Foto: MotoGP.com

Valentino vence em Mugello com Barros no pódio

Foto: MotoGP.com

Foto: MotoGP.com

Depois de duas corridas emocionantes, a tirada da categoria rainha do Campeonato do Mundo de MotoGP nÆo podia ser melhor. O Alice Grande Prˆmio de It lia foi uma prova absolutamente emocionante com Valentino Rossi a acabar por levar a melhor sobre os demais.

O piloto da Fiat Yamaha levou a cabo soberba prova e, depois de largar da terceira posi‡Æo e de ter chegado a rodar em oitavo, encetou o ataque para assumir a lideran‡a … 8 volta. Rossi contou com forte oposi‡Æo de Dani Pedrosa (Repsol Honda), o £nico a conseguir rodar no mesmo do ritmo do italiano, mas a verdade ‚ que no final o penta-CampeÆo do Mundo nÆo s¢ garantiu o segundo triunfo da ‚poca, como se tornou no primeiro piloto a averbar seis triunfos consecutivos no seu Grande Prˆmio caseiro.

O espanhol da Honda oficial fez tamb‚m uma excelente corrida, largando do oitavo posto da grelha para chegar mesmo a liderar a corrida, mas a verdade ‚ que a sua RC212V acabou por nÆo apresentar os necess rios argumentos para fazer frente … Ml de Rossi.

Mais atr s assistiu-se a outra grande luta entre duas Ducati, a oficial do l¡der do Campeonato Casey Stoner e a sat‚lite do veterano brasileiro Alex Barros. Stoner chegou a liderar no in¡cio da corrida e teve como primeiro rival o companheiro de equipe Loris Capirossi, mas acabou por cair na classifica‡Æo para depois se debater contra os fortes ataques de Barros que, a duas voltas do fim acabou por concretizar as amea‡as e subir ao p¢dio. Um resultado pouco favor vel para o jovem australiano que, com esta quarta posi‡o, acabou por perder algum terreno na lideran‡a da classifica‡Æo para The Doctor”.

Foto: MotoGP.com

Foto: MotoGP.com

John Hopkins foi o melhor piloto da Rizla Suzuki com a quinta posi‡Æo, batendo com facilidade o seu companheiro de equipa Chris Vermeulen que, apesar de largar da segunda posi‡Æo da grelha acabou por nÆo conseguiu melhor que a oitava posi‡Æo.

Toni El¡as (Honda Gresini) foi o sexto classificado depois de ter largado de 15§ da grelha, enquanto Capirossi acabou por concluir num algo decepcionante s‚timo posto, principalmente quando se tem em conta que contou com uma GP7 mais desenvolvida para esta prova caseira da marca italiana, Marco Melandri (Honda Gresini) foi nono, enquanto o CampeÆo do Mundo Nicky Hayden (Repsol Honda), uma vez mais muito apagado, fechou a lista dos dez primeiros numa corrida onde a Michelin conseguiu bater os rivais Bridgestone depois de v rias corridas para esquecer desde o in¡cio do ano.

As declara‡äes dos trˆs primeiros de MotoGP

Os homens do p¢dio de MotoGP do Alice Grande Pr‚mio de MotoGP refletem sobre a magn¡fica corrida desta tarde em Mugello.

Valentino Rossi Fiat Yamaha (vencedor, 42m42.385s) – Creio que ‚ imposs¡vel explicar. Foi uma corrida dif¡cil porque cometi um pequeno erro no in¡cio. Tive alguma dificuldade em encontrar o meu ritmo nas primeiras voltas. Mas tenho de agradecer a todos. A Michelin porque os pneus hoje funcionaram muito bem, … Yamaha e especialmente aos rapazes que tˆm trabalhado comigo desde o JapÆo e a toda a equipa.

Dani Pedrosa Repsol Honda (2ø, 42m45.459s) – Creio que foi um fim-de-semana importante e bom, mas ainda temos de melhorar na segunda parte da corrida, j  que como nas corridas anteriores ainda temos alguns pontos fracos nessa mat‚ria, mas espero fazer ainda melhor em Barcelona.

Alex Barros Pramac dAntin (3ø, 42m48,341s) – Estou mesmo muito contente por estar de regresso ao p¢dio de MotoGP, sei que este resultado chegou na melhor altura poss¡vel, na corrida caseira da Pramac dAntin e da Ducati. Tenho de agradecer a toda a equipa por toda a ajuda que me deu. Tive bons resultados nos treinos das £ltimas trˆs corridas e tenho tido algum azar, por isso espero que o infort£nio tenha acabado.