam). Vou manter a minha estratégia e brigar muito por este título. Aquele que for mais consistente, provavelmente vai vencer”, diz ele, que ganhou a segunda bateria deste domingo de ponta a ponta. “Estava bem na primeira bateria também, apesar de ter largado mal. Recuperei rápido, mas cometi um erro e o Marrom (João Paulino) me passou. Não foi exatamente como eu esperava, mas mesmo assim tive meu melhor resultado do ano”, complementa. Na classificação geral, Balbi foi primeiro, Castro o segundo e Marronzinho o terceiro.

Já Rafael Faria, também da Brasil Racing, voltou ao pódio e à briga pelo título da categoria MX2. Com um duplo quarto lugar, o paranaense somou 36 pontos, finalizou a etapa em terceiro e agora ocupa a quinta colocação na classificação geral com 95 pontos. “Pena que no sábado eu acabei torcendo o joelho numa curva, e domingo isso me atrapalhou. Inchou bastante, senti dores e andei com receio. Mas foi bom voltar a andar entre os ponteiros”, analisa. Jean Ramos acabou no lugar mais alto do pódio na soma das duas baterias, com o inglês Adam Chatfield em segundo.

Na mesma categoria, Endrews Armstrong cumpriu seu objetivo e, pela primeira vez no ano, terminou uma etapa no top 10. “Este é meu ano de estreia na MX2. Minha meta sempre foi estar entre os dez melhores. Hoje consegui”, comemora.

Ricardo Kaphê Sebbe, piloto Brasil Racing da categoria MX4

Ricardo Kaphê Sebbe, piloto Brasil Racing da categoria MX4

Outro atleta da Brasil Racing que esteve presente em Chapecó foi Ricardo Kaphê Sebbe. Mesmo com dores nas costelas por conta de uma queda sofrida há pouco mais de duas semanas, o atleta da MX4 conseguiu manter a regularidade e conquistou terceiro lugar, somando mais 20 pontos. Milton Chumbinho Becker foi o vencedor, seguido de Leopoldo Cherobin.

Por fim, Pedro Henrique Bueno, o Pepê, conquistou os primeiros pontos da temporada na categoria Júnior com um sétimo lugar na bateria única do fim de semana. Quem venceu foi Gustavo Henn, com Thiago Formehl em segundo e Gustavo Souza em terceiro.

A próxima etapa da Superliga Brasil de Motocross está marcada para os dias 25 e 26 de junho, na cidade de Penha (SC), em uma pista que será montada dentro do parque Beto Carrero World.

Duda Parise e Deni Marques marcam presença
Com o foco no Campeonato Brasileiro de MX, os pilotos da Brasil Racing Deni Marques de Abreu e Douglas Parise fizeram uma participação especial nesta etapa da Superliga Brasil de Motocross. Correndo na MXPró, Deni Marques alcançou um duplo 14º lugar, enquanto Duda foi o 11º na bateria 1, mas não conseguiu terminar a bateria 2. Eles voltam a competir no Brasileiro MX dia 3 de julho, em Canelinha (SC).

Resultados da terceira etapa
MXPró (baterias somadas)
1) Antonio Jorge Balbi Junior
2) Roberto Castro
3) João Marronzinho Paulino
4) Eduardo Lima
5) Luis Correa

MX2 (baterias somadas)
1) Jean Ramos
2) Adam Chatfield
3) Rafael Faria
4) Hector Assunção
5) Humberto Martin

MX3
1) Davis Guimarães
2) Massoud Nassar
3) Richard Bermudez
4) Cristiano Lopes
5) Walter Tardin
 
MX4
1) Milton Chumbinho Becker
2) Leopoldo Cherobi
3) Ricardo Kaphê Sebbe
4) Marco Paz
5) Júnior Feitosa

MXJúnior
1) Thiago Formehl – 72 pontos
2) Gustavo Henn – 57 pontos
3) Kaio Miranda – 55 pontos
4) Fabio Sanros – 42 pontos
5) Gustavo Souza – 41 pontos

65cc
1) Enzo Lopes
2) João Michelin
3) Renato Paz
4) Leonardo Silva
5) Leonardo Cassaroti

Classificação do campeonato
MXPró
1) Antonio Jorge Balbi Junior – 139 pontos
2) Roberto Castro – 129 pontos
3) João Marronzinho Paulino – 112 pontos
4) Eduardo Lima – 81 pontos
5) Massoud Nassar – 75 pontos

MX2
1) Adam Chatfield – 134 pontos
2) Hector Assunção – 122 pontos
3) Jean Ramos – 111 pontos
4) Humberto Martin – 107 pontos
5) Rafael Faria – 95 pontos

MX3
1) Davis Guimarães – 72 pontos
2) Massoud Nassar – 69 pontos
3) Cristiano Lopes – 56 pontos
4) Walter Tardin – 47 pontos
5) Richard Bermudez – 46 pontos

MX4
1) Milton Chumbinho Becker – 75 pontos
2) Ricardo Kaphê Sebbe – 56 pontos
3) Dario Jr. – 48 pontos
4) Leopoldo Cherobin – 44 pontos
5) Marco Paz – 41 pontos

MXJúnior
1) Gustavo Formehl – 72 pontos
2) Gustavo Henn – 57 pontos
3) Kaio Miranda – 55 pontos
4) Fabio Sanros – 42 pontos
5) Gustavo Souza – 41 pontos
 
65cc
1) Enzo Lopes – 62 pontos
2) Arthur Todeschini – 59 pontos
3) Leonardo Silva – 56 pontos
4) João Michelin – 51 pontos
5) Leonardo Cassaroti – 45 pontos