BMW-R-1200-GS-Adventure

Teste BMW R1200 GS Adventure

Essa é a moto para se fazer de tudo. Pense na maior aventura que se possa realizar com uma moto e essa será uma boa escolha. Com ela você poderá fazer o que imaginar. Ela é grande e pesada, sua autonomia pode superar os 500 km e tem conforto para andar tudo isso sem ter que parar. Suspensão, modos de pilotagem e resposta do motor que você escolhe a um toque de botão. E se o trecho for longo e tedioso, ligue o piloto automático para manter a velocidade sem ter que se preocupar com o acelerador. E ainda, se ficar muito frio, suba a altura do parabrisa e ligue o aquecedor de manoplas. Você não para por nada.

A moto feita para vencer desafios

BMW R1200 GS Adventure – A moto feita para vencer desafios

Falar de uma moto que tornou-se referência no mundo entre as maiores aventureiras exige uma análise mais aprofundada. Afinal ela é a moto mais vendida do mundo no segmento das bigtrail aventureiras. No Brasil, a BMW R 1200 GS vende quase o dobro que sua concorrente mais próxima – Triumph Tiger Explorer – e três vezes mais que a terceira colocada, a Yamaha XTZ Super Ténéré 1200 (veja tabela).

Compare os números: a mais cara vende mais

Compare os números: a mais cara vende mais

Esta expressiva diferença fica ainda mais intrigante quando se avalia o preço destas três máquinas e se percebe que ela fica em torno dos R$ 30.000,00. Ou seja, é (muito) mais cara e vende (muito) mais. Note que poderíamos incluir aqui ainda várias outras motos: Suzuki V-Strom 1000, Kawasaki Versys 1000 GT, Honda VFR 1200 e Ducati Multistrada. Mas achamos melhor manter o foco nas aventureiras “puro-sangue”. Afinal qual o segredo deste sucesso? Sem dúvida alguma os 34 anos de história da linha BMW GS tem um peso enorme nisso.

Análise Técnica

As rodas raiadas proporcionam maior flexibilidade para piso irregular, transmitem menos vibração ao piloto. A suspensão ESA, o controle de tração ASC e as outras modificações já foram descritas no Motonline, quando do lançamento dessa moto. Agora foram experimentadas ao máximo por mais de 1000 km nas grandes cidades, estradas pavimentadas ou não do nosso país.

Painel completo prevê um suporte para o GPS Garmin Nüvo 660

Painel completo prevê um suporte para o GPS Garmin Nüvo 660 e os controles são todos disponíveis nos punhos do guidão

Em qualquer piso ela inspira confiança, nos limites dos pneus que no nosso caso não eram os melhores para uso na terra

Em qualquer piso ela inspira confiança, nos limites dos pneus que no nosso caso não eram os melhores para uso na terra

O modelo básico da BMW R1200 GS recebeu várias modificações, a começar pelo tanque maior em alumínio que recebe 30 litros de combustível, suficiente para mais de 500 km com um único tanque, suspensão 20 mm mais alta e novo sistema na articulação do eixo cardã, que veio para adequar à nova angulação da balança. De fato, a moto tem aperfeiçoamentos importantes para se adequar a todo tipo de uso, com muita resistência.

Os pneus montados na Adventure são os Michelin Anakee, que são excelentes para uso no asfalto, regulares nas estradas de  terra, mas pouco apropriados ao uso mais intenso off-road. Eles possuem grandes superfícies lisas e recortes para escape da água, mas poucos sulcos ou garras para maior tração na terra. Os Metzeller Karoo, Continental  TKC80 e Metzler Tourance são outras boas opções, em ordem de melhor adequação ao uso na terra.

Em uma moto de aventura o conforto é fundamental para percorrer longos trechos sem grande fadiga, coisa que pode aumentar os riscos. Por isso toda a eletrônica instalada nessa moto faz muita diferença. A suspensão ativa (ESA), os modos de pilotagem, “Rain”, “Road”, “Dynamic”, “Enduro” e “Enduro Pro” são recursos importantes para adicionar conforto e segurança. Preferimos em uso corriqueiro a opção Dynamic, que muda automaticamente, conforme sua tocada, levando em consideração também as condições de tração.

No uso off road a opção “Enduro Pro” libera todas as restrições de segurança e a diversão vai ao extremo, mas em grandes percursos fora de estrada optamos pelo modo Enduro normal que evita cansaço por deixar a resposta do motor mais amena e evita excessos em derrapadas.

A BMW R1200 GS Adventure tem comportamento neutro e previsível nas curvas

A BMW R1200 GS Adventure tem comportamento neutro e previsível nas curvas

Mesmo em fortes frenagens a frente não afunda, praticamente não altera a distância entre eixos

Mesmo em fortes frenagens a frente não afunda, praticamente não altera a distância entre eixos, bom para a ciclística

Os limites dos pneus Anakee, se mostram mais presentes na terra, mas em contrapartida ofereceram melhores qualidades no asfalto. Vão ao limite da tração com o controle dinâmico tanto na aceleração quanto nas frenagens, quando o ABS entra em funcionamento nos excelentes freios Brembo monobloc. Como o motor Boxer tem seus eixos principais no sentido longitudinal, assim como o eixo da transmissão, ainda se percebe pequenos balanços nas maiores acelerações, típicos das BMW com essa motorização, mas acostuma-se rápido.

O piloto deve se acostumar também com a tocada diferente que as suspensões Telelever e Paralever oferecem. A geometria da moto pouco se altera com o funcionamento da suspensão e o tradicional mergulho da frente nas frenagens ou na transferência de peso do piloto à frente da moto para fazer curvas, comuns nas motos com suspensão em garfos telescópicos, é completamente ausente nas versões das R1200 GS.

No modo Enduro Pro todas as restrições são canceladas, tanto no controle de tração quanto no ABS - Mantem apenas dois modos de ajuste da suspensão, Hard e Soft

No modo “Enduro Pro” todas as restrições são canceladas, tanto no controle de tração quanto no ABS – Mantem apenas dois modos de ajuste da suspensão, Hard e Soft

Isso muda completamente a postura do piloto, quando aborda curvas, principalmente em trechos acidentados. Nessa moto, a tomada das curvas se faz mais naturalmente e a inclinação se consegue com os contra-esterços naturais de qualquer motocicleta, ou seja: vira-se o guidão para fora da curva para inclinar para dentro e vira o guidão para dentro da curva para sair da inclinação. Mas a forma como a moto responde às ações do piloto é de maneira extremamente linear, porque não há alterações significativas na geometria, resultado do que ocorre na dinâmica do funcionamento da suspensão das motos com garfo telescópico e balança normais. Isso acaba por aumentar bastante a confiança do piloto na moto, que responde com mais previsibilidade aos comandos, sem interferências significativas do perfil do terreno.

Um pouco mais arisca do que as GS normais, apesar do peso, por causa do trail menor - Mais competência nas curvas que compensa com o curso maior na suspensão nos trechos acidentados

Um pouco mais arisca do que as GS normais, apesar do peso, por causa do trail menor – Mais competência nas curvas que compensa com o curso maior na suspensão nos trechos acidentados

Também a configuração do motor não permite o posicionamento da perna interna da curva para frente, como nas motos de cross. Os cilindros do motor estão no caminho dos pés e é preciso mudar a forma de se posicionar para curvas. Pés nas pedaleiras é o nome do jogo e de qualquer maneira, com o comportamento linear do chassi e da suspensão não há necessidade de muito jogo de corpo. A moto faz quase tudo sozinha, pode confiar.

 

A BMW R1200 GS Adventure tem acessórios originais que agregam mais personalidade à moto

A BMW R1200 GS Adventure tem acessórios originais que agregam mais personalidade à moto

Toda proteção é bem vinda numa moto de quase 90 mil reais e as barras de aço inox que protegem as partes mais importantes da Adventure fazem um bom trabalho, assim como a grande oferta de acessórios originais. As malas laterais aumentam a capacidade de carga e a mala central também completa o conjunto necessário para viagens. O escapamento Akrapovik e as pedaleiras usinadas em alumínio anodizado dão um toque mais especial ainda. Vale a pena conferir.

Com a previsão de suporte com trava para o GPS Garmin é só digitar o destino e seguir as orientações

Com a previsão de suporte com trava para o GPS Garmin é só digitar o destino e seguir as orientações

Se tudo isso não explica o sucesso desta moto que é um ícone, já que suas concorrentes diretas também trazem grandes e semelhantes virtudes, um fator que certamente é decisivo no caso da BMW é seu caráter confiável e previsível, uma história rica de êxitos seja pelos mais difíceis caminhos do planeta seja nas grandes competições internacionais. Certamente é uma excelente escolha!

 

Se você tem uma BMW R 1200 GS Adventure, opine sobre ela!
Acesse agora mesmo: Guia de Motos – Motonline


Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.