Diego Pierluigi vence a SuperBike em Curitiba - foto do arquivo do piloto

Veja como foi a 6ª etapa do SuperBike Brasil em Curitiba

Neste domingo 11/9, o Autódromo Internacional de Curitiba foi palco da 6ª etapa do SuperBike Brasil 2016, reunindo a nata da motovelocidade nacional. Pilotos como Diego Pierluigi, Cachorrão, Diego Faustino, Eric Granado e muitos outros, mostraram na pista que talento não falta aos pilotos brasileiros. Atração à parte foi a Honda Júnior Cup, com seus jovens pilotos que depois de vestirem seus macacões entraram na pista e correram como gente grande.

Desde a quinta-feira anterior à corrida já se via intensa movimentação nos boxes e na pista com os astros do espetáculo em duas rodas se preparando física e psicologicamente e preparando suas máquinas para o show que aconteceria no domingo. Quando domingo chegou, o autódromo entrou em estado de ebulição, com pilotos e motos se revezando em disputas incríveis na várias categorias que compõem o SuperBike Brasil.

Mesmo sendo um domingo de sol, sem nuvens no céu e os ingressos gratuitos para as arquibancadas, o público curitibano decepcionou. A ocupação não chegava a 20% da capacidade disponível nas arquibancadas. Em um momento crítico da nossa economia, com possibilidades ainda presentes do fechamento do Autódromo de Curitiba, o público dá esse tipo de resposta a um espetáculo grandioso como o SuperBike Brasil. Aí a coisa fica difícil, muito difícil.

O público curitibano mais uma vez decepcionou e não compareceu em número esperado - foto: Mário Figueredo

O público curitibano mais uma vez decepcionou e não compareceu em número esperado – foto: Mário Figueredo

Veja então o que aconteceu por lá:

Pierluigi no degrau mais alto do pódio da SuperBike

Diego Pierluigi (#84), da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing, acelerou forte e venceu a catefora SuperBike, prova realizada no início da tarde do domingo. O piloto argentino, que já tinha sido o mais rápido nas sessões classificatórias, confirmou o bom resultado na pista sem sofrer nenhum incidente.

Diego Pierluigi vence a SuperBike em Curitiba - foto do arquivo do piloto

Diego Pierluigi vence a SuperBike em Curitiba – foto do arquivo do piloto

O único percalço para Pierluigi ocorreu logo na largada. O piloto foi ultrapassado por Diego Faustino (#68), da equipe Honda, que tomou a dianteira e saltou para a ponta. Porém, não terceira volta o argentino já havia recuperado a posição para não mais deixá-la. Com um ritmo muito forte, o piloto conseguiu se consolidar na liderança e ainda contou com o azar do adversário paranaense, que acabou sofrendo uma queda na segunda metade da prova e dando adeus a qualquer possibilidade de vitória.

Enquanto isso, a vice-liderança ficou para Wesley Gutierrez (#134), da equipe Kawasaki Racing Team. O londrinense realizou uma prova consistente e se beneficiou dos erros dos adversários. Primeiro ganhou a terceira posição de Sebastiano Zerbo (#81), da BMW Motorrad Alex Barros Racing, e por fim herdou o segundo lugar com o incidente de Faustino.

Marco Solorza (#55), da equipe JC Racing Team, faturou a terceira colocação na prova, seguido por Sebastiano Zerbo em quarto e o líder do campeonato, Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team, que completou o pódio na quinta posição.

Pela SuperBike Pro Amador, Alex Borges (#44), da equipe Pitico Race Team, confirmou o favoritismo e venceu a corrida. A vice-liderança ficou com Jeferson Marchesin Friche (#6), da equipe HG Motos Racing. Nas posições seguintes, Roque dos Santos (#21), da Playstation/PRT, garantiu o terceiro lugar, logo à frente de Fabricio de Castro (#75), da BH Racing, em quarto, e de Fábio Nallin (#47), da Misano Racing Team, em quinto.

Na SuperBike Pro Estreante, Davi Lara Costa (#12), da equipe JC Racing Team, levou a melhor e garantiu a vitória. O piloto contou ainda com o abandono de Juracy Rodrigues “Black” (#560), da Black Day Racing Team, na oitava volta. Já o outro adversário, Luciano Pokemon (#77), da Pkm Racing, teve problemas com sua moto e nem começou a corrida.

Pela SuperBike Pro Master, a primeira colocação ficou com Elson Tenebra Otero (#2), da Suzuki/Econs/Best Riders. Enquanto isso, Jirios Semaan Abboud (#100), da BH Racing, faturou a vice-liderança.

▬   ▬   ♦   ▬   ▬

Gilherme Brito vence a Copa Honda CBR 500R

Em uma corrida eletrizante, marcada pela disputa intensa pela liderança, Guilherme Brito (#19), da equipe Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, se saiu melhor e venceu a 6ª etapa da Copa Honda CBR 500R em Curitiba. Logo após a largada, um pelotão formado por Guilherme Brito, pelo seu companheiro de equipe, José Duarte (#97), e por Leonardo Tamburro (#53), da equipe Honda MotoSchool de Talentos, disparou na frente e se distanciou dos demais adversários. Os três pilotos revezaram posições ao longo de toda a prova, mantendo uma distância mínima entre si.

A definição do vencedor saiu apenas nos últimos instantes da corrida. Após os três abrirem a volta final, Guilherme Brito conseguiu – pela primeira vez – abrir uma pequena vantagem sobre os dois competidores. Brito seguiu na frente e cruzou a linha chegada em primeiro. Já a definição da vice-liderança foi ainda mais acirrada. Tamburro ficou com a posição por uma diferença de apenas quatro milésimos para José Duarte, que terminou a prova em terceiro, Moises Ellias da Silva (#42), da equipe Rodas Mil Competições, ficou com a quarta colocação, logo à frente de Rafael Paixão (#28), da RF Racing, que completou o pódio em quinto..

Rafael Rigueiro (#52), da equipe MotoSchool Racing Team venceu a Copa Honda CBR 500R Light com Alexandre Dal’ Olio Franca (#82), da equipe Fullmann SuperBike em segundo e Linda Raad (#23), da Moretti Racing Team ficou com a terceira colocação.

Na Categoria Teen, Guilherme Brito acumulou mais uma vitória, à frente de Rafael Rigueiro, em segundo, e Maria Fernanda Rocha (#22), da equipe Fullmann SuperBike, em terceiro. Davi Gomide (#31), da MotoSchool Racing Team, que obteve boas colocações nos treinos, acabou caindo e abandonando a prova ainda na primeira volta.

▬   ▬   ♦   ▬   ▬

Felipe Macan leva a Honda Junior Cup

Em uma corrida emocionante e definida apenas nos momentos finais, Felipe Macan (#2) foi o mais rápido e venceu a 5ª etapa da categoria-escola Honda Junior Cup. O garoto largou em sexto e rapidamente pulou para as primeiras posições. Porém, a disputa foi intensa e ao longo de todas as oito voltas de prova, com o pelotão formado por oito competidores se revezando na liderança. Por vezes, a diferença de tempo entre eles foi mínima, como na abertura da sexta volta, ocasião em que todos cruzaram a linha do grid praticamente lado a lado.

Frota de Honda CG 160 Titan transformadas para a Júnior Cup, esperando o momento de fazer bonito na pista - foto: Mário Figueredo

Honda CG 160 Titan transformadas para a Júnior Cup, esperando o momento de entrar na pista – foto: Mário Figueredo

Já na volta seguinte, na sétima, Macan conseguiu, pela primeira vez, abrir uma pequena vantagem de meio segundo sobre o vice-líder, Lincoln Lima Melo (#29). Mas essa tranquilidade durou pouco. Na volta final, o ponteiro foi novamente atacado pelo adversário. Os dois seguiram muito próximos e partiram para os metros finais da corrida quase que lado a lado. Macan recebeu a bandeirada na frente, com apenas oito milésimos de vantagem para Lincoln, que ficou com a segunda posição.

Na sequência, Léo Marin (#46) foi o terceiro, Bruno Gonzalez (#98) o quarto, e Alexandre Gonzalez (#89) – que fez a pole – o quinto.

▬   ▬   ♦   ▬   ▬

Eric Granado é o melhor na 600 Super Sport

A disputa da Categoria 600 Super Sport foi um verdadeiro duelo de titãs entre duas feras do motociclismo que brigaram até as voltas finais pela liderança na corrida. Porém, o favoritismo de Eric Granado (#51), da equipe Granado Sport Team, pesou mais forte e o piloto paulistano acabou obtendo sua quarta vitória no campeonato, superando o uruguaio Maximiliano Gerardo (#41), da equipe Motonil Motors. Os dois pilotos protagonizaram uma belíssima corrida. Sempre tirando o máximo de suas motos, Eric e Gerardo revezaram a ponta por quase toda a prova. Lucas Torres (#77), da equipe Pitico Race Team, foi o terceiro, Pedro Sampaio o quarto e Matheus de Oliveira Dias (#70), da Motom em quinto

Pela SuperSport Pro Amador, Marcio Ferreira Bortolini (#37), da equipe Granado Sport Team, confirmou o bom desempenho alcançado nos treinos e venceu a corrida. Já Rafael Fioresi Junior (#515), da Moto 3, ficou com a vice-liderança da prova. A terceira posição foi para Diego Viveiros (#231), da Tecfil Racing Team, que ficou à frente de Cristiano Aquino Nogueira (#26), da MCW Racing Team, em quarto, e de Jefferson Ramos Valcézia (#99), da Tecfil Racing Team, em quinto.

▬   ▬   ♦   ▬   ▬

Outros resultados – 6ª etapa do SuperBike Brasil

Super Street/Yamaha R3 Cup
1º Meikon Kawakami
2º Eliton Kawakami
3º Rafael Gomes Traldi
4º Himberto Turquinho Jr
5º Brumo César Borges

Logo_SBKBr2015_200x100Kawaki Ninja 300
1º Felipe Gonçalves
2º Bruno César Borges
3º Fernando Santos
4º Fábio Jandaia
5º Wilians Sales Piui

SuperBike Light 1000cc
1º Jean Vieira
2º Felipe Comerlatto
3º Rodrigo C. Dazzi
4º Guto Figueiredo
5º Márcio Antonio Pereira

Separador_motos

Fonte: VGCom



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.