Uso de pneus reformados para motos volta a ser proibido

Uso de pneus reformados para motos volta a ser proibido

Uso de pneus reformados para motos volta a ser proibido

A partir do pr¢ximo dia 31 de dezembro entra em vigor novamente a Resolu‡Æo n§ 158, do Conselho Nacional de Trƒnsito (CONTRAN), que pro¡be o uso de pneus reformados para motos.
A medida foi aprovada em decisÆo unƒnime da Cƒmara T‚cnica Veicular do ¢rgÆo.

A Resolu‡Æo estava suspensa por decisÆo da pr¢pria presidˆncia do CONTRAN, que prorrogou a norma por duas vezes, sendo que £ltima suspensÆo vencer  em 31 de dezembro de 2005.

Para a Associa‡Æo Nacional da Ind£stria de Pneum ticos (ANIP), as suspensäes da Resolu‡Æo n.§ 158 foram tomadas sem embasamento t‚cnico e a volta da sua vigˆncia ‚ fundamental para a seguran‡a do consumidor. Em uma motocicleta, por haver somente dois pontos de apoio sobre o solo, os pneus representam o principal item de seguran‡a para o motociclista. “Os pneus para motos nÆo sÆo projetados para serem reformados, diferentemente de um pneu de caminhÆo, que pode passar por dois ou trˆs processos de reforma”, explica Vilien Soares, diretor-geral da ANIP.

No Brasil e em outros pa¡ses nÆo existem Regulamentos que orientem o processo de reforma. “Se atentarmos tamb‚m para o fato de que temos em m‚dia trˆs acidentes fatais por dia com motos, podemos imaginar o risco de introduzirmos para sempre mais esse fator de inseguran‡a”, alerta Vilien. “Esperamos que o bom senso e a preocupa‡Æo com a seguran‡a estejam presentes e que se mantenha o que o rigor e a t‚cnica j  demonstraram”, finaliza o diretor-geral da ANIP.

A proibi‡Æo do uso de pneus reformados para motos tem apoio de importantes entidades envolvidas diretamente com o tema, como ABRACICLO (Associa‡Æo Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas e Bicicletas), AMM (Associa‡Æo dos Mensageiros, Motociclistas, Mototaxi e afins do Estado de SÆo Paulo) e SIMEFRE (Sindicato Interestadual da Ind£stria de Materiais e Equipamentos Ferrovi rios e Rodovi rios).