rally-cerapio-2018-2

Tunico Maciel é bicampeão do Rally Cerapió

O mineiro Tunico Maciel (Honda Racing) confirmou seu favoritismo e venceu o 31º Rally Cerapió. A coroação veio neste sábado, 27, quando foi disputado o quarto e último dia da prova, indo de Piripiri a Teresina. A edição 2018 do rali reservou muitas emoções e desafios às 112 motos inscritas, que tiveram de encarar mais de 30 horas de pedreiras, distribuídas em cerca de 1.000 km, entre os estados do Ceará ao Piauí.

Tunico Maciel confirmou o favoritismo e não deixou escapar o título do Rally Cerapió 2018

Tunico Maciel confirmou o favoritismo e não deixou escapar o título do Rally Cerapió 2018

“Foi uma das provas mais complexas que já corri na minha vida, com muita dificuldade, navegação. Pegamos chuva, areia, poeira e estou muito feliz em começar o ano com o pé direito”, disse Tunico, campeão da categoria Master, principal divisão nas motos. O piloto fez uma sequência de bons resultados e venceu também o último dia da competição. Em 2017, Maciel venceu o Cerapió e também o Rally RN 1500, considerado por muitos o segundo maior rali do País.

Na categoria Sênior, outro multicampeão. Sandro Hoffmann (KTM) conquistou seu décimo título no Rally Cerapió/Piocerá. “Apesar do problema com o GPS, estou muito satisfeito com a prova. Posso afirmar que 2018 foi a mais pesada das 17 edições que participei”, conta. Na Over 40, Dário Júlio (Honda Racing) conquistou o troféu pela quarta vez – e de forma invicta. Já na Over 50, Péricles Dutra levou para casa o quinto título. Outro destaque do Cerapió 2018 foi Patrick Carneiro, de Parnaíba. Em 2017 ele foi o campeão como na estreante e agora venceu na Júnior. “Neste ano a prova estava fantástica. Misturou um pouco de dificuldade física, técnica, muitos laços, uma combinação perfeita”, comenta.

Rally teve quatro dias de provas e reuniu quase 400 participantes. Nas motos, piloto encararam subidas e descidas de serras, estradas abandonadas, piso de areia e pedras

Rally teve quatro dias de provas e reuniu quase 400 participantes. Nas motos, piloto encararam subidas e descidas de serras, estradas abandonadas, piso de areia e pedras

Classificação final – Rally Cerapió 2018

Motos – Master (top5)
1º Tunico Maciel #1 – Lavras (MG) – 289 pontos
2º Pedro Henrique Castrol Lage #5 – Timóteo (MG) – 262 pontos
3º Alvaro Amarante Almeida #2 – Lavras (MG) – 228 pontos
4º Bruno Pelizari #50 – Palmas (TO) – 211 pontos
5º Gecilio Andrade #4 – Salvador (BA) – 126 pontos

Sênior (top5)
1º Sandro Hoffmann #32 – Venda Nova do Imigrante (ES) – 291 pontos
2º Leonardo Malagutti #14 – São José dos Campos (SP) – 236 pontos
3º Lauro Lopes #8 – Teresina (PI) – 229 pontos
4º Misael Amariz #9 – Santa Maria da Boa Vista (PE) – 220 pontos
5º Wellington dos Santos #12 – Lauro de Freitas (BA) – 204 pontos

Executivo (top5)
1º Lenilson Viana #3 – Teresina (PI) – 282 pontos
2º Luiz Lobão Filho #49 – Teresina (PI) – 282 pontos
3º Amos da Silva #11 – Santo Antonio de Jesus (BA) – 234 pontos
4º Fabio de Farias #18 – Campina Grande (PB) – 148 pontos
5º Edgley Sobrinho #17 – Campina Grande (PB) – 100 pontos

Over 40 (top5)
1º Dário Júlio #21 – Lavras (MG) – 300 pontos
2º Gilso de Moraes #28 – Londrina (PR) – 240 pontos
3º Cleberson Ovani #6 – Vitória (ES) – 225 pontos
4º João Borges #29 – Gurupi (TO) – 214 pontos
5º Gildo Balau #25 – Palmas (TO) – 202 pontos

Over 50 (top5)
1º Pericles Dutra #23 – Londrina (PR) – 288 pontos
2º José Roberto Viana #66 – Santa Maria de Jetibá (ES) – 268 pontos
3º Amilar Rodrigues #34 – Timóteo (MG) – 243 pontos
4º José Américo Gaia #46 – Cabedelo (PB) – 145 pontos
5º Celestino Colchete Neto #26 – Rio de Janeiro (RJ) – 134 pontos

Júnior (top5)
1º Patrick Carneiro #44 – Parnaíba (PI) – 249 pontos
2º Oscar Branco #38 – Teresina (PI) – 233 pontos
3º Tiago de Melo #36 – Luis Eduardo Magalhães (BA) – 213 pontos
4º Pedro Lucas Junior #40 – Luis Eduardo Magalhães (BA) – 203 pontos
5º Henilton Pinheiro #39 – Palmas (TO) – 188 pontos

Novato (top5)
1º Danilo da Motta #57 – Araguaina (TO) – 252 pontos
2º Eudes Barbosa Junior #47 – João Pessoa (PB) – 235 pontos
3º Djavan Loiola #74 – Pedro II (PI) – 216 pontos
4º Laércio Gomes #59 – Palmas (TO) – 199 pontos
5º Edmilson Vargas #58 – Palmas (TO) – 192 pontos

Duplas (top5)
1º Saul Zakkour #91A – Rio de Janeiro (RJ) – 281 pontos
Leildo Silva #91B – São José dos Campos (SP) – 281 pontos

2º Sandro Conci #83A  – Fortaleza (CE) – 247 pontos
André Luiz de Souza #83B – Fortaleza (CE) – 247 pontos

3º Paulo Cabral #84A – Fortaleza (CE) – 227 pontos
Clóvis Viana Junior #84B – Fortaleza (CE) – 227 pontos

4º Rui de Lima #85A – Ananindeua (PA) – 202 pontos
Andre Yamaguchi #85B – Ananindeua (PA) – 202 pontos

5º Alfredo Miranda Filho #89A – Fortaleza (CE) – 192 pontos
André Oliveira da Paz #89B – Fortaleza (CE) – 192 pontos

Rally (top5)
1º Constantino Castro Neto #106 – Caxias (MA) – 219 pontos
2º Caio Araujo #77 – Parnaíba (PI) – 218 pontos
3º João Batista de Melo Neto #65 – Parnaíba (PI) – 191 pontos
4º Claudio Castelo Branco #70 – Parnaíba (PI) – 187 pontos
5º Savio Parente Junior #75 – Fortaleza (CE) – 179 pontos

Resultados – 4º dia Cerapió 2018

Master (top5)
1º Tunico Maciel #1 – Lavras (MG) – 75 pontos
2º Pedro Henrique Castrol Lage #5 – Timóteo (MG) – 62 pontos
3º Gecilio Andrade #4 – Salvador (BA) – 60 pontos
4º Alvaro Amarante Almeida #2 – Lavras (MG) – 58 pontos
5º Bruno Pelizari #50 – Palmas (TO) – 32 pontos

Sênior (top5)
1º Misael Amariz #9 – Santa Maria da Boa Vista (PE) – 69 pontos
2º Sandro Hoffmann #32 – Venda Nova do Imigrante (ES) – 66 pontos
3º Lauro Lopes #8 – Teresina (PI) – 59 pontos
4º Leonardo Malagutti #14 – São José dos Campos (SP) – 55 pontos
5º Wellington dos Santos #12 – Lauro de Freitas (BA) – 51 pontos

Executivo (top5)
1º Lenilson Viana #3 – Teresina (PI) – 75 pontos
2º Luiz Lobão Filho #49 – Teresina (PI) – 66 pontos
3º Amos da Silva #11 – Santo Antonio de Jesus (BA) – 58 pontos
4º Fabio de Farias #18 – Campina Grande (PB) – 56 pontos
5º Edgley Sobrinho #17 – Campina Grande (PB) – 0 ponto

Over 40 (top5)
1º Dário Júlio #21 – Lavras (MG) – 75 pontos
2º Gilso Moraes#28 – Londrina (PR) – 64 pontos
3º Cleberson Ovani #6 – Vitória (ES) – 58 pontos
4º Gildo Balau #25 – Palmas (TO) – 54 pontos
5º João Borges #29 – Gurupi (TO) – 52 pontos

Over 50 (top5)
1º José Roberto Viana #66 – Santa Maria de Jetibá (ES) – 69 pontos
2º Amilar Rodrigues #34 – Timóteo (MG) – 67 pontos
3º Pericles Dutra #23 – Londrina (PR) – 66 pontos
4º Celestino Colchete Neto #26 – Rio de Janeiro (RJ) – 56 pontos
5º José Américo Gaia #46 – Cabedelo (PB) – 45 pontos

Júnior (top5)
1º Tiago de Melo #36 – Luis Eduardo Magalhães (BA) – 63 pontos
2º Pedro Lucas Junior #40 – Luis Eduardo Magalhães (BA) – 52 pontos
3º Paulo Cleber dos Santos #43 – Palmas (TO) – 51 pontos
4º Patrick Carneiro #44 – Parnaíba (PI) – 50 pontos
5º Bruno Amorim #42 – Salvador (BA) – 49 pontos

Novato (top5)
1º Eudes Barbosa Junior #47 – João Pessoa (PB) – 61 pontos
2º Danilo da Motta #57 – Araguaina (TO) – 61 pontos
3º Djavan Loiola #74 – Pedro II (PI) – 60 pontos
4º Laércio Gomes #59 – Palmas (TO) – 56 pontos
5º Rômulo Silva Santos #60 – Parnaíba (PI) – 56 pontos

Duplas (top5)
1º Sandro Conci #83A  – Fortaleza (CE) – 67 pontos
André Luiz de Souza #83B – Fortaleza (CE) – 67 pontos

2º Saul Zakkour #91A – Rio de Janeiro (RJ) – 66 pontos
Leildo Silva #91B – São José dos Campos (SP) – 66 pontos

3º Paulo Cabral #84A – Fortaleza (CE) – 53 pontos
Clóvis Viana Junior #84B – Fortaleza (CE) – 53 pontos

4º Olinto Correia #92A – Fortaleza (CE) – 53 pontos
Krisnamurk Rolim #92B – Fortaleza (CE) – 53 pontos

5º Alfredo Miranda Filho #89A – Fortaleza (CE) – 52 pontos
André Oliveira da Paz #89B – Fortaleza (CE) – 52 pontos

Rally (top5)
1º Constantino Castro Neto #106 – Caxias (MA) – 69 pontos
2º Caio Araujo #77 – Parnaíba (PI) – 63 pontos
3º Savio Parente Junior #75 – Fortaleza (CE) – 63 pontos
4º Claudio Castelo Branco #70 – Parnaíba (PI) – 50 pontos
5º Gustavo Fruet #63 – Eusébio (CE) – 46 pontos

separador_rally

Fotos: Jairo Moura e Angelo Savastano



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.