Troca uso diario por clássica, Carburador como limpar, Aditivo ao óleo, O maior evento de moto, Cinquentinha pode?

Ola Bitenca, tenho uma duvida depois de muito pesquisar e nao chegar a conclusao nenhuma peço ajuda para o senhor, tenho uma yes 2005 e estou pensando em trocar em uma RD350 87, o senhor acha que compensa?? Aqui na minha cidade essa moto eh mosca branca (quase nem se ve e qndo ve estao bichadas), nunca tive moto 2 tempos e nao tenho condiçao de ficar com as duas motos pq ja tenho um carro pra pagar, e o meu interesse maior eh pq a RD eh uma moto com aparencia e desempenho de moto grande e preço de compra barata, o que me preocupa eh falta de peças e mais tarde se eu quiser vender nao conseguir ou ter q dar por preço de banana. o q vc acha? Jéferson, 31, Joinville, SC

R: Jeferson, as RD350 já podem ser consideradas motos clássicas, essa por exemplo já tem 22 anos. Pense como vai ter que manter essa moto para uso constante e como tem sido a manutenção da Yes. São maneiras bem diferentes de conservar os veículos. Peças serão caras e de difícil acesso, mas o preço de venda está em crescimento por ser raridade ainda mais se em bom estado. Se o seu interesse for esse pode valer a pena, mas não considere essa moto para uso constante no cotidiano. Abraços.

Não sei como fazer a limpeza do carburador de minha moto Suzuki intruder 125cc ??? gostaria de saber a respeito desse tópico para que eu possa efetuar esta limpeza aqui em casa mesmo! Rodrigo, 30, Salvador, BA

R: Rodrigo, não temos como lhe dar um roteiro específico para isso. Há nas matérias carburador 1, carburador 2 e a próxima matéria carburador 3, última da série a teoria e prática para acerto do carburador de uma moto genérica. Não dispensa o uso do manual de oficina do modelo em questão, no seu caso a Intruder 125. Há particularidades diversas na hora de desmontar a moto e acessar o carburador. Isso não temos no momento como lhe orientar. Mas para a limpeza das peças desmontadas passa-se ar comprimido nos orifícios dos giclês, retira-se a borra acumulada na cuba da bóia e limpam-se todas as superfícies escurecidas com um pincel numa bacia com gasolina ou thinner. O serviço pode ser bastante fácil. Se você não conseguir pode prescindir do manual, mas isso se tiver as ferramentas e um pouco de experiência no seu manuseio, os cuidados com os vapores inflamáveis e tóxicos e aptidão necessárias. Boa sorte.

Bitenca, você já ouviu falar de um tal Militec-1? É um produto que se dispersa em moléculas e adere à superficies metálicas, reduzindo atrito e protegendo o motor nas partidas a frio, quando ocorre a situação de atrito de metal com metal. Será que funciona ou é produto milagreiro mesmo? Digo isso porque muitos dizem maravilhas sobre o produto, mas como sempre, prefiro a opinião de um especialista. Um grande abraço e continue com a melhor seção de cartas técnicas sobre motos da internet! Eric, 27, Guarulhos, SP

R: Sim Eric, já ouvi falar mas para emitir uma opinião teria que realizar testes. O fabricante afirma que a redução de atrito é sensível e pode reduzir em 2,8% a economia de combustível. uma idéia de pauta interessante. Abraços,

Qual o maior evento motociclístico do mundo ? Sturgis Motorcycles Rally ou Daytona Bike Week Obrigado. Vinícius, 33, São Paulo, SP

R: Vinícius, Normalmente Sturgis motorcycle rally tem sido considerado o maior evento de motocicletas, mas não temos notícia de um recorde registrado. Abraços,

Gostaria de saber porque a honda, yamaha, etc.., não fabricam mais motos ou scooters de 50cc, foi proíbido? Inês, 44, Piraí RJ.

R: Inês, as cinquentinhas têm um desempenho fraco para uso nas grandes cidades. Hoje os requisitos do trânsito requerem forte aceleração para arrancadas e retomadas. Esses motores não oferecem esse tipo de performance, serve ainda para pequenas motos de lazer, mas proibido não foi. Abraços.