H-D-Heritage-18

Teste Harley-Davidson Softail Heritage

Harley-Davidson Softail Heritage

É a moto que seu pai lhe deixaria de herança. Só que essa clássica custom vem com tudo que você poderia desejar em tecnologia, como freios ABS, chave eletrônica por aproximação e controle eletrônico de velocidade. Sem falar nas lindas opções de cores da pintura e muito, mas muito cromo.

Detalhes como as faixas brancas nos pneus, os escudos redondos em vermelho com fitas de couro saindo do enfeite nas laterais do banco, dos alforjes, filetes dourados na pintura especial esmerada, deixa nada a desejar quando se fala em luxo e acabamento.

O motor

Tem de 103 polegadas cúbicas (1.690 cm³) com muito torque para levar os 341 kg mais ploto e bagagem. Seis marchas dão um amplo leque de velocidades que se pode escolher e o controle de velocidade de cruzeiro mantém a situação bem sob controle. O grande torque em rotações baixas permite rodar com tranquilidade e o grave ronco do “V Twin” dá o toque especial na viagem.

A série das Softail recebe esse motor, Twin Cam 103B™, nome que identifica essa versão com balanceiros. Com isso o motor pode ser afixado ao chassi diretamente, sem o uso de coxins de borracha, como nas outras versões. Assim, a moto fica mais firme, passa uma sensação de melhor estabilidade, mas a presença de uma pequena vibração, principalmente nas velocidades mais altas ainda permanece. Outra desvantagem é que esse motor entrega um pouco menos de potência, pois tem uma massa maior em rotação causada pela presença desses eixos balanceadores.

Sair com ela é um luxo à parte. Com o som do motor, o engate da marcha para sair pode ser impactante, mas mostra como é a construção robusta do motor de motocicleta mais tradicional da indústria americana. A embreagem é leve e coloca a moto em movimento sem ter que mudar a aceleração do motor, a passagem das marchas para cima vai com naturalidade e impressiona a leveza com que se faz as mudanças. O câmbio é bastante leve, comparado com os de anos anteriores.
No grande velocímetro ao centro do tanque, há um pequeno mostrador em cristal líquido que se alterna nas funções, ao toque do botão no punho esquerdo. Mostra o hodômetro total, a marcha em uso, com a rotação do motor, a quilometragem de autonomia que é possível rodar com o combustível no tanque, as horas e dois contadores para quilometragem da viagem.
O banco largo em couro dá um bom apoio para o corpo e a posição que ele oferece, junto com as plataformas para os pés, e posição das mãos ao guidão fazem um conjunto muito confortável, próprio para longas viagens, em que também o largo e tradicional para-brisa colabora bastante ao manter as intempéries longe do motociclista.

Transmissão

Chegando nas marchas mais altas, a maior parte do vento que passaria pelo para-brisa fica retido e apenas uma leve brisa é sentida e da quinta para sexta marcha você percebe que o motor se transforma num tom mais ameno ainda e nessas condições pode te levar muito longe. A rotação cai para uma relação que representa um “overdrive”. Por isso, em ultrapassagens mais importantes, se precisar de mais aceleração, reduzir uma ou duas marchas pode ser conveniente porque o torque é grande mas em termos de aceleração você pode querer mais e deverá usar o câmbio.

Chassi

O chassi em tubos de aço reforçados nos encaixes tem na traseira o sistema Softail que simula a traseira “rabo duro” das antigas mas com conforto e estabilidade de moto moderna.

Nas curvas as plataformas avisam que o limite está perto. Por serem basculantes não causam outro efeito que não seja o barulho ao rasparem, mas é importante não ir muito além para não atingir alguma peça fixa, que pode calçar a moto na curva e causar um acidente. Assim como estão, as plataformas oferecem muito conforto e permitem um boa inclinação para curvas, desde que sejam moderadas.

Os alforjes em couro natural são impermeáveis e podem levar bastante coisa. Para um fim de semana na praia ou num Hotel Fazenda, lá cabe tudo que um casal pode precisar em termos de bagagem, e por falar nisso, o conforto para o (a) garupa é excelente, por causa da presença do encosto para as costas. Esse acessório deveria ser original em mais modelos custom, dada sua grande importância ao conforto e segurança do passageiro.

A iluminação à noite é especialmente boa, os faróis auxiliares ajudam bastante clareando os acostamentos das curvas e o foco central, alto e baixo em parábolas distintas avança bem fundo no horizonte para uma viagem tranquila e segura.

Consumo no teste

 Consumo km  Hodômetro Consumo  km/litro
1º tanque 263,2 5756 15,42 17,07
2º tanque 208,0 5966 12,33 16,87
3º tanque 261,7 6226 14,02 18,67
4º tanque 284,2 6510 14,88 19,09

Esse foi um teste especial, feito em duas partes. Não por iniciativa nossa, é que a primeira parte foi feita em fim de março, tomamos muita chuva com a moto. Tanta chuva que a moto literalmente se afogou na água. Percebemos que algum componente elétrico sofreu infiltração e a moto parou. Acionamos o Serviço Harley-Davidson que veio buscar a moto em casa, levando-a para a concessionária. Lá foi constatado o dano na central da moto que deveria ser enviada aos EUA para ser substituída e colocados os dados originais da motocicleta, como número VIN e informações do uso. Isso levou algum tempo e após alguns dias recebemos o contato da H-D de que a moto estava novamente disponível para terminarmos os testes. Com isso rodamos perto de 2000 km com ela e além da moto pudemos constatar o atendimento da concessionária, que no primeiro momento não sabia que era moto de teste. Fomos muito bem atendidos e imediatamente o gerente da concessionária adiantou que seria feito em garantia, mesmo sem ter certeza da causa do problema.

Os veículos dados para teste pelas fábricas normalmente são escolhidos a dedo, pegam aqueles que obtém melhor resultado nos testes nos dinamômetros da fábrica. Sempre há possibilidade de alguma falha e por isso as motos são escolhidas para mostrarem um resultado à altura do que deseja a montadora. No caso dessa moto é evidente que essa escolha não foi feita, a moto colocada para teste veio com um defeito que poderia aparecer na mão de qualquer cliente comum. Esse fato para nós do Motonline, denota que a H-D não faz esse tipo de seleção dos produtos, de forma a entregar motos acima da média da qualidade da sua linha de montagem para testes. Além disso a ocorrência do defeito num produto dessa categoria não poderia receber uma atenção menor, por parte da concessionária. O Motonline, como cliente dos serviços Harley-Davidson se encontra satisfeito com o atendimento e valoriza a transparência da marca. Problemas assim acontecem, nas melhores famílias.

 

MOTOR
Motor Motor Twin Cam 103B™ – High Output, arrefecimento a ar, com balanceiros
Diâmetro x curso do Pistão 98,4 mm x 111,1 mm
Cilindrada 1.690 cm³
Relação de Compressão 9,6:1
Sistema de Alimentação de Combustível Injeção Eletrônica de Combustível por Porta Sequencial (ESPFI)
TRANSMISSÃO
Transmissão Primária Corrente, relação 34/46
Embreagem Multiplos discos em banho de óleo
Câmbio 6 marchas
Relação da 1ª marcha 9,311
Relação da 2ª marcha 6,454
Relação da 3ª marcha 4,793
Relação da 4ª marcha 3,882
Relação da 5ª marcha 3,307
Relação da 6ª marcha 2,79
CHASSI
Tipo Berço duplo em tubos de aço, com suspensão traseira softail, sub shock
Escapamento Cromado, escapamento estilo “Shorty” escalonado com silenciadores duplos
Roda Dianteira Cromada, raiada, com pneus faixa branca
Roda Traseira Cromada, raiada, com pneus faixa branca
Freios Cáliper de 4 pistões na dianteira e 2 pistões na traseira
DIMENSÕES E PESO
Comprimento 2.405 mm
Altura do Assento Descarregada 690 mm
Distância do Solo 131 mm
Rake 31º
Trail 147 mm
Distância entre Eixos 1.635 mm
Pneu Dianteiro (Especificação) MT90B16 72H
Pneu Traseiro (Especificação) MU85B16 77H
Capacidade de Combustível 18,9 l
Capacidade de Óleo (com filtro) 3,3 l
Peso Seco 326 kg
Peso em Ordem de Marcha 341 kg
PERFORMANCE
Torque do Motor Método de Teste EEC/95/1
Torque do Motor 11,8 kgf.m
Torque do Motor (rpm) 2.750
Ângulo de Inclinação, Dir. 24,4º
Ângulo de Inclinação, Esq. 25,9º
ELÉTRICA
Luzes Indicadoras Farol alto, ponto neutro, baixa pressão de óleo, piscas, diagnóstico do motor, alerta de baixo nível de combustível, sistema de segurança, 6ª marcha e novo piloto automático.
Painel de Instrumentos Velocímetro eletrônico montado sobre o tanque com hodômetro total, relógio, hodômetro parcial duplo, indicador de marcha e rpm, indicador de autonomia, e luzes indicadoras em LED
PREÇOS
Vivid Black R$ 74.100,00
Opção de Cor – 2 Tons R$ 1.250,00
Cor Especial R$ 1.500,00
Alarme e Imobilizador Ítem de série
Freios com ABS Ítem de série
Frete Incluso no preço


Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.