Terol soma segunda vitória da época em Jerez

Terol soma segunda vitória da época em Jerez 2011

Terol soma segunda vitória da época em Jerez 2011

Miguel Oliveira rodou em terceiro, mas sofreu queda e teve de desistir na quinta volta.

Tudo dava a entender que a Bankia Aspar conseguira uma dobradinha até à queda de Héctor Faubel (Bankia Aspar) depois de grande batalha com o companheiro de equipa ao longo da corrida. Faubel foi ao chão na última volta do seu 150º GP e acabou por terminar em 11º. Terol reclamou o 11º pódio consecutivo com o triunfo, o seu sétimo nas 125cc. Na sua 98ª corrida o piloto terminou com uns impressionantes 17,446s de margem sobre o segundo, Folger.

Após a chuva da manhã, a corrida começou com pista húmida e algumas zonas mais molhadas, o que levou os pilotos a partirem com pneus de chuva. Contudo, tudo se tornou mais difícil a partir de meio da corrida com o intensificar da chuva, o que levou a várias acidentes.

Jonas Folger assinou o segundo pódio da carreira com o segundo lugar, à frente de Zarco. O anterior melhor resultado do gaulês era um sexto posto. Folger e Zarco envolveram-se em intensa luta com o homem da pole Sandro Cortese (Intact Racing Team Germany) e Efrén Vázquez (Ajo Motorsport) e lograram levar a melhor, enquanto Cortese sofreu queda na luta pelo terceiro posto. Ainda assim, o germânico regressou à pista para terminar em sexto. Vázquez teve sorte idêntica, indo parar à gravilha e conseguindo, como Cortese, voltar à prova para acabar em nono.

Os britânicos Danny Kent (Red Bull Ajo Motorsport) e Taylor Mackenzie (Phonica Racing) cruzaram a meta em quarto e quinto, respectivamente. Kent tinha como anterior melhor marca um 13º lugar, enquanto Mackenzie tinha um 18º, o que tornou os resultados desta jornada ainda mais impressionantes.

Jakub Kornfeil (Ongetta-Centro Seta) foi sétimo, somando bons pontos à frente de Hiroki Ono (Caretta Technology Forward Team). O décimo posto ficou a cargo de Zulfahmi Khairuddin (AirAsia-SIC-Ajo).

Maverick Viñales (Blusens by Paris Hilton Racing Team) também esteve envolvido em excitante luta e perto de Cortese, Zarco e Vázquez, mas teve um problema na embraiagem que o obrigou a desistir.

Muito bem esteve também Miguel Oliveira (Team Andalucía Banca Cívica). O jovem português largou bem do oitavo posto para ganhar posições e rodar em terceiro. Contudo, uma queda na Curva 13, à quinta volta, ditou o final antecipado da prova de Oliveira. Outras vítimas do tempo a irem ao chão foram Niklas Ajo (TT Motion Events Racing), Luis Salom (RW Racing GP) e Danny Webb (Mahindra Racing), que foi retirado de maca.