motonline-Yamaha-Tracer-07

Teste Yamaha MT 09 Tracer – imagem inovadora

Para ir à terra você tem as icônicas Ténérés. Entretanto, para as aventuras no asfalto a fábrica reconheceu que havia um nicho importante a ser preenchido, que a Yamaha MT 09 Tracer vem cobrir com muita competência. A missão é de oferecer uma moto com estilo aventureiro, mas de aptidão estritamente estradeira. Agressiva, mas que ao mesmo tempo ofereça conforto e esportividade na pilotagem, também em grandes viagens.

Teaser da Yamaha MT 09 Tracer

Começa pelos pneus, largos, radiais e muito apropriados ao asfalto oferecendo boa tração e durabilidade. Suspensão igual à da MT 09, com bengalas invertidas ajustáveis e suspensão traseira com balança assimétrica em alumínio, também trazida do outro modelo, de forma que o grande e volumoso conjunto do escapamento fique sob o motor, o estilo agressivo que remete às R1 com os faróis duplos e o pequeno mas bastante útil para-brisa.

Yamaha MT 09 Tracer tem imagem inovadora

Linhas de R1 em um lay-out de Big trail

Linhas de R1 em um lay-out de Big Trail

Nesse estilo anguloso, de múltiplas camadas, os protetores de mão inovam com sua imagem e somam uma nova aplicação para a aerodinâmica da frente, que se estabiliza quanto mais velocidade se imprime na moto, são os dois pequenos “spoilers”. Junto com esse estilo agressivo, muitas outras qualidades ela apresenta. Controle de tração, freios ABS, acelerador eletrônico com 3 modos de condução, suspensão invertida ajustável na frente e atrás. O motor é o conhecido da MT 09, assim como toda sua mecânica e chassi. A abordagem turismo fica por conta das carenagens que oferecem proteção maior, posição de conduzir que se obtém com um guidão mais alto e largo e banco mais alto, para que suas pernas não fiquem tão flexionadas. Posição natural, com boa proteção aerodinâmica em um desenho desafiador.

Há uma nova distribuição de peso, porque o piloto se posiciona diferentemente em relação ao outro modelo. O posicionamento mais ereto faz com que a traseira assimile proporção maior do peso do piloto e em consequência a frente recebe um pouco menos. Porém há o farol e as carenagens avançadas à frente que aumentam o peso nessa região e assim a moto assume uma postura bastante neutra nas curvas. A pequena diferença no rake (de 24º na Tracer contra 25º na MT 09) é insignificante, apenas para ajustar uma atitude um pouco mais adaptada a essa diferença de distribuição de massas, resultado de um ajuste do sag menor na traseira, na posição standard da suspensão. O tanque aumenta de 14 para 18 litros e também a autonomia vai agora para mais de 300 km. As médias de consumo ficaram em 16,62 pilotando no modo A, 17,58 no modo STD e 20,99 no modo B, mas é importante frisar que a moto em teste tinha menos de 1000 km no seu início, portanto essas médias (18,47 no geral) devem melhorar com o uso.

Andando nela a presença do ímpeto da MT 09 é marcante, com a adição do conforto implementado pelas pequenas proteções aerodinâmicas. As manobras são fáceis e intuitivas de se executar e a posição obtida com o novo guidão e a adição em altura do banco te proporciona aquela disposição adicional para cobrir grandes percursos com conforto e esportividade, apenas verificados em poucas motos dessa categoria e com esse preço de R45.550,00 (FIPE, Março 2016).

Detalhes técnicos

Geometria

Geometria

A Tracer tem praticamente a mesma geometria da MT-09, apenas o banco é mais alto

Motor

Motor

Três cilindros 847 cc e 115 cv em 10.000 rpm e 8,9 kgf.m de torque em 8.500 rpm

Chassi

Chassi

Chassi em alumínio fundido em duas metades

Suspensão traseira

Suspensão traseira

Balança assimétrica em alumínio fundido

Para-brisa

Para-brisa

Ajustável manualmente

Painel

Painel

Multifuncional com computador de bordo

Tomada

Tomada

Conector para tromada em 12 v

Acessórios

Escapamento

Escapamento

Escape esportivo da Akrapovik

Faróis auxiliares

Faróis auxiliares

De desenho integrado são em LEDs

Para-brisa

Para-brisa

Mais alto e mais largo que o para-brisa original

Malas laterais

Malas laterais

Malas laterais em ABS texturizado e revestido

Lifestyle

Lifestyle

Linha de acessórios da série MT

Ficha técnica



Motor

Tipo 3 cilindros em linha, arrefecido a liquido, 4-tempos, DOHC com 4 válvulas por cilindro
Cilindrada 847 cm³
Diâmetro x curso 78.0 mm x 59.1 mm
Razão de compressão 11.5 : 1
Potência máxima 115cv @ 10,000 rpm
Torque máximo 8,9 kgf.m @ 8,500 rpm
Sistema de librificação Carter úmido
Embreagem Multiplos discos em banho de óleo
Alimentação Injeção eletrônica
Sistema de ignição TCI (Transistor Controlled Ignition)
Sistema de partida Elétrica
Transmissão Seis velocidades constantemente engrenadas
Relação 1ª Marcha 2,667(40/15)
Relação 2ª Marcha 2,000(38/19)
Relação 3ª Marcha 1,619(34/21)
Relação 4ª Marcha 1,381(29/21)
Relação 5ª Marcha 1,190(25/21)
Relação 6ª Marcha 1,037(28/27)
Transmissão final Corrente


Chassi

Tipo Alumínio fundido em duas metades, motor fazendo parte da estrutura
Suspensão dianteira Garfo telescópico invertido com ajuste na pré carga das molas e no retorno hidráulico
Curso da suspensão dianteira 137 mm
Rake 24º
Trail 100 mm
Suspensão traseira Balança de duplo braço assimétricos, (com link) amortecedor único com 7 posições de pré-carga e ajuste no retorno hidráulico
Curso da suspensão traseira 130 mm
Freio dianteiro Duplos discos Ø 298 mm com pinças de quatro pistões afixadas radialmente
Freio traseiro Disco Ø 245 mm com pinça de pistão único
Pmeu dianteiro 120/70ZR17M/C (58W) (Tubeless)
Pneu Traseiro 180/55ZR17M/C (73W) (Tubeless)


Dimensões e peso

Comprimento total 2,160 mm
Largura total 950 mm
Altura total 1,345 mm max 1,375 mm
Altura do assento 845 mm max 860 mm
Distância entre eixos 1,440 mm
Vão livre do solo 135 mm
Peso líquido (em ordem de marcha) 210 kg
Peso bruto 190 kg
Capacidade do tanque 18 litros (2,6 reserva)
Capacidade de óleo no motor 3,4 litros
Bateria 12v 8,6 Ah


Indicadores

Funções do painel Velocímetro, Conta Giros, Hodômetro Total, Hodômetros Parciais (1 e 2), Hodômetro de Reserva de Combustível, Indicador de Combustível, Indicador de Economia, Consumo Instantâneo de Combustível, Consumo Médio de Combustível, Indicador de Marcha, Temperatura da Água, Temperatura do Ar de Admissão, Relógio, Indicador D-Mode, Visor do Controle de Luminosidade




Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.