Um festival de vírus. E vem mais por aí

Sobig F, Welchia e Dumaru sÆo os trˆs v¡rus que estÆo causando preju¡zos incalcul veis em todo o mundo; o primeiro se propaga por e-mail e os outros dois exploram falhas do Windows para lan‡ar ataques de DoS (pedidos em massa de servi‡os a servidores de redes).

Na China, conforme dados da empresa de seguran‡a Beijing Rising Technology Shareholding, somente o Sobig F infectou 20 milhäes de computadores. E vem mais por a¡. A Symantec, fabricante de antiv¡rus, diz que os internautas estÆo sendo atacados 35 vezes por semana e que de 10 a 15 v¡rus sÆo descobertos a cada dia.

O grande perigo reside no que Kevin Hogan, chefe do Centro de Seguran‡a da Symantec, em Dublin, na Irlanda, chama de “flash threats” (amea‡as relƒmpagos), isto ‚, programas maliciosos que se disseminam numa velocidade assustadora. Detˆ-los ‚ tarefa quase imposs¡vel.

Bom exemplo de um “flash threaht” foi o Slammer, conhecido tecnicamente por W32/SQL, que apareceu em janeiro deste ano. Em apenas 15 minutos, ele paralisou grande parte do tr fego da Internet.

De todos os v¡rus que estÆo em a‡Æo, no momento, o que mais assusta ‚ o F, sexta variante do Sobig, surgido tamb‚m em janeiro £ltimo. A MessageLabs, empresa britƒnica especializada em seguran‡a de e-mails, j  detectou mais de trˆs milhäes de c¢pias do F e avisa que ele ir  provocar mais estragos: a praga cont‚m uma linha de c¢digo que pode transformar em spammers (remetentes de mensagens comerciais nÆo solicitadas) todas as m quinas j  infectadas.

O avan‡o do F deve acentuar-se ainda mais nesta pr¢xima segunda-feira, 26, quando milhares de norte-americanos retornam ao trabalho, depois de um feriado prolongado.