kawa1

Triciclo elétrico Kawasaki


Com as rodas separadas, é um automóvel...

Com as rodas separadas, é um automóvel...

Com as duas rodas coladas, é uma motocicleta. Mas com as rodas dianteiras e traseiras bem separadas, é um automóvel. O veículo básico, porém, é o mesmo, provavelmente o mais estranho protótipo mostrado no Salão de Tóquio. Seu nome? J, só.

O J muda sua distância entre eixos à vontade do piloto, mudando sua posição às manoplas bem baixa (Sport Mode) para fazer curvas muito rápidas com rodas dianteiras juntas (quase um triciclo), até o Comfort Mode para retas e curvas menos velozes, bitola dianteira bem mais larga e maior conforto. Como carro, bem simples, sem carroçaria, portas, teto, parabrisa e tudo o mais.

... e com as rodas coladas, é uma motocicleta

... e com as rodas coladas, é uma motocicleta

Não tem também volante ou guidom – só duas longas alavancas, cada uma dela ligada a uma das rodas dianteiras. Razoavelmente leve para um veículo elétrico, tem baterias Gigacell de hidreto metálico de níquel, aparentemente mais cheias de energia do que as baterias de íons de lítio. Como e por que tudo isso ainda não se sabe, mas que essas baterias são pesadas não há muitas dúvidas. A não ser que a Kawasaki tenha descoberto novos caminhos.Tudo é possível. Aguardemos.

____________________________________________________________________________________

José Luiz Vieira, engenheiro automotivo e jornalista. Foi editor do caderno de veículos do jornal O Estado de S. Paulo; dirigiu durante oito anos a revista Motor3, atuou como consultor de empresas como a Translor e Scania. É editor do site www.techtalk.com.br e www.classiccars.com.br e  diretor de redação da revista Carga & Transporte.