Todos os carros atolados no primeiro dia

Promessa feita, promessa cumprida. Quando a organiza‡Æo do Rally Rota Sul avisou que ia preparar uma Especial dur¡ssima nas dunas do Rio Grade do Sul, provavelmente nÆo esperava que todos os carros participantes ficassem atolados pelo menos uma vez.

“O que se viu foi uma verdadeira planta‡Æo de carros na areia fofa”, contou Edu Piano, que ficou duas horas atolado no trecho entre Torres e Rio Grande, no primeiro dia de prova. “Foi umas das piores Especiais da hist¢ria do Rally Cross Country” emendou o experiente catarinense dio Fuchter, outro que ficou preso por mais tempo ainda nas armadilhas preparadas nas planilhas de navega‡Æo.

“S¢ nÆo foi pior porque choveu e a¡ a areia come‡ou a ficar mais compacta” completou Marcus Melo, piloto estreante no Chevrolet Rally Team, que praticamente deu adeus … briga pela vit¢ria.

“Fomos surpreendidos pelo inferno branco”, resignou-se Luis Haas, Diretor Esportivo do Chevrolet Rally Team considerando que o fator sorte teve peso preponderante na sexta-feira (09/04) primeiro dia do Rally Rota Sul. “Fomos vencidos pela natureza. Os nossos carros foram bem, tiveram um bom desempenho. Nossas duplas nÆo tiveram a felicidade de optar pelo melhor caminho na areia, pois nÆo tinham como julgar. Era questÆo de tentativa e sorte ou azar. NÆo foi o nosso dia”, opinou Pedro Barrosos Diretor T‚cnico do Chevrolet Rally Team.
O Rally Rota Sul, primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, termina neste s bado (10/04), com a disputa de mais duas Especiais entre Rio Grande e Baj‚, pr¢ximo a divisa com o Uruguai.

O Chevrolet Rally Team tem o apoio de Chevrolet/Pneus Goodyear/Garrett/Dana/ Globaltrac/Globalstar/MWM Motores Diesel.