Motociclistas e garupas uruguaios tem que usar coletes refletivos

Uruguai obriga uso de coletes refletivos por motociclistas

 

Motociclistas e garupas uruguaios tem que usar coletes refletivos

Motociclistas e garupas uruguaios tem que usar coletes refletivos

Não é só no Brasil que os políticos fazem projetos de lei estapafúrdios, que tentam atrapalhar a vida dos motociclistas.

Nossos vizinhos uruguaios estão às voltas com um desses casos: recentemente foi aprovada naquele país a Lei nº 19.061, que inclui a obrigatoriedade do uso, para piloto e garupa de motocicletas, tricíclos, ciclomotores e ATVs, o uso de coletes ou jaqueta refletivos. Lá os coletes são chamados de “chalecos”.

A diferença com o nosso país, onde quase todas essas tentativas de imposições absurdas têm sido rejeitadas, é que lá no Uruguai a lei foi aprovada e já está em vigor, com promessa de fiscalização rigorosa do seu cumprimento a partir de outubro próximo.

Segundo o “El Observador”, manifestações de repudio à nova lei se multipliquem naquele país, externando a revolta dos motociclistas uruguaios que não concordam com a antipática medida.

Essa notícia vale como alerta aos motociclistas brasileiros que pretendem viajar ou atravessar o Uruguai a caminho da Argentina, para que não se esqueçam de incluir na lista de itens indispensáveis à viagem o famigerado “chaleco”, sob pena de multa e apreensão da moto.

Manifestações de repúdio à nova lei estão acontecendo em todo o Uruguai

Manifestações de repúdio à nova lei estão acontecendo em todo o Uruguai

Os comentários nas redes sociais brasileiras sobre o assunto também são de reprovação, e uma das principais argumentações é que o acessório esconderia os coletes dos moto clubes e brasões, itens de orgulho para muitos.