Foto: Nova em tudo tem cardan e motor V4

Totalmente nova a Honda VFR 1200 vem com versão com câmbio automático

Foto: Nova em tudo tem cardan e motor V4

Foto: Nova em tudo tem cardan e motor V4

Completamente nova, a VFR1200 teve o motor refeito, com 1237cc e cabeçotes Unicam® herdado das motos mais desenvolvidas da marca no off-road. Aplicaram no V4 a 76º um bloco compacto com uma distribuição assimétrica dos cilindros e um virabrequim com três eixos, de forma que ficam 28º de defasagem entre os cilindros dianteiros e traseiros. A ignição tem uma seqüência única, em 104, 256 e 104, 256 graus entre explosões. Isso serve para eliminar a necessidade de eixos balanceiros no motor, o que minimiza espaço e peso.

O (acelerador eletrônico) “Throttle By Wire” incorpora uma ECU para gerenciar o acelerador. Assim proporcionando uma posição mais acertada do corpo borboleta e melhor resposta do motor.
A embreagem deslizante evita situações embaraçosas nas frenagens mais abruptas pois o motor “solta” a roda para uma redução mais progressiva.

O eixo cardan teve um desenho exclusivo. Agora o eixo de saída da transmissão fica abaixo do eixo secundário do câmbio e o pivô da balança fica acima da linha do eixo da transmissão, isso tudo para evitar o efeito do torque, comum nas motos com esse tipo de transmissão.

Foto: Motor revolucionário tem três eixos (vermelho, azul e verde) no virabrequim

Foto: Motor revolucionário tem três eixos (vermelho, azul e verde) no virabrequim

O C-Abs também está incorporado nesse modelo mas o mais interessante foi a colocação do sistema “Dual Clutch” numa versão especial. Ela permite várias opções de transmissão. Desde a totalmente automática até aquela de estilo F1. Essa é a primeira moto com câmbio tipo shiftfx, (veja no link abaixo) original de fábrica.
Você muda de marcha com o toque de um botão, tanto para cima como para baixo, sem errar o giro e promovendo uma aceleração constante, ideal para manter o controle de tração.

Você pode ainda escolher dois outros modos automáticos, o modo “D” para uso corriqueiro, o modo “S” para uso esportivo.