Foto: Bitenca

Tô nem ai… Ponto da ignição, A física da partida, Punho rápido não tem cabo de retorno.

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Boa noite Bitenca e demais membros deste excepcional site. Vejo pela internet a fora, aqui no forum e em papos com amigos a -indignação- dos donos de Twister pelo lançamento da CB300R. fazendo uma pequena análise pelos dados de venda da abraciclo, usando os dados de 2008, a Twister correspondia a 4,3% do mercado, enquanto as Tintans/Fans correspondiam a 46,8% do mercado. No meu ponto de vista, a Honda -não está nem aí- parar os donos da falecida Twister, este lançamento é direcionado aos proprietários de 125/150 que queiram dar um UP, mesmo assim, tem muito dono de Twister que vai dar ela a preço de banana na entrada de uma nova CB. Neste caso, pq não veio uma 400-450 ou até mesmo uma 500, bi-cilindrica, etc e tal? Pelo fato da base no mercado brasileiro, para este tipo de moto, ser muito pequena. Se vc tivesse uma empresa, que fosse lançar um produto novo, é melhor olhar para uma fatia de 46,8% ou para uma fatia de 4,3%? Minha linha de pensamento tem lógica, concorda? Ricardo, 30, Vera Cruz, PR

R: Concordo com você Ricardo. Mas não acho que as fábricas -não estão nem ai-. O que ocorreu foi uma opção inteligente dentro da nova realidade imposta pelo Promot 3. Há vários nichos menores a serem ocupados e o tempo dirá quem irá realizar isso. Abraços.

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Como posicionar o rotor do pulsador da xlx 350? seguindo o raciocinio do ponto F ( PMC na fase de compressão), a dúvida é. O rotor fica certo com o gerador de pulso ou tenho que adianta-lo e quanto,já que não tem marca de referencia no eixo na arvore de manivelas, como o manual de serviço diz. Adelson, 46, Caravelas, BA

R: O posicionamento é pré ajustado de fábrica, não permite regulagens. Apenas faça a montagem corretamente com a chaveta posicionada que o tempo de ignição fica correto.
Boa Sorte.

Bom dia! Antes de mais nada obrigado pelo material que vou estuda. Moto: Honda Bros NXR 150 Não liga, faz apenas ruído perto da bateria. Ela marca 11,5 volts no multiteste. Sou Físico e já fui mais enrolado que bobina por mecânico aqui. O pior compreendo o mecanismo, mas não tenho prática e sei quando é um absurdo (na maioria das vezes) o que falam. Agradeço se puder me ajudar.Grato e aguardo notícia. Helder, 52, Salvador, BA

R: Helder, esse é um sintoma típico de bateria fraca. Ela consegue bater o relé da partida (barulhinho que você ouve) mas a corrente não é suficiente para dar a partida. Recarregue ou substitua a bateria e verifique o sistema de carga, ele pode ter causado essa situação. Meça a voltagem de carga com o motor em 5000 rpm. Ele não pode superar os 14 volts. (retificador / regulador). Às vezes o estator pode enviar mais energia por ter alguma espira em curto. Assim a corrente de carga aumenta e queima o regulador. Meça a resistência (ohms) do estator para ter certeza. Entre terra e fio azul com listra amarela: 339 ohms (bobina de pulso da ignição) ; Entre terra e fio preto com listra vermelha: 189 Ohms. (Bobina de carga). Boa sorte.

Olá Bitenca, fiquei um tempo andando com uma honda do meu irmão e quando voltei para a minha Intruder 125cc senti muita diferença na amplitude do curso do acelerador. Na dele, do acelerador todo fechado para ele todo aberto dá uns 90º enquanto que na minha deve ter uns 140º. Achei a dele muito melhor neste quesito. Então queria saber é possível diminuir o curso do acelerador da minha e se isso pode ter algum problema. Desde já, muito obrigado e um grande abraço! Lucas, 25, Rio de Janeiro, RJ.

R: Lucas, você pode adaptar um punho rápido, do tipo usado em motos de cross. Atenção pois o cabo de retorno do acelerador tem que ser retirado e isso pode ser ruim para sua segurança se ele enroscar. Se isso acontecer você vai ter que cortar o motor na ignição enquanto aciona a embreagem… Ou seja pode ocorrer uma situação de risco no caso do acelerador travar. Mantenha-o em boas condições e sempre bem lubrificado para evitar essa situação. Abraços.

Obrigado pela resposta Bitenca! Só fiquei com tres dúvidas bem rápidas sobre o mesmo assunto: 1 – se eu colocar o punho rápido eu tenho que desativar o botão vermelho (corta-corrente)? pois não entendi porque teria que acionar a embreagem e corta na ignição. 2 – tirar o cabo de retorno do acelerador significa que ele não vai voltar sozinho à posição fechada? 3 – para não ter esse problema com o punho rápido, é possível apenas trocar o acelerador por um de outra moto (que tenha o curso menor)? abraços, Lucas.

R: Lucas, o que eu quis dizer é que se o acelerador travar você vai ter que acionar a embreagem e desligar o motor com o corta-corrente para a moto não disparar. Uma situação perigosa.
O retorno do acelerador se dará somente pela mola, ele pode eventualmente enroscar. A função do cabo de retorno é justamente proporcionar ao piloto forçar a volta do acelerador nesse caso. O punho de uma moto que tenha curso menor pode não resolver, porque o curso do acelerador depende dos perímetros das duas roldanas, tanto a do punho como a do carburador e não se pode ter certeza do resultado, a não ser experimentalmente. Você pode encontrar uma que dê certo, mas provavelmente terá que construir os cabos novamente. Abraços.