Diego-Faustino

Veja como foi a 3ª etapa do Elf Superbike Series

Diego-Faustino
Diego-Faustino

O dia amanheceu com sol e tempo firme e o Autódromo de Interlagos recebeu neste domingo, dia 24 de junho, um público intenso, animado e vibrante. A corrida foi de tirar o fôlego, com muitos pegas, ultrapassagens lindas e algumas quedas. Todos os ingredientes necessários para um belíssimo espetáculo.

Já no Warm-up, vimos que os pilotos iriam para a pista com sede de vitória. Maico Teixeira, #36, da Honda Racing, acelerou forte e fez a volta mais rápida com 1:40.198, 24 centésimos mais rápido que a Pole Position de Danilo Andric, #64, da Limited MotorSports.

Às 13h, os pilotos alinharam para a largada, com Andric, em primeiro, Maico em segundo, Diego Faustino, #68, da BMW Team Brasil em terceiro, Bruno Corano, #34, da ELF Monster Energy Kawasaki SuperBike Team, em quarto, e José Luiz, o “Cachorrão”, #51, da Honda Racing, em quinto.

Já na primeira volta, Maico ultrapassou Andric, e brigou para se manter na liderança. Faustino manteve a sua posição de largada e passou a travar uma bela disputa pelo segundo lugar, chegando a assumir a liderança da prova. Cachorrão fechou a primeira volta em quarto, posição de largada de Corano, que caiu para o décimo lugar, se recuperou, e em poucas voltas entrou na briga pelas primeiras posições. Em quinto lugar na primeira volta, veio Diego Pretel, #88, da Motonil Motors, e em sexto Alecsandre Brieda, o Doca, #90, da Team de Grandi Bardahl. A disputa entre estes três pilotos foi constante, e volta a volta vimos o nível destes grandes pilotos. Na quinta volta, Pretel teve problemas no freio, e abandou a prova. A disputa entre Cachorrão e Doca se intensificou e os dois trocaram de posição diversas vezes, Corano acompanhava tudo de perto, e na nona volta ultrapassou os dois pilotos e assumiu a quarta posição.

Na ponta, vinha Maico que liderava a prova desde a largada. Logo atrás, Andric e Faustino brigavam pela segunda posição, mas na décima primeira volta este cenário mudou e Faustino assumiu a liderança de Maico. Na volta seguinte Maico deu o troco e reassumiu a liderança, colado atrás vinha Andric que caiu no inicio do “S do Senna” e ficou de fora da disputa.

Com a queda de Andric, o procedimento de Safety Car foi acionado, e as grandes diferenças de tempo foram perdidas.
A relargada aconteceu na décima sexta volta. Maico, que liderava o pelotão, reacelerou fora do permitido pelo regulamento, e por esta ação recebeu uma penalização de 15 segundos, e apesar de ter recebido a bandeirada como primeiro, caiu para sétimo no resultado final.

Faustino colou em Maico e concluiu a prova em segundo lugar, mas subiu ao primeiro lugar do pódio. Corano que fechou a prova na terceira posição, subiu ao segundo lugar do pódio, Cachorrão ficou com a terceira posição, Doca veio na quarta, e Danilo Lewis, #17, da JC Racing, que nas ultimas voltas travou uma bela disputa com Doca, ficou em quinto lugar.

Na sexta posição tivemos Wesley Gutierez, #47, da Alemão Pneus, que largou na décima posição e subiu para sétimo já na primeira volta, defendeu muito bem sua posição e subiu mais um lugar após a penalização de Maico.

A classificação do campeonato ficou assim:
1º Maico Teixeira, #36 – 59 pontos
2º Diego Faustino, #68 – 58 pontos
3º Bruno Corano, #34 – 53 pontos
4º Danilo Andric, #64 – 50 pontos
5º Alecsandre Brieda, #90 – 46 pontos