Lead_abre1

Teste Honda Lead 110

Houve um tempo no século passado (década de 1990) que algumas marcas tentaram fazer aqui no Brasil o que já era realidade nos mercados europeus e asiáticos. Yamaha e Caloi começaram a fabricar por aqui scooters de 50 cc. Jog, AE 50, BW’s, Axis, Brandy entre outros. Ficou na tentativa. O consumidor brasileiro não foi sensível a isso e preferiu as motos de 125cc.

Ainda antes já havia passado por aqui na década de 1960 os precursores deste tipo de veículo de duas rodas com as Vespas e Lambrettas, duas marcas que fizeram muito sucesso no mundo todo. Anos depois, a Piaggio decidiu fabricar por aqui sua Vespa PX 200, o que também não durou muito, apesar de ter alcançado algum sucesso e deixado muitos fãs. Mais recentemente, ali pela metade dos anos 2000, nova tentativa aconteceu.

Lead 110: prático e econômico, descanço lateral é opcional

Lead 110: prático e econômico, descanço lateral é opcional

Desta vez, tendo à frente a Suzuki seguida por muitas outras marcas que surgiram e já desapareceram, a tentativa foi mais bem aceita e conseguiu criar, finalmente, o segmento de scooters no mercado brasileiro. É neste cenário que chega a Honda Lead 110 em 2009. Claro, a marca líder entra para tentar liderar. Não foi diferente com este scooter que trouxe ao segmento detalhes inovadores, como o grande espaço sob o banco, injeção eletrônica de combustível e refrigeração líquida.

Venda Scooter últimos 16 meses

Venda Scooter últimos 16 meses

Scooter no Brasil ainda sofre uma certa dose de preconceito, sobretudo por aqueles que não gostam do tipo de veículo, afinal, quando se quer encontrar algo para destruir, qualquer coisa serve: “rodas pequenas”, “desempenho fraco”, “desequilíbrio”, “sofre com os buracos”, “carenagens fazem barulho”… e por aí vai. Mas a verdade é que scooter no mundo todo é o veículo mais racional para quem deseja se transportar dentro dos centros urbanos. Pequenos, ágeis, práticos e econômicos, os scooters aumentam sua presença nas ruas.

Geometria esperta, favorece a agilidade mantendo boa estabilidade em condições de piso ruim

Geometria esperta, favorece a agilidade mantendo boa estabilidade em condições de piso ruim. A roda maior na frente faz diferença

 

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.